Em busca do tempo perdido

Carlos Chagas

Reviravolta na estratégia tucana: José Serra decidiu encontrar o  mais breve possível seu companheiro de chapa. Pretende anunciá-lo  dia 12 próximo, em Salvador, quando então seriam formalizadas as duas candidaturas. Até agora a disposição do ex-governador de São Paulo era de deixar para julho a questão da vice-presidência, quem sabe  mantendo um mínimo de esperança sobre Aécio Neves reconsiderar a negativa. Se foi isso, não é mais, pois por sugestão de Serra reuniram-se esta semana os presidentes do PSDB, do DEM e do PPS, para a primeira rodada de seleção do candidato a vice.

Sérgio Guerra, Rodrigo  Maia e Roberto Freire estabeleceram as preliminares: o escolhido deve, de preferência, ser do DEM e do Nordeste. O leque é razoável, com Marco Maciel e José Carlos Aleluia na pole-position. Claro que mudanças de critério poderão ocorrer, ensejando um candidato  do  próprio PSDB, como Tasso Jereissati ou Sérgio Guerra.

De qualquer forma, o trem começa a sair da estação. Caso não encontre um túnel pela frente, chegará antes do dia 11 à capital baiana.

Paulicéia malvada

De desvairada, a Paulicéia transforma-se em malvada.  Pelo menos  parece o que pretende a comunidade de Santa Cecília, bem no centro da capital. Comerciantes, moradores e integrantes de associações locais sugerem que os restaurantes, lanchonetes e ONGs locais deixem de distribuir restos de comida para os moradores de rua. É preferível que joguem fora, bem longe, o alimento deteriorado responsável por aplacar a fome de catalogados 1334 miseráveis…

A alegação desses malvados é de que os sem-teto fazem sujeira, algazarra e confusão no bairro, além de dormirem nas calçadas defronte às suas residências e seu comércio.   Ameaçam até interditar os estabelecimentos que distribuem as sobras de suas cozinhas.

Não se trata apenas de falta de caridade e egoísmo. É maldade pura, pois além de não se incomodarem com a fome e  o  frio que passam os moradores de rua, pretendem negar-lhes alimento, na expectativa de que sumam de suas vistas. Importa  menos saber se o combate à  miséria é assunto da prefeitura ou dos governos estadual e federal, porque deveria ser, antes de tudo, preocupação da sociedade.  Não do tipo verificado na  comunidade de Santa Cecília…   

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *