Em crise com Mandetta, Bolsonaro ameaça “estrelas” com canetada: “Vai chegar a hora deles”

Bolsonaro põe vidas em risco por disputa de protagonismo

Mateus Vargas
Estadão

Em meio a uma disputa e divergências com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sobre estratégia para combate ao novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro mandou uma série de recados na tarde deste domingo, dia 5.

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, ele disse que “algo subiu na cabeça” de pessoas do seu governo, mas que a “hora deles vai chegar”. “A minha caneta funciona”, afirmou Bolsonaro, sem mencionar nomes.

AMEAÇA – “Algumas pessoas no meu governo, algo subiu a cabeça deles. Estão se achando. Eram pessoas normais, mas de repente viraram estrelas. Falam pelos cotovelos. Tem provocações. Mas a hora deles não chegou ainda não. Vai chegar a hora deles. A minha caneta funciona. Não tenho medo de usar a caneta nem pavor. E ela vai ser usada para o bem do Brasil, não é para o meu bem. Nada pessoal meu. A gente vai vencer essa”, declarou o presidente.

Bolsonaro escancarou seu descontentamento com Mandetta na última semana. O presidente disse que falta “humildade” ao ministro e, embora tenha afirmado que não pretende dispensá-lo “no meio da guerra”, ressaltou que ninguém é “indemissível” em seu governo.

“LAVORO” – O protagonismo do auxiliar diante da crise envolvendo a pandemia do coronavírus já vinha incomodando o presidente há algum tempo. Questionado pelo Estado sobre as declarações de Bolsonaro feitas na última quinta-feira, dia 2, Mandetta respondeu: “Trabalho, lavoro, lavoro”, repetindo a palavra que significa “trabalho” em italiano.

No dia seguinte às declarações do chefe, Mandetta disse que continuaria no governo, afirmando que um médico não abandona o seu paciente. O incômodo de Bolsonaro não está restrito apenas à insistência de Mandetta em apoiar as quarentenas decretadas pelos Estados.

POPULARIDADE – O presidente também está extremamente irritado com o crescimento de popularidade de seu ministro, enquanto vê sua reprovação crescer entre a população, com atestam as pesquisas desta última semana.  

Neste domingo de Ramos, 5, Bolsonaro voltou a descumprir recomendações mais básicas do Ministério da Saúde contra a covid-19. Em frente ao Palácio da Alvorada, ele cumprimentou e abraçou apoiadores, com quem se aglomerou para orações. Bolsonaro chegou a afirmar que seria “esculhambado” pela imprensa ao receber pedidos de selfies.

CONTRAMÃO – Na semana passada, o presidente já havia contrariado orientações sanitárias ao fazer um tour por Brasília, quando também provocou aglomerações e cumprimentou fãs. O Ministério da Saúde coloca o Distrito Federal, onde vive Bolsonaro, como uma das unidades da federação que estão entrando em fase “descontrolada” de contaminação, quando já não é possível indicar quantos casos serão registrados. Para estes locais, a pasta recomenda que medidas de isolamento amplo sejam mantidas.

O presidente também voltou a criticar, neste domingo, quarentenas determinadas por governadores. Ele disse que “cada chefe do Executivo” quis impor “mais medidas restritivas que o outro”. “Como se estivessem preocupados com a vida de alguém. A gente sabe que a preocupação é muitas vezes jogada política”, disse Bolsonaro.

HISTERIA – O presidente afirmou ainda que trabalha para, após a pandemia, recolocar o Brasil em lugar de destaque. “Nenhum país do mundo tem o que a gente tem. Em especial o povo, até pacífico demais, até muitas vezes. Mas a gente tem de pregar isso. Mensagem de paz e não de terrorismo, histeria, como foi pregado junto ao povo brasileiro.”

Em transmissão nas redes sociais neste domingo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) acusou governadores de quererem derrubar seu pai, ou de querer desgastá-lo para as eleições de 2022. O deputado disse ainda que o isolamento social contra o novo coronavírus não deve durar sequer até o fim de abril, justamente o período em que autoridades da saúde estimam que o avanço da doença atingirá o seu pico no Brasil.

“Tem um discurso feito para aproveitar a pandemia e tentar colocar na conta do presidente Bolsonaro. Seja para tentar retirá-lo do poder imediatamente, o que eles mais desejam, ou para desgastar até 2022”, disse Eduardo.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – 
É inacreditável perceber que a loucura presidencial não tem limites. Escala para o seu time um ministro competente, disposto a salvar a maior quantidade de vidas possível diante de uma pandemia mundial, seguindo protocolos. Mas, sob o ponto de vista político, Bolsonaro pensa (?) que possa estar apagando o seus pretenso brilho. É um dos poucos governantes cuja popularidade caiu diante das medidas pessoais que tenta impor, sem estratégia, estudo ou base científica. O então presidente e suas crias preferem ter razão do que garantir a saúde da população. E, infelizmente, a exemplo do que é ouvido no vídeo, alguns ainda dizem “amém”. Em tempo, quando Bolsonaro cita que alguns dos seus comandados viraram”estrelas”, pode ter citado também nas entrelinhas o ministro Moro. É o único “técnico” do mundo que manda embora os jogadores que se destacam. (Marcelo Copelli)

43 thoughts on “Em crise com Mandetta, Bolsonaro ameaça “estrelas” com canetada: “Vai chegar a hora deles”

  1. No país não se morre mais de tuberculose, cardiopatia, diabete, influenza, dengue, zika, nipah vírus, chicungunha, ebola e SARS.

    Por decreto do Dória só se morre de Covid19.

      • Vc é um deles, pois como o Tião, só vêm aqui para dizer o que vcs dizem: bobagens infantis, essas coisas que no facebook é normal.

        Não tendo fatos para rebater as pessoas sérias, que tentam mostrar alguma coisa de útil aqui, vcs não tem outra alternativa a não ser se robotizarem.

    • Seu José, a cardiopatia, diabete e os outros males citados não são transmissíveis e não há neles um crescimento exponencial no número de fatalidades como no covid-19.
      Pelo amor do santo guarda, pense!

  2. Alô, Mandetta!

    Se liga, homem!

    Vossa Excelência está conhecendo o significado daquele velho ditado: “Ciúme de homem é pior que ciúme de mulher”! …kkkkkkkkkkkkkkk xD

    Abre teu olho que já tem uma Fatwa emitida diretamente da Virgínia pedindo a tua cabeça! E ontem o “imbroxável” já te colocou na alça de mira! Também já tem quadrúpede histérico (aqueles jumentinhos que “pensam” conforme o berrante do “imbroxável”…kkkkkkk xD) pedindo a tua cabeça, daqui a pouco te colocam na listinha de cumunixtas que só faz aumentar!……

    Faz o teu trabalho com serenidade e não dê bola pros onanistas ideológicos, rapaz! Essa gente de cangalha e antolhos zurra alto mas fica só nisso!

    Um abraço, Mandetta!

  3. Mais panfletagem daquilo que aqui se chama imprensa, mas que na verdade é um instrumento de grupos que sempre manipularam o povo com suas análises tendenciosas e que agora , sem mais nenhum pudor, devido à perda do nosso dinheiro que a sustentava, descaradamente distorcem os fatos sem saber, porque essa tal imprensa nunca sabe de nada, pois isto nunca a interessou, que hoje existe a internet, onde podemos ter contato diretamente com os protagonistas da política.

    Já pedi para o editor 0-1 para que refletisse sobre querer disputar com o Face Book em matéria de panfletagem , pois lá são mais de 50 milhões de frequentadores e não 10 ou 15 mil gatos pingados, sendo a maioria favorável a este governo.

    • Seu Mario, menos elucubração e paixão tornariam seu discurso mais apreciado. Essa história de mídia vendida é também usada pelo ídolo laranja do Bolzonaro. Vizeiras, mesmo as ideológicas, emburrece qualquer um.
      Abra os olhos, analise isentamente o comportamento do Bolsonaro e me diga se ele condiz com a de um presidente equilibrado e com propósitos honestos – não condiz mesmo!

      • Opinião de especialista sempre vem acompanhada de dados concretos, diferentemente de opiniões de quem não é.

        Osmar Terra apresenta dados, a menos que vc não quis vê-los, Vidal. Isto denota de sua parte, Vida, um viés partidário que prejudica vc mesmo e desqualifica sua opinião.

        • Humm. Mario Jr., países fizeram isso e tiveram que aumentar as restrições. Por exemplo, Japão, Suécia, Inglaterra, Holanda.

          Parece que o que funcionou mesmo foram as medidas de isolamento precocemente. Aqui no Brasil, as medidas não são rigorosas e espero sinceramente que não precisem ser, para nosso bem.

          A gente deve sempre ouvir e ler opiniões diversas. Osmar Terra tem uma opinião, será que ele está certo? Não sei, ela colide com a maioria dos cientistas especialistas no assunto.

          Estou te estranhando Mario Jr., falas em ideologia, mas será que não estás pendendo mais para um lado? Achei que seguias a linha filosófica de Ociran.

          • Um cético só se atem a fatos e o que coloquei são fatos.

            Me, aprece que vc tá confundindo um cético com um crente de uma religião política como a socialista, que na sua sanha pelo poder, nega um objeto mesmo diante dele.

          • Fatos? Quais fatos? Os da maioria ou de uma voz solitária? Analisemos o que Osmar Terra colocou. É a sua verdade ou a verdade da maioria? Um cético não é um ceguidor. Um cético precisa que os fatos sejam comprovados. Um crente acredita em algo ou alguém desesperadamente. Um crente é um ceguidor por natureza.

    • Esclarece? Esse medicamento e muitos outros estão sendo testados pelo mundo afora. Estudos de grupos randomizados de pessoas devem ser concluídos em pouco tempo. Outro método que está sendo estudado e esse médico defende é o uso do plasma de pessoas infectadas e que foram curadas. Parece que cientistas da China conseguiram isolar os anticorpos específicos que combatem a covid-19. Aguardemos com esperança.

      • Seus argumentos não condiz com o fato de que o medicamento é eficiente, pois o especialista que o defende já o usa com sucesso há mais de 30 anos.

        Sinto muito Vidal, mas tenho que dizer, e vc demonstra claramente isto, que seu viés partidário o está afastando da realidade e, pense bem, o primeiro prejudicado será tu mesmo e quem assim também procede.

        • Será Mario Jr. ?
          Tenho acompanhado esses testes feitos no mundo inteiro. Ainda não há nenhum medicamento que tenha comprovada a sua eficácia. Para a ciência, não tenho tenho nenhum viés partidário. Eu me baseio em fatos. Não é o que sempre dizes? Que devemos basear-nos em fatos?

          • Esses acompanhamentos são pela mídia de sempre ou diretamente por profissionais como o médico que coloquei no link, que trabalha com a cloroquina e a azetromicina na região norte do Brasil
            há mais de 30 anos?

            Infelizmente Vidal, vc não me deixa outra saída a não acreditar que sua posição diante dos acontecimentos é de um torcedor para um dos lados envolvidos politicamente nesse caso do coronavirus.

  4. Como já afirmei no comentário lá em cima, hoje com a internet , nós povão não precisamos desse lixo panfletário que aqui no Brasil tem o nome de imprensa.

    Coloquei dois links em que diretamente podemos nos informar com especialistas em suas áreas e não engolir panfletos de vagabundos, que só pensam em suas corporações desonestas, para nõ dizer coisa pior.

    • Caro Vidal, infelizmente o entrevistado apenas opina, pois não sendo especialista não tem como apresentar números, dados concretos, etc com que possa contribuir com um verdadeiro esclarecimento sobra as questões que aborda.

      Sabe como é Vidal. opinião todos temos, mas….

  5. É indecente, para não falar outra coisa, o presidente está toda hora ameaçando seus ministros de demissão, na tentativa, através do medo leva-los a seguir seus pensamentos irreais, fictícios e irracionais.
    Bolsonaro não trabalha, não lidera e nem comanda o país, o negócio dele, é falar com seus minions em frente ao Palácio alvorada para manter a pose de presidente, usar o twitter para atacar os outros poderes e todos os governadores. Está dando uma de tarzan contra o mundo. Vai cair do galho.
    Alguns ministros, no que cabe a sua pasta, é quem estão comandando o Brasil corretamente e o Presidente da Câmara, no computo geral, vem tomando as medidas necessárias para o bem do país.
    O que se nota é o presidente invés de liderar as ações de interesse da população e do país, só sabe tumultuar e criar crises.

  6. Senhores esta crise sanitsria ja foi politizada e pior usada contra o governo o Sr Mandetta é do DEM do nhonho de Alcolumbre que conspira toda hora e o ministro gostou do protagonismo e nao se trata apenas de vaidade mas a oportunidade faz o ladrão e nesta hora Mandetta cuida apenas da doença nas6 o paciente Brasil quem vai cuidar? As catastroficas previsoes de um milhao de mortos não se concretizou, o uso da cloroquina pode ser usado de forma a prevenir a doenca no inicio. Vejam os ataques a Prevent Senior do Mandetta aliado de Caiado esta criticando o presidente quem conduz toda estratégia que envolve o sanitario e o economico poe tanto tem que estar afinado com o presidente. A crise mostra claramente que interesse politico esta sendo usada mas a responsabilidade é do condutor e temos que ajudalo o qie não está ocorrendo

  7. O que distingue os robôs de alguém sério é que os primeiros, comandados por forças que desconhecem vêm aqui sem apresentar fatos que possam corroborar suas opiniões. Apenas, repetem clichés estabelecidos pelos seus comandantes.

    O máximo que um néscio desses consegue é aproveitar elementos de natureza estética para criticar o governante e quando então, o governante se desentende com um ministro, o néscio , sem querer nem saber quem está certo ou errado, se alia ao ministro para atacar seu chefe.

  8. Eu discordo do modo como o Presidente está tratando o Mandetta; lavagem de roupa suja em público não é bom sinal. Melhor seria demitir imediatamente o ministro. Aliás, no momento em que começaram as tais das ‘bicadas’, Bolsonaro deveria ter montado uma equipe paralela, para a hipótese da demissão no meio da crise. Arruma um milico da área médica e mande o Mandetta ficar confinado com o Botafo-gol e o Batoré … afinal, além de ter confiado cegamente no PCC, as tranqueiras chinesas ainda não chegaram.

  9. O que se vê em Bolsonaro é um político sagaz, mas despreparado tecnicamente, que soube surfar na onda anti-Lula, que assolou o país após a instalação do regime cleptocrata PT/PMDB e partidos satélites. Me assusta a observação de uma personalidade “caudilhesca”, fato que com certeza não agrada ao exército brasileiro, mesmo que esse caudilho tenha seu viés de direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *