Em Barão de Cocais, uma população inteira torturada e à beira do fim da vida

Resultado de imagem para BARAO DE COCAIS

Na desértica Barão de Cocais, as placas indicam as rotas de fuga

Jorge Béja

Muito, muito mesmo, se poderia dissertar sobre tortura, que tem a idade da criação do Homem. E muitos outros tantos se poderia escrever sobre o combate e a erradicação da tortura ao longo da História da Humanidade. Torturar é impor dor física, emocional ou psicológica a alguém. Tortura, numa definição mais ampla, é causar “dano físico e mental pelos governos contra os indivíduos para destruir a personalidade das pessoas e aterrorizar a sociedade”, segundo o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

A Constituição Federal do Brasil é imperativa: “Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante…” (Artigo 5º, inciso III). “A lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da tortura…” (Artigo 5º, inciso XLIII ).

VIDA MORIBUNDA – Mesmo assim, em pleno Século XXI, à vista do Brasil inteiro – e de suas autoridades constituídas –, e à vista do mundo, não é de hoje que a população de moradores da cidade mineira de Barão de Cocais vive debaixo de tortura e muito perto do fim da vida. E se vida lhes sobrar, será vida moribunda. E vida moribunda é vida vegetativa. Será ou serão vivos-mortos e mortos-vivos. 

Lá, ninguém dorme, poucos se alimentam e todos sofrem o desespero do medo, da destruição completa e de tudo, que é certa e iminente. O que se tem feito por aquele povo é paliativo. É tapeação. Mais de 30 mil pessoas estão acuadas. Algumas ainda em suas casas, por enquanto não soterradas pela lama da barragem que vai se romper. Outros com sacos, malas e embrulhos prontos para fugir da morte, se é que vão conseguir mesmo.

INDIFERENTES, NÃO – Podemos estar distantes, ser diferentes, ou indiferentes…. podemos não olhar para o próximo… podemos ignorar sua dor…. mas só quem pode salvar a vida de um ser humano é outro ser humano. Tal é um dos lemas desta bravíssima instituição Médicos Sem Fronteiras.

Mas este próprio ser humano é quem também dissemina o terror, impõe a tortura e também acaba com a vida de outro ser humano. O que está acontecendo em Barão de Cocais é a maior prova da incúria estatal, da ganância do lucro, do desprezo com a saúde, com o bem-estar, com a segurança, com a felicidade, a paz e a vida do próximo. Do outro. De muitos outros. De mais de 30 mil outros. De uma multidão de outros,

E desde Mariana e Brumadinho, até Barão de Cocais, ninguém está atrás das grades pagando pelos crimes hediondos que cometeram, cometem e continuarão a cometer. O Poder Público cruza os braços e não cassa as concessões, que são federais. E assim caminha nosso país, com o seu povo esmagado numa prensa: idiotas e boçais em cima, idiotas e boçais embaixo.

21 thoughts on “Em Barão de Cocais, uma população inteira torturada e à beira do fim da vida

  1. Este será mais acontecimento que não resultará em nada. Pois, nossa vive dormindo há décadas. Quantos desastres já ocorreram e ninguém foi punido. Exemplos não faltam: o caso do bateau mouche e o incêndio da boate no Rio Grande do Sul. Quem foi punido, NINGUÉM. O crime compensa neste País. Ser honeste é crime.

  2. Caro Dr. Beja,
    De fato, o Brasil é um país SURREAL.
    O povo brasileiro não recebe a menor consideração das autoridades constituídas, realmente está sendo trucidado, sem dó e piedade.
    Comungo ipsis litteris com o seu entendimento externado neste artigo de muita pertinência, tomara que alguma autoridade constituída o leia e, sobretudo tome as providências imediatas que o caso requer e que todos nós sabemos quais são.
    Certamente por causa dessa aberração cometida contra o povo de Barão de Cocais, entre outras, é que o povo brasileiro cerrará fileiras nas ruas, praças e avenidas dessa pátria ultrajada há mais de 33 anos por desgovernos civis.
    Pensamento da Filósofa Russo-Americana Ayn Rand será mera coincidência ou um pensamento que se encaixa perfeitamente ao dantesco momento em que se encontra o nosso amado Brasil ?
    “Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada. Quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores. Quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você. Quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício. Então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”. (Ayn Rand, filósofa russo-americana, judia fugitiva da revolução russa que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920)

    • O Brasil está condenado … exatamente, Dr. Belem!!!

      Haveria Libertação???

      Quando do impedimento do Collor … o Senador Lando começou assim: “Conhecereis a Verdade … e a Verdade vos libertará”; lembra???

      E Collor renunciou para não ser impedido; porém, o Senado deu um jeito de cassá-lo por 8 anos kkk KKK kkk

      E o pior … o STF absolveu Collor de todas as acusações … … … era tudo para que não fossem construídas as CIACS!!! !!! !!!

      Um aperto de mão.

  3. Porém, a citação do Evangelho está incorreta … vamos conferir???

    “conhecereis a verdade e a verdade vos livrará”. (Jo 8,32) … percebe que começa com minúscula??? o texto correto é: “E Jesus dizia aos judeus que nele creram: Se permanecerdes na minha palavra, sereis meus verdadeiros discípulos;” (Jo 8,31) “conhecereis a verdade e a verdade vos livrará”. (Jo 8,32)

    A Verdade só liberta da Condenação … se permanecer na Palavra de Jesus!!!

    “Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não incorre na condenação, mas passou da morte para a vida”. (Jo 5,24)

  4. “Se alguém ouve as minhas palavras e não as guarda, eu não o condenarei, porque não vim para condenar o mundo, mas para salvá-lo”. (Jo 12,47) … “Quem me despreza e não recebe as minhas palavras, tem quem o julgue; a palavra que anunciei julgá-lo-á no último dia”. (Jo 12,48)

    E qual a Palavra no último dia???

    “31. Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso.
    32. Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos.
    33. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda.
    34. Então o Rei dirá aos que estão à direita: – Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo,
    35. porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes;
    36. nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim.
    37. Perguntar-lhe-ão os justos: – Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber?
    38. Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos?
    39. Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar?
    40. Responderá o Rei: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.
    41. Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos.
    42. Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber;
    43. era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes.
    44. Também estes lhe perguntarão: – Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos?
    45. E ele responderá: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer.
    46. E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna”.
    (Mt 25)

    • O problema é que inventaram uma interpretação muito da equivocada … faz-se de tudo que se quer … porém, ajudando os pobres se salvará kkk KKK kkk

      Analisemos o cenário:
      1 – Jesus está sentado em seu trono glorioso … e todos os anjos com ele;
      2 – Todas as nações estão diante dele;
      3 – À direita de Jesus serão colocadas as benditas ovelhas … prestes a tomarem posse do Reino preparado desde a Criação;
      4 – À sua esquerda estão os malditos carneiros, que logo irão para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos.
      … … …
      E os pequeninos de Jesus … estão onde onDE ONDE??? ??? ???

      • 40. Responderá o Rei: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.

        45. E ele responderá: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer.
        … … …
        destes meus irmãos mais pequeninos … destes pequeninos … aí temos que analisar o pronome “destes”, né???

        https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/destedesse/2910 … Deve-se usar a palavra deste em relação a algo que se encontra próximo da pessoa que fala; e o termo desse em relação ao que está próximo da pessoa para quem se fala. Por exemplo: Gosto mais deste gato do que desse cão. O gato encontra-se junto do emissor e o cão deverá estar próximo do receptor.

        Então, os pequeninos também estão junto de Jesus – igual ao anjos, né???

        • E como os pequeninos foram ficar perto de Jesus???

          “13. Irmãos, não queremos que ignoreis coisa alguma a respeito dos mortos, para que não vos entristeçais, como os outros homens que não têm esperança.
          14. Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram.
          15. Eis o que vos declaramos, conforme a palavra do Senhor: por ocasião da vinda do Senhor, nós que ficamos ainda vivos não precederemos os mortos.
          16. Quando for dado o sinal, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, o mesmo Senhor descerá do céu e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro.
          17. Depois nós, os vivos, os que estamos ainda na terra, seremos arrebatados juntamente com eles sobre nuvens ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.
          18. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras”.
          (1Ts 4)

          • E quem são os pequeninos???

            cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram … os vivos, os que estamos ainda na terra, seremos arrebatados juntamente com eles sobre nuvens ao encontro do Senhor nos ares
            … … …
            Os pequeninos são os de Jesus, certo??? os que possuem Fé viva – com obras!!!

  5. Excelente artigo. Triste a situação a que o povo de Minas foi levado, em nome da avidez de lucro de alguns e da omissão da autoridades, em nome da “grandeza nacional”.

  6. Dr. Béja, assino mil vezes, sua aula de humanidade nos esclarece, mostrando a Verdade da hipocrisia dos governantes dos 3 poderes que continuam podres, infelicitando 220 milhões. 57 milhões deram o voto de confiança e Esperança de um Brasil decente e justo, e 5 meses decorridos e não vemos governo por uma Brasil para os brasileiros trabalhadores, mas, sim para os banqueiros agiotas, representado pelo sinistro Paulo Guedes, que não nos deixa mentir. Lembro a Parábola de Jesus Cristo:”A cada um segundo suas OBRAS,e Pagaras até o último ceitil” pós morte, quando a Consciência Tribunal Divino, julgará nossas OBRAS, Boa Luz e Paz, Má o Ranger de dentes”, acreditemos ou não. não importa, é Lei Divina.

  7. Uma empresa que se dedica exclusivamente à exploração do solo em busca de minérios deveria ter permanentemente ao seu lado uma poderosa e qualificada, honesta e competente, fiscalização municipal, estadual e federal.

    Afora tais cuidados, a cada seis meses uma auditoria independente, estrangeira, que desse o seu parecer quanto às questões das barragens.

    A situação das pessoas, DE SERES HUMANOS, que habitam perto dessas contenções e que estão prestes a romper, conforme tragédias em Mariana e Brumadinho, agora com esta localidade de Barão de Cocais, simplesmente evidenciam a forma como o cidadão brasileiro é considerado tanto pelos poderes públicos(?!) quanto empresarial!

    Definitivamente o ser humano neste país não tem o menor valor, a menos que faça parte de alguma elite ou das castas conhecidas, e que compõem os poderes constituídos.

    O lucro, as arrecadações, o dinheiro que prefeituras, os estados e o DF apuram com impostos, evidenciam que são destinados exclusivamente à manutenção do sistema, que transfere essas fortunas para proteção e impunidade das classes dominantes, seus salários milionários, suplementos ilegais e imorais em seus proventos e, claro, a proteção da impunidade!

    A Vale é o exemplo clássico da impunidade no Brasil com relação ao descaso com as pessoas, os moradores dessas localidades varridas pela parede de lama e detritos após romper as barreiras frágeis e CRIMINOSAMENTE mal cuidadas pelas autoridades governamentais e pela própria mineradora!

    Conhecemos, por acaso, os responsáveis por essas centenas de mortos, poluição dos lençóis freáticos, solo para o plantio, rios contaminados e destruição da fauna e flora em milhares de quilômetros quadrados?!

    SIM!
    O povo, que reside nessas localidades simples, porém ricas pela natureza, pacatas, felizes, até antes de acontecer o rompimento de barragens que ceifaram a vida de centenas de seres humanos de maneira cruel, hedionda, terrorista, pois muitos foram soterrados vivos, e jamais seus corpos serão encontrados!!!

    Pois, agora, temos mais uma cidadezinha com riscos de desaparecer, e que se transformou em uma cidade-fantasma, com seus prédios abandonados, comércio, escolas, habitações, delegacias, farmácias, bares, restaurantes … porque mais uma dessas barragens pode se romper a qualquer instante.

    Se alguém está sendo responsabilizados?

    SIM!
    O povo, por ter nascido, crescido, estabelecido a sua vida em Barão de Cocais, os cocaienses, que optaram por esta localidade maravilhosa, e que foram retirados de sua cidade porque ela vai desaparecer!!!

    Alguma indenização?
    E existiria?
    A pessoa perde a sua casa, o seu negócio, o seu cotidiano, as suas raízes, a sua vida, enfim, haveria dinheiro suficiente para pagar essas frustrações, indignações, revoltas pelas perdas incalculáveis, afora as vidas que já foram imoladas??!!

    Cínicos vêm a público em defesa da empresa, que possui mais de cem mil funcionários, que “sustenta” milhares de famílias com o trabalho de seus contratados, e que é fonte de renda para as pessoas, municípios o estado mineiro e a capital federal.
    Mas a este preço?
    De, volta e meia, centenas de mortos e localidades destruídas?
    Rios, solo, fauna e flora prejudicados por vários anos?!
    O preço a pagar por um emprego é de também dar a sua vida para receber salários modestos??!!
    Mas que raio de comparação é esta??!!
    Vale mais um emprego que a casa, os móveis, carro, negócio … a vida das pessoas??!!
    Pois é nisso que nos transformaram??
    Em cidadãos plenamente descartáveis, desvalorizados, cujos danos e prejuízos são meramente efeitos colaterais??!!
    Este é o Brasil do “futuro”?!

    Aplaudo mais este artigo do eminente dr.Béja.
    O célebre advogado nos permite que postemos nossas opiniões, e que esse assunto de VITAL importância seja mencionado na TI regularmente, haja vista que não pode ser esquecido, e por todos nós, mesmo quem mora longe desses acontecimentos e até de estado, como o meu caso, que resido no interior gaúcho!

    Minha solidariedade ao povo mineiro, principalmente os que estão desaparecendo sob a incúria governamental, as más intenções, o desprezo pelo ser humano, pelo brasileiro que não tem mais sequer a sua vida segura tanto pela violência que impera nesta nação, quanto pelos crimes praticados pelas autoridades com relação ao desinteresse pelos cidadãos desta republiqueta!

    Meu abraço forte, fraterno e caloroso, dr.Béja.
    Saúde, muita saúde.

  8. Nada vai acontecer partes do talude já escorregaram outros vão também, todos para dentro do pit da mina. apenas o nível da água vai subir. Eu já trabalhei ali. Conheço bem.

  9. A NOVELA DO TALUDE DA VALE

    Agora que a Globo entrou na briga tudo, absolutamente TUDO é demoníaco, catastrófico ou simplesmente apocalíptico.
    Esta sendo assim com o talude da mina da Vale.
    Um talude que está escorregando para dentro do pit, cheio de água.
    Diga-se de passagem, é assim que todos os taludes abandonados costumam fazer — deslizar até que a estabilidade da encosta seja atingida.

    O que me surpreende é a especulação terrível de que esse deslizamento (que já deveria ter sido quantificado pela própria Vale) pode causar o rompimento de uma barragem de rejeito a 1.500 metros de distância.

    O que se vê é que o volume de material que parece estar em processo de escorregamento não é assim tão grande a ponto de causar um tremor de grande intensidade que vai romper uma barragem de rejeitos estável.

    A não ser se essa barragem já esteja comprometida e a ponto de cair…

    Durma-se com esse barulho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *