Em comparação ao Brasil, corrupção na Coréia do Sul é muito amadorística

Resultado de imagem para park geun-hye scandal

A presidente Park era manipulada pela melhor amiga

Deu no Correio Braziliense
(France Presse)

A presidente coreana, Park Geun-hye, cujas funções foram transferidas para o primeiro-ministro, é acusada de ter se deixado influenciar por sua amiga e confidente Choi Soon-Sil, acusada de corrupção. Choi Soon-Sil está detida e é acusada de ter utilizado sua amizade com Park para extrair enormes somas de grandes conglomerados sul-coreanos, incluindo Samsung.

E uma filha de Choi Soon-Sil, chamada Chung Yoo-Ra, foi detida no domingo (dia 1º) na Dinamarca, porque seu visto estava vencido. O Ministério Público coreano informou que está em negociações com as autoridades dinamarquesas para que Chung, de 20 anos, seja deportada.

ESTRANHA FAMÍLIA – A corrupta Choi é filha de uma misteriosa figura religiosa, Choi-Tae-Min, chefe autoproclamado da Igreja da Vida Eterna. Ele havia se convertido no mentor da presidente afastada Park Geun-hye após o assassinato da mãe dela, em 1974.

Segundo a imprensa, Choi Soon-Sil teria herdado de seu pai, que morreu em 1994, a influência pouco apropriada sobre a presidente. E após o escândalo, Choi se tornou conhecida como a “Rasputina” da Coreia do Sul.

Em função desse escândalo, no início de dezembro o Parlamento da Coreia do Sul aprovou o impeachment de Park Geun-Hye.

FALTA A SENTENÇA – O impeachment, aprovado por 234 votos a favor e 56 contrários, transferiu imediatamente os poderes de Park ao primeiro-ministro, à espera da sentença do Tribunal Constitucional, que deve ratificar ou invalidar a decisão parlamentar.

A definição pode demorar seis meses, período em que Park poderá permanecer na residência presidencial, a Casa Azul. E a situação pode prolongar a crise política.

PERDÃO PELO CAOS – Pouco depois da votação, Park Geun-Hye pediu perdão pelo “caos” político no país e solicitou ao governo que permaneça vigilante.

Park, 64 anos, entra para a história como a primeira presidente sul-coreana eleita democraticamente a não concluir o mandato de cinco anos. Um desenlace inesperado para a política, filha do ditador Park Chung-Hee, que fez campanha como uma candidata incorruptível, que não devia nada a ninguém e estava “casada com a nação”.

IGUAL AO BRASIL – O processo de destituição é resultado de semanas de crise, durante as quais milhões de pessoas saíram às ruas para pedir aos partidos políticos o afastamento de Park.

A pressão da opinião pública foi fundamental para que um número suficiente de deputados do partido conservador da presidente, o Saenuri, decidissem apoiar a moção ao lado da oposição.

A corrupção na cúpula do poder tem sido um grande obstáculo para a democracia sul-coreana e o palácio presidencial não é exceção.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A corrupção é um fenômeno universal, que atinge todos os países, com maior ou menor incidência. No caso da Coreia do Sul, o nível de corrupção é amadorístico e chega a ser ridículo quando comparado à situação do Brasil, que deixa no chinelo qualquer esquema alienígena.  (C.N.)

4 thoughts on “Em comparação ao Brasil, corrupção na Coréia do Sul é muito amadorística

  1. “CORTARAM A CABEÇA DO BRASIL (O Antagonista)

    Brasil 02.01.17 16:37

    Não se iludam: a barbárie que ocorreu no presídio do Amazonas é resultado das barbaridades que são cometidas continuamente nos centros de poder político e econômico.

    O Brasil é um país cuja cabeça foi cortada pelas organizações criminosas travestidas de partidos políticos e grandes empresas.

    O Brasil é um país retalhado pela corrupção, pela ignorância, pela imoralidade, pelo abandono, pela ferocidade.

    Calem-se, ufanistas. Somos uma vergonha como nação.”

  2. “GOVERNADOR NEGOCIOU VOTOS COM FDN? (O Antagonista)

    Brasil 02.01.17 17:22
    Em 2014, a Veja divulgou áudio em que Carliomar Barros Brandão, então subsecretário de Justiça, pede o apoio da FDN para a reeleição de José Melo (PROS).

    A conversa se deu numa sala do próprio presídio Anísio Jobim.

    “Vamos apoiar o Melo, entendeu? A cadeia…vamos votar minha família toda, lá da rua, entendeu? Não tem nada não, a gente não conhece o Melo (trecho inaudível), a gente quer dar um alô, que ele não venha prejudicar nós. E nem mexer com nós”, diz o traficante José Roberto Barbosa, um dos líderes da facção.

    Carliomar Brandão responde: “Não, ele não vai, não. A mensagem que ele mandou para vocês, agradeceu o apoio e que ninguém vai mexer com vocês, não”.

    Em outro trecho, o criminoso diz: “Tá vendo o que está acontecendo em Santa Catarina (vários ataques)? É o comando dos caras, que estão rodando lá por causa do governo dos caras. Tá vendo aqui, a cadeia tá tudo em paz porque o governo daqui não mexe com nós”, diz

    “O que ele quer é isso, é a cadeia em paz”, responde o subsecretário. O traficante, então, estima o número de votos que conseguirá levantar para José Melo. “Eu acho que de voto ele vai ter de nós mais de cem mil votos. Você imagina cada preso que tem família lá, se a gente der uma ordem eles vão cumprir. Não é igual aqueles caras que se der 100 reais que diz que vai votar e não vota. O nosso vai votar no Melo porque nós mandemos (sic).”

    O subsecretário alegou que a conversa foi manipulada, como se fosse natural uma autoridade política negociar com criminoso preso.

    Como dissemos antes, o Brasil é um país cuja cabeça foi cortada pelas organizações criminosas travestidas de partidos políticos e grandes empresas.””

  3. As duas Coreanas precisam fazer um Estágio de CorruPIssaum em são Paulo…..
    Vão se dar muito bem com tantos Mestres em Roubar..
    Vários Mestres para ensiná-las a roubar por mais de 30 anos sem frenquentar as Cadeias Super-Lotadas de SP…..
    A propósito, por onde anda o Ex-Desgovernador Ladrão Corrupto da Organização Criminosa Complexao que a Juiza lhe sapecou 20 anos e 10 meses de Cana.??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *