Em contato na Câmara, Bolsonaro deu a impressão de ser um completo idiota

Resultado de imagem para bolsonaro

Bolsonaro ouviu a gravíssima denúncia e não fez nada

Carlos Newton

Em setembro de 2007, a representação do Brasil nas Nações Unidas assinou um tratado internacional da maior importância: a Declaração Universal dos Direitos dos Povos Indígenas, aprovada pelas Nações Unidas com surpreendente apoio do governo brasileiro (leia-se: presidente Lula da Silva e chanceler Celso Amorim). Quinze países que têm populações indígenas (ou nativas) rejeitaram ou se abstiveram, entre eles EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Argentina e Rússia. Mas o Brasil, infantilmente, capitulou. 

Conforme temos alertado aqui no blog da Tribuna da Internet, esta Declaração da ONU concede às chamadas nações indígenas o direito de se emanciparem, tornando-se autônomas em termos territoriais, políticos, econômicos e sociais, inclusive com fronteiras fechadas. Ou seja, podem se declarar países independentes.

200 NOVOS PAÍSES – No caso do Brasil, a assinatura do Tratado significa que o país aceita conceder independência às mais de 200 “nações indígenas” aqui existentes, que já controlam cerca de 15% do território nacional. Como ainda há muitas reservas  a serem demarcadas, acredita-se que área total das terras desses países indígenas vá ultrapassar 20% do território brasileiro.

O Brasil assinou discretamente essa Declaração em setembro de 2007 e a grande mídia fez questão de esconder o fato. Fui o único jornalista a escrever a respeito, na “Tribuna da Imprensa” de Helio Fernandes, dando sequência a denúncias do advogado Celso Serra na loja maçônica Dous de Dezembro, do Grande Oriente, aqui no Rio de Janeiro.

Alertados pelo noticiário da “Tribuna da Imprensa”, os serviços de inteligência das Forças Armadas entraram em campo, nos bastidores do poder. Nesta ocasião, fui pessoalmente a Brasília, para alertar os parlamentares sobre o golpe que se tramava contra o Brasil e que podia significar a internacionalização de grande parte da Amazônia.  

CONGRESSO DESCONHECIA – Entrevistei vários parlamentares da Região Amazônica, como os senadores Arhur Virgilio, Tião Viana e Mozarildo Cavalcanti. Nenhum deles tinha o menor conhecimento do assunto, mas prometeram ficar atentos para evitar a aprovação do Tratado da ONU pelo Congresso Nacional.

Lembrei, então, de procurar o deputado Jair Bolsonaro. Achei que, por ser militar, ele ficaria revoltado com a traição que o governo Lula tinha cometido, um verdadeiro crime de lesa-pátria. Expliquei a ele o que significava o Tratado da ONU e o fatiamento do território nacional. Mas Bolsonaro não deu importância à informação que lhe transmiti. Não fez nenhum comentário. Insisti e repeti as afirmações, explicando o que haveria em função da independência das 200 nações indígenas brasileiras, algumas ocupando extensões do tamanho de Portugal ou até Itália, no caso da nação Yanomami.

Eu pensava que Bolsonaro imediatamente iria ficar indignado e me pedir subsídios para ocupar a tribuna da Câmara e denunciar a manobra contra o Brasil. Mas o deputado não disse nada e então percebi que se tratava de um idiota completo, que não conseguira entender a importância da denúncia que recebera.

SOLUÇÃO MILITAR – Bolsonaro nada fez. Mas os militares, que tinham recebido subsídios da Loja Maçônica Dous de Dezembro, decidiram intervir. Os comandantes das três Armas avisaram ao governo que não aceitariam que o Tratado da ONU fosse enviado ao Congresso para ratificação e entrada em vigor. E assim se fez.

Já se passaram dez anos e até agora o Congresso não recebeu a Declaração Universal dos Direitos dos Povos Indígenas para levar À votação. Os chefes indígenas já reclamaram muito. Procuraram não somente à ONU, mas também a Organização dos Estados Americanos (OEA) e os Papas João Paulo Segundo e Francisco. Mas não adiantou nada. Os indígenas continuam a ser brasileiros e suas valiosíssimas terras não serão internacionalizadas.

###
P.S. 1 –
Quando o jornal Tribuna da Imprensa deixou de circular, em 2008, todo o acervo foi criminosamente retirado da internet. Podem conferir nos sites de busca, não existe uma só reportagem na grande mídia a respeito da independência das nações indígenas.

P.S. 2O governo Lula tinha maioria tranquila no Congresso e poderia aprovar o Tratado discretamente, bastava arranjar um relator compreensivo. Graças à atuação do advogado Celso Serra, isso não aconteceu. Articulista e comentarista da nossa TI, Serra é um herói brasileiro que continua anônimo. Poucas pessoas conhecem a importância de sua atuação em defesa do país.

P.S. 3 – Se Bolsonaro não fosse um idiota completo, teria liderado uma campanha contra o Tratado da ONU, tornar-se-ia um herói nacional e hoje seria imbatível na eleição. Apenas isso. (C.N.)

78 thoughts on “Em contato na Câmara, Bolsonaro deu a impressão de ser um completo idiota

  1. O que tem que ser denunciada é a IMORAL Lei 13464/2017 (bônus de eficiência e produtividade dos auditores fiscais) que onera os gastos públicos em quase 3 BILHÕES por ano!!! Esse bônus que é um vergonhoso incentivo para que se autue mais e mais as empresas, pasmem, se leva para a aposentadoria! !!!!!! APOSENTADORIA! !!

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,novo-bonus-rendeu-r-1-3-bilhao-a-auditores-da-receita-federal,70002222158

    Já falei com Bolsonaro e ele sinalizou positivamente que vai acabar com isso.

    Já denuncie isso aqui na tribuna da internet e não vI o editor CN escrevendo qualquer linha sobre isso. Nada fez para alertar em seu blog. Pensei que CN fosse ficar indignado, mas nada falou. Portanto não é só o Bolsonaro que é um perfeito idiota, não.

  2. O site archive.org muitas vezes tem cópias dos sites, impedindo o desaparecimento deles. A navegação não é ágil, tem que saber a data da publicação, mas, com esforço, se encontra lá as publicações da página da tribuna da imprensa, entre final de 2000 até meados de 2014. De fato, os mecanismos de busca não listam nada que esteja estocado no “Archive”.

  3. Ué? Estão agora com medo do avanço do poder dos índios de tomarem de volta o Brasil? Foram dar força pra eles por debaixo dos panos e agora estamos assustados? Agradeçam aos irmãos Vilas – Boas e ao Darcy Ribeiro!

  4. Os dez anos da Declaração da ONU sobre direitos de povos indígenas

    Certos governos e segmentos sociais criticam a amplitude dos direitos dos povos indígenas por seu impacto na segurança e desenvolvimento econômico do Estado. No que se refere à segurança, argumentam que direitos como o que estimula o contato, relações e cooperação entre indígenas divididos por fronteiras internacionais, e mesmo o próprio direito à autodeterminação ensejariam ameaças à integridade nacional. A Declaração, porém, é inequívoca, em seu artigo 46(1), ao expressar que nada em seu conteúdo poderá ser interpretado de modo a autorizar ou fomentar qualquer prejuízo à integridade territorial ou unidade política de Estados.

    https://goo.gl/N4w77H

  5. E pensar que alguns aparecem, por aqui, todos os dias, para defender esse cara…
    É altamente recomendável, antes de ir votar, tomar um chá de bom senso, de informação e de vergonha na cara.

    • (Ligando o modo IRONIA)

      Cumunista !! Petralha !! Mortadela !!

      Petista !! Esquerdopata !! Bolivariano !!

      (Desligando o modo IRONIA)

  6. CN. Embora seja de extrema importância o tema, o fato do deputado Bolsonaro não ter abraçado a causa não o transforma em um atêntico idiota. Este ponto de vista é pessoal seu contra alguém que não é da sua simpatia. Respeito mas discordo. Como foi dito, nem mesmo os integrantes do partido do presidente lesa pátria que assinou o documento disseram saber do mesmo. Ou seja, pelos congressistas o documento não é conhecido e sem se saber pessoalmente seu teor, qualquer discurso seria mera bravata. Creio que Bolsonaro tenha buscado saber do caso e se não esbravejou como o fez no caso do kit gay deve ter tido seus motivos e, certamente, não foi o de dar as costas para o país e sua integralidade.

  7. O Brasil já é uma colmeia compostas por centenas de favos: uma nação constituída de uma série de enclaves: redutos fechados, circunscritos, por: milícias, tráficos, condomínios, MST, UDR; enfim, zonas de exclusão.
    Agora teríamos mais um feudo para facilitar as ações de contrabando das riquezas nacionais, por partes dos gringos piratas, entregues pelas mãozinhas dos nossos puríssimos nativos!

  8. Marcos S., muito bem colocado seu enfoque pelo comentário do CN em relação ao Bolsonaro. A preocupação do deputado é recorrente no aspecto de reservas indígenas. Ele já deixou bem claro que é contra as atuais demarcações e que irá suspende-las caso seja eleito.

  9. O comentário do Marcos S.está certo, complementado pelo do Lippi.
    O famigerado kit gay só não foi remetido para ser entregue aTODOS os alunos de todas as escolas, porque o então deputado Bolsonaro, com apoio da bancada evangélica e da maioria de católicos, barraram esta excrescência que o MEC, da imbecil, Dilma, queria implantar nas escolas. Cerca de , 60 milhões seriam entregues às escolas. Disse-me, pessoalmente, o Bolsonaro.

    O editor, de esquerda, não deve suportar os militares, por origem, como demonstra sempre.
    Conheço o Bolsonaro, sei que a formação dele na AMAN é muito boa.
    Fui da AMAN, da Arma de Engenharia, com vaga automática para o IME, e posso falar sobre os cursos e currículos, embora em épocas diferentes.
    Conhece ele o problema da demarcação das terras indígenas em forma continua muito bem, e sabe que a política indígena e de parques nacionais, iniciada pelo malfadado FHC, e continuada pelo pior , Lula e a imbecil Dilma, engessaram a Amazônia, como muito bem conhece o problema e já emitiu abalizada opinião, o General Heleno, com conhecimento incontestável.
    Melhor faria o editor, se pesquisasse mais e melhor, antes de emitir opinião sobre o que pensa conhecer.

    Ademais, não adianta,
    Bolsonaro, 2018, no primeiro turno.
    Brasil, acima de tudo.

    • O Bolsa não tem nada de idiota! Deixou o furdunço para quem gosta e saltou de banda! Na ONU, correu um bizu de que os índios da tribo dos papacus, que são conservadores e antropófagos, juraram comer todos os globalistas da tribo dos dadacus… Dizem que é para o mês de outubro, pode?

  10. Há uma contradição nessas informações sobre as declarações de Geisel a respeito de Bolsonaro.

    Bolsonaro foi deputado pela primeira vez em 88;
    Geisel deixou o governo em 79;
    Ora, como que o general poderia comentar sobre o deputado se este não era político ainda?
    Se a condição de oficial do Exército e “mau militar”, certamente a solução seria a sua expulsão, que jamais ocorreu.
    Por quê?

    Que se queira prejudicar Bolsonaro com mentiras e aleivosias, tudo bem, mas a verdade não pode ser alterada e, neste caso, vergonhosamente modificada!

    • A entrevista de Geisel foi dada em 1993, Bendl. Sua ânsia de contestar determinados comentaristas faz com que cometa esse tipo de mancada.

      CN

      • Mancada ou maiores informações a respeito do tema proposto?

        E não tenho ânsia alguma em contestar quem quer que seja, apenas faço questão que a verdade venha à tona, pois o resto é o resto.

        Mais a mais, eu não disse que era mentira a informação, mas entendia haver contradições em algumas datas.

        Agradeço a explicação, mas considero exagerada a expressão sobre minha ânsia de contestar, quando apenas quero um debate bem feito, sem mentiras, sem deturpações da verdade.

        E só eu que tenho esta vontade em “contestar”, pergunto?

        Afinal de contas, quem eu contestei não pode ser considerado dono da verdade ou, por acaso, dei mancada de novo?!

        • Sem contar, Bendl, que: Como se pode dar crédito ao o que diz um General “sanguinário”, “malvadão”, “genocida” como o Geisel? Se falou mal do Bolsonaro então devemos dar crédito ao que diz o General? Esses pessuá da esquerda precisam ser estudados pela NASA.

          • Mas aí, Silva Santos, quando convém, de forma mágica os antagonistas ou as circunstâncias se transformam em favoráveis, pois dançam conforme a música.

            Globo, Geisel, CIA, Estados Unidos, que viviam sendo veementemente contestados pela esquerda, agora são recomendados como verdadeiros, fontes da verdade, ícones do esclarecimento!

            Viva o cinismo e a hipocrisia!

        • Esqueceste das tuas aspas, pois a frase que postaste acima é de minha autoria!

          E a questão versava sobre datas, e não quanto à essência do que fora publicado.

          Basta ler com atenção o que registrei, só isso.

      • Parabéns CN = Canetada Nefasta! Assim que se faz! Não é à toa que o jornalista, Carlos Newton, é respeitadíssimo no Cenário Nacional = CN,mais uma vez!

        • De fato, “canetada nefasta”, pois errou flagrantemente ao me chamar à atenção, esquecendo que os debates são nesta ordem, de contestações.

          Se deseja um blog onde somente a concordância exista, selecione os comentaristas, e terá um espaço sem qualquer atrativo!

          Curiosamente, outros participantes contestam muito mais do que eu, e jamais tiveram qualquer observação do “caneta nefasta”.

          A menos que a intenção contra mim seja dizer indiretamente que devo me retirar, pois não precisaria usar de artifícios neste sentido, bastaria ser claro e sincero!

          A “caneta não só foi nefasta” como desastrada, aliás, conforme a conduta de uns e outros, que ora pendem a favor do mediador ora contra o blogueiro.

          Questão de caráter, mau, evidentemente!

  11. Podem “chorarem” à vontade os esquedoides de sempre. ..Tamberlini, Cazé et caterva….
    Bolsonaro no primeiro turno presidente do Brasil em 2019, eleito em outubro de 18.
    É bom “Jair” se acostumando e preparando o lombo folgado para a vergastada esquerda maldita!
    Simples assim!
    Se precisar. …desenhámos!
    O povo de bem quer o MITO presidente pra colocar ordem no país!
    É mole ou querem molho…!!!??

    • Isso mesmo, continue a desesperada campanha pelo primeiro turno…
      …porque, havendo segundo turno _ e haverá _ todos sabem muito bem, de antemão, quem NÃO vencerá…

  12. Caro Newton, ainda não chegamos ao fundo do poço, pois, ele ainda é cavado pelos pilantras dos 3 podres poderes, Lula realmente, traiu os brasileiros trabalhadores, e continua, teve tudo para fazer um governo decente e justo. Estamos em uma situação tenebrosa, sem candidato confiável para Presidente e Congresso, e os próprios tribunais, tendo no cume, o STF, cujos ministros indicados pelos Executivo e Congresso, ta maioria viram sinistros, Gilmar Mente não nos deixa mentir.
    A chamada grande Mídia, vem nesses 30 anos, se omitindo dos interesses do Brasil, como Nação Soberana, cujo território, custou, muito suor dos “bandeirantes”, que os militares, por Dever de ofício, preservem nosso Território, para um Brasil decente e justo.
    Que Deus nos ajude a sair dessa podridão, pacificamente.

  13. Francisco Bendl,
    para que se esclareça:
    Após a punição militar do Bolsonaro, o processo seguiu para o Superior Tribunal Militar, sendo Ministro do Exército, o General Leônidas Pires Gonçalves.
    O relator do processo no STM, General Sérgio Ary Pires, não aceitou a punição, inocentou o Bolsonaro, foi seguido pelos demais ministros, por unanimidade.
    Por tal atitude, o General Sérgio não mais falou com o General Leônidas. Testemunhei a recusa do General Sérgio em cumprimentar o General Leônidas, num quiosque da praia.

    • Albuquerque Lima,

      Grato pela informação.

      A campanha contra os militares, e não somente tendo como alvo Bolsonaro, tem sido simplesmente abominável.

      Se os demais candidatos tivessem suas vidas pregressas elogiáveis e sem máculas, vá lá, mas não é o caso.

      Cada um tem seus pecados e graves, logo, recair somente sobre Bolsonaro um período onde faz 33 anos que terminou, decididamente não só é um exagero como querem deturpar a verdade dos fatos!

      Querem porque querem prejudicar Bolsonaro de forma nada positiva, mas destrutiva, culpando-o, inclusive, por erros do passado, como se o deputado deveria ser um ser humano perfeito, sem qualquer erro cometido, um exemplo a ser seguido como santo!

      Os demais, não.
      Estes podem ter lucrado e muito com a fase “democrática” que estamos vivendo, enriquecido suas vidas pessoais de maneira que hoje o povo esteja na miséria, desempregado, endividado, e sem futuro!

      Os culpados são os militares e o Bolsonaro.

      Então, tá.

  14. E por falar em determinado candidato, será que já se aprendeu, nem que tenha sido à bala, o significado de tripé macroeconômico?

  15. E ainda tem bobinho que acredita que os americanos vão nos tomar a a Amazônia.
    A Amazônia já não é nossa há tempos.
    Ao contrário , o Alaska, a amazônia americana sempre será dos EUA e ponto final. Lá ninguém de fora mete o bico: tem áreas protegidas, áreas para exploração e produção, etc,etc,etc.
    A esquerda mais uma vez venceu por aqui e o resultado é o de sempre: prejuízo socializado para todos nós.
    Que país.

    • Você tem duas alternativas.

      Ou se muda pros States ou começa uma campanha de extermínio. Do contrário, ficará eternamente frustrado e só lhe restará ficar defecando pelo teclado como nesse sem comentário.

  16. Durma-se com um barulho desse. Mais tendencioso, impossível. “Entrevistei vários parlamentares da Região Amazônica, como os senadores Arhur Virgilio, Tião Viana e Mozarildo Cavalcanti”. E o unico “completamente” idiota é o Bolsonaro.

  17. Well, já desisti de procurar o programa de governo do nobre pré-candidato Bolsonaro.

    Estou querendo saber agora como e porque saiu do Exército brasileiro.

  18. Acho que Newton não sabia que Bolsonaro tinha saido do Exército por ter ameaçado detonar uma bomba no alojamento em protesto por achar que estava ganhando pouco. Mas Bolsonaro deu atenção ao que Newton lhe falou. Nesta época Bolsonaro foi na fronteira do Brasil com a antiga Guiana inglêsa onde fica a tribo dos indios Igaricós e disse que eles não falavam português e não eram brasileiros.Bolsonaro deixou os índios em pánico dizendo que eles tinham que ser expulsos. Mozarildo Cavalcante e Jucá sempre gostaram desses factóides. Quase sairam na porrada. Um pilhando minerais e outro pilhando madeiras na Reserva Raposa Serra do Sol. “Bolsonaro o mais fraco dos candidatos continua aterrorizando medrosos”. Acho que Newton não tem medo dele.

    • Amigo Aquino. Eu conhecia bem a trajetória do Bolsonaro. Muito pensam que ele era tenente, mas já era capitão quando incentivou as mulheres dos oficiais subalternos a fazerem um movimento diante dos quartéis, pedindo aumento para os maridos. Ficou famoso quando escreveu um artigo “linha dura” na Veja. Além disso, planejou o atentado a bomba, tinha croquis e tudo. Foi investigado e processado na Justiça Militar, que o absolveu. Pensei que tinha sindo reformado, mas ele pediu licença para ser candidato, segundo o Fernando Albuquerque Lima explicou. Aí virou vereador, botou a primeira mulher e os filhos na política, todo mundos se elegia, uma verdadeira festa. Hoje é casado com uma gatinha de 36 anos, que vai ser uma primeira-dama linda, igual à Marcela Temer.

      Abs.

      CN

      • Ah, pensei que somente o Poder Judiciário tinha seus excrementos remunerados! Quer dizer que o exército, para se livrar de um qunta-coluna, transferiu a despesa para o atariano contribuinte brasileiro?

  19. C.N.,
    Não teve que ser reformado.
    Pediu uma licença especial para se candidatar a vereador, e foi eleito.
    Pode pedir a licença a que tinha direito, após cumprir a punição militar na Brigada Paraquedista, cujo comandante era o General Acrisio Figueira, meu amigo pessoal.
    Conheço muito bem estes fatos pelos próprios personagens, vários vivos.
    Como disse em eu em comentário anterior: foi absolvido no STM, por unanimidade, pelo General Sérgio Ary Pires.

    • Gratíssimo pela informação, Fernando, não sabia que Bolsonaro somente havia se licenciado.

      Você é neto do grande general Albuquerque Lima? Você é parente dele? Eu e minha mulher éramos muito amigos da jornalista Helena Cristina Albuquerque Lima, filha do general. Ela morreu muito jovem.

      Se ele tivesse sido presidente, o Exército não continuaria a se manchar com torturas e execuções.

      Há quem pense que não gosto de militar, é um engano. Trabalhei há quatro anos com um grupo de oficiais-generais, no prédio do Comando Leste, onde fiz grandes amigos e apenas um inimigo, um general bundão que tive o prazer de mandar à merda, na frente de várias testemunhas. Quis me processar, contratou advogado, depois desistiu.

      Forte abraço,

      CN

  20. O autor do texto está tão empenhado em insistir na tese de que alguém seja um idiota completo, que não consegue sequer questionar o motivo que o levou a rebuscar um fato ocorrido há mais de dez anos para usar como argumento de que este alguém seja um idiota completo simplesmente porque não deu a devida atenção ao seu clamor. Se um suposto lapso ou equívoco é capaz de definir totalmente a personalidade de uma pessoa, será que vai sobrar alguém, além do autor, que não seja um idiota completo?

  21. Bolsonaro só ganha a eleição se o Brasil for atingido por um “tussiname do Oiapoque ao Chuí. Tem muito otário e analfabeto político no Brasil, mas a maioria não é. Seria uma desmoralização para os brasileiros e particularmente para as Forças Armadas. Generais, Almirantes e Brigadeiros batendo continência para um capitão de má conduta. Diz que era paraquedista, mas nunca pulou de paraquedas. Ficava de castigo tomando conta da cozinha. E os imóveis carissímos que comprou pela metade do preço. Era do PP cujo presidente Janene foi o inventor do mensalão. Janene morreu e Cláudio Genú que está preso ao ser interrogado por Moro diz: Janene sempre me disse que toda a bancada do PP levava dinheiro (vejam no Youtube). Bolsonaro levava dinheiro ou não levava? Bravateiro, foi assaltado por dois moleques na Tijuca que lhe tomaram a moto e uma pistola Glock. Só uma coisa posso dizer a seu favor: Como brasileiro tem o direito de ser candidato se nada impedir. E se for eleito não podemos fazer nada.

  22. C.N.,
    Sou filho do General Albuquerque Lima, com muita honra.
    Participei intensamente de todos os acontecimentos da época.
    Realmente, era o mais preparado para a sucessão do Costa e Silva, por todas as funções que teve, desde subcomandante do 9o Batalhão de Combate na FEB – verdadeiro comandante da engenharia na Itália- até ministro de estado, passando pelo DNOCS, SUDENE, e outras funções civis e militares.
    Disse-me o Presidente Figueiredo:
    Tivesse o General Afonso sido o sucessor, o regime militar não teria cometido o erro de 21 anos de poder.
    Muitos erros de parte a parte.
    Partiram para a luta armada, tiveram s resposta à altura.
    A famigerada comissão da verdade só divulga os mortos pelo regime militar.
    Não divulgam, porque não lhes convém, os mortos pelos diversos atentados feitos pela guerrilha. O dobro, em número de cerca de, 900/1.000.
    Fui da AMAN/ Engenharia, da Brigada Paraquedista, e, posteriormente, economista com MBA em finanças.
    Vivi e conheço muito bem o que ocorreu.
    Não sou dono da verdade, mas procuro dizer a verdade, por própria educação e formação.
    Isto foi o que disse a um crápula chamado, Elio Gaspari. Na internet : Resposta de Albuquerque Lima a Elio Gaspari.
    A minha irmã, Helena Christina , de excepcional inteligência, morreu cedo, de hepatite fulminante.
    Jornalista brilhante, deixou muita saudade e muitos exemplos.
    Obrigado pelas observações.
    Abraço.
    Mas:
    Bolsonaro, 2018, no primeiro turno.
    Brasil, acima de tudo.
    Obs:
    Os oficiais generais das FFAA estão, em sua maioria, com o Bolsonaro.
    Bolsonaro é Paraquedista, bem mais moderno, e:
    Paraquedista SALTA, quem PULA é macaco. Esta é a resposta para tal afirmação.

    • Mal sabem que o pessoal que opta pelo paraquedismo do exercito é o que mais rala e são obrigatórios no minimo 13 saltos, custe o que custar o camarada salta, por bem o por mal, mas os 13 saltos são feitos.

    • O Bolsonaro candidato não é o da patente mas o cidadão. Ser capitão ou engenheiro, motorista ou médico é um título profissional, o eleito, seja quem for, sendo pelo voto do povo, será o cidadão, que como presidente deverá respeitar e ser respeitado.

  23. Senhores,

    Este espaço foi criado e é mantido pelo trabalho diuturno do Jornalista, portanto, é natural que ele possa escrever o que bem quiser e como quiser.
    Além disso, mesmo se intitulando “comunista” e “esquerdista”, sempre tolerou, democraticamente, os que publicam opiniões ao contrário e, principalmente, aqueles que “baixam o pau” nessas ideologia e nos seus seguidores.

    Quanto ao suposto desconhecimento do JAIR BOLSONARO sobre assuntos específicos, creio que os únicos que podem reclamar e “cantar de galo” sejam aqueles eleitores que, coerentemente com a fina “formação intelectual” exigida, tenham votado no ENÉAS CARNEIRO (certamente o candidato a presidente melhor preparado intelectualmente das últimas eleições brasileiras) e, cumulativamente, nunca tenham votado no LULA e na DILMA (candidatos que… bem, os senhores já sabem!).

    Sabendo que “cada ovelha procura a sua parelha”, quanto à escolha do CANDIDATO IDEAL, basta o eleitor prestar atenção e tentar descobrir qual é o CANDIDATO APOIADO PELOS ATUAIS BANDIDOS e votar que eles mais detestam.

    Coisa simples, a menos que o cidadão também tenha alguma “afinidade” com os atuais criminosos e queira mantê-los mais algumas décadas no poder. Nesse caso, como o voto é livre para cada um, que ganhe o candidato que tenha maior número de representados no país, seja honesto ou seja bandido!

    Já somos barbados, por isso seria infantil ficar “pirraçando” alguém específico ou tentando fazê-lo mudar de voto, de ideologia ou de partido.

    Abraços.

  24. Fernando ainda bem que você confirmou o que eu disse. Pular e saltar são sinônimos. As duas palavras têm o mesmo sentido. Você diz que os oficiais generais das FFAA estão com Bolsonaro. Então mudou tudo. Teu pai foi prejudicado por falta de uma promoção. Aliás, tua família teve muitos miltares. Cheguei a ver teu pai uma tarde quando fez uma visita a “Tribuna da Imprensa”.

  25. Qualquer Paraquedista responde assim:
    PQD, salta. Quem pula é macaco.
    Posso afirmar que, se não todos, a maioria dos integrantes das FFAA, está com o Bolsonaro. Não se trata de um capitão, mas de um experiente deputado, há, cerca de, 23 anos, com muitos projetos e emendas, visando sempre verbas para diversos assuntos das FFAA e das forças auxiliares.
    Muita gente não sabe, mas é um deputado ativo, tendo sido ele , com apoio da bancada evangélica, e dos católicos, quem impediu a distribuição do famigerado kit gay para todos os alunos do ensino fundamental, pelo MEC, no governo da imbecil, Dilma.
    Na minha família, 4 oficiais generais.
    Todos os Albuquerque Lima, todos, participaram, nos seus níveis possíveis, de todos os movimentos políticos- militares, desde 1922.
    O General Afonso de Albuquerque Lima, foi prejudicado na escolha do nome para suceder o Costa e Silva, sob o pretexto de ser um General de Divisão.
    Na noite do dia 06 para 07 de setembro de 69, não aceitou a presidência da república, deixando claro a um sem número de oficiais, que jamais seria um ditador.
    Tenho tudo arquivado, expressão da verdade.

    • Fernando Albuquerque Lima, o que assistimos no Brasil desde o fim do regime militar é a desconstrução das instituiçôes que salvaram o país de uma ditadura comunista. E o que é desconstrução? Nada retrata melhor em tempos atuais do que a última campanha presidencial quando esta tática foi intensamente empregada em busca da permanencia no poder. E as consequências todos nós sentimos no país, em nosso bem estar e no bolso. Muitos civis não sabem da importância social das forças armadas onde a atividades privadas ou econômicas não estão presentes. Se erros ouveram naquele período, até porque não se acerta em tudo ou mesmo até o que para uns é o certo para outros é errado, os acertos também se fizeram presentes.

  26. Marcos S.
    Sem dúvida, uma desconstrução total do país.
    A Engenharia militar, por exemplo, constrói, há anos, estradas, ferrovias, aeroportos, açudes, escolas, correção de cursos d’água, em todas as regiões do Brasil.
    Recentemente, a duplicação e recuperação de uma pista do aeroporto de Guarulhos, foi executado pelo exército, finalizado antes do prazo, três ou quatro meses, com uma economia de 140 MM de reais, devolvidos à União.
    Ações cívico-sociais, Aciso, são feitas em quase todas as unidades militares, apesar das restrições orçamentárias.
    Isto é uma pequena amostra da ação do Exército, pouco conhecida.
    Houve, realmente, erros, mas o exército e as FFAA prestam um grande serviço ao Brasil, e assim continuarão.
    Bolsonaro, 2018, no primeiro turno.
    Brasil, acima de tudo.
    Abraço.

  27. É verdade Sr. Cazé.

    Vamos continuar sonhando sim. Eu, particularmente vou até comprar umas sardinhas para assar na brasa enquanto aguardo e sonho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *