Em elogios a Toffoli, Bolsonaro comenta que é bom ter a Justiça ao seu lado

Resultado de imagem para bolsonaro e toffoli

Com o país cheio de problemas, Bolsonaro vive em outro planeta

Gustavo Uribe
O Globo

No momento em que sofre críticas pela sua aproximação com o Executivo, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), José Dias Toffoli, recebeu nesta quinta-feira (30) novos elogios do presidente Jair Bolsonaro (PSL)

Em café da manhã com a bancada feminina, do qual o magistrado participou, Bolsonaro agradeceu sua presença, disse é “muito bom” ter a Justiça “do lado certo” e ressaltou que Toffoli tem sido uma “pessoa excepcional”.

“É muito bom nós termos aqui a Justiça ao nosso lado, ao lado do que é certo, ao lado do que é razoável e ao lado do que é bom para o nosso Brasil”, disse.

ENTENDIMENTO – O presidente ressaltou que Toffoli tem sido atencioso desde que ele chegou ao comando do Palácio do Planalto e que os três Poderes têm trabalhado por um entendimento para conduzir “o destino da nação”.

Na terça-feira (28), Bolsonaro, Toffoli e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e Davi Alcolumbre (DEM-AP), se reuniram para firmar um pacto nacional em resposta aos protestos do final de semana.

O texto inicial em discussão, proposto por Toffoli no começo do ano, elenca cinco temas como prioritários: as reformas previdenciária e tributária, a revisão do pacto federativo, a desburocratização da administração pública e aprimoramento de uma política nacional de segurança pública.

CRÍTICAS – A participação de Toffoli na discussão de um acordo tem sido criticada por juízes e partidos, para os quais o STF tem colocado em risco a sua independência ao se associar ao Executivo.

O principal argumento é de que o Judiciário certamente será chamado a julgar controvérsias relativas às reformas que são bandeiras de Bolsonaro e que, por isso, não poderia se envolver, como parte, na defesa desses temas.

A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), por exemplo, disse entender como inadequada a participação de Toffoli nas conversas por, segundo a associação, afrontar a independência e imparcialidade do Judiciário.

DERROTAS – Durante live semanal que realiza nas redes sociais, Bolsonaro afirmou que é natural que o Poder Executivo sofra derrotas na Câmara e no Senado. Segundo ele, se o Planalto ganhasse todas as votações o presidente se tornaria um ditador.

“Nós não podemos ganhar tudo na Câmara e no Senado. Não existe e é até bom que não ganhe. Passaria a ser um presidente que não seria presidente, seria um ditador. Tudo que ele manda é aprovado, como acontece no Parlamento cubano”, disse.

Na terça-feira (28), o Senado confirmou decisão da Câmara, retirando o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeira) do Ministério da Justiça e o devolvendo para a pasta da Economia.

AGIU CONTRA – Para evitar o risco de que a medida provisória da reestruturação do governo perdesse validade, o próprio presidente trabalhou para que o Coaf ficasse com a Economia, diferentemente do que pregou inicialmente.

A tendência é de que o presidente também enfrente derrota em medida provisória que flexibiliza partes do Código Florestal.

A Câmara aprovou a iniciativa, mas o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que não colocará em votação a matéria, para que medida provisória perca a validade e seja arquivada.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como dizia Ibrahim Sued, bola branca para Alcolumbre. O Brasil tem a mais avançada legislação ambiental do mundo e se tornou o país que mais refloresta, embora continue a enfrentar problemas de desmatamento.  O filho Zero Um, senador Flávio Bolsonaro, apresentou um projeto para acabar com as reservas ambientais que são obrigatórias em todo empreendimento agrícola no país (80% da área da fazenda se for na Amazônia, 30% no Cerrado e 20% nas demais regiões. O senador Zero Um é uma besta quadrada. Ainda bem que o quadrado de zero é igual a zero. Quanto a Bolsonaro dizer que tem a Justiça ao lado dele, devia lembrar que ela já está atrás do filho Zero Um.  (C.N.)

7 thoughts on “Em elogios a Toffoli, Bolsonaro comenta que é bom ter a Justiça ao seu lado

  1. Depois que Bolsonaro leu ou ficou sabendo da licitação do Supremo para comprar iguarias e bebidas requintadas, certamente pensou:
    – Vou me tornar amigo do chefe para passar bem!

    O sorriso estampado pelo presidente é de quem ou vai almoçar os pratos requintados que serão servidos ou já almoçou, então seu ar de felicidade, de êxtase!

    Nada como a pança cheia e a comida devorada paga pelo povo, ocasionando momentos de tamanha alegria dos dois mandatários, do Executivo e do Judiciário.

    Se eu fosse garçom, bem que eu trocaria o copo de laranjada por … urina!!
    Perco o emprego, mas eu iria me divertir às pampas!!!

  2. Na verdade França, União Europeia e Nações ONU não tem nada que apitar na questão do meio ambiente brasileiro. Se tem alguém que preservou seu meio-ambiente e suas florestas, esse alguém foi o Brasil. Eles querem dar palpite nas demarcações, na questão indigena, na questão florestal e meio-ambiente. Bolsonaro esta fazendo o certo expulsando estas ONGs subversivas.

  3. Na entrevista à Veja, a única vez que Jair fala de problemas e soluções para o país são as linhas:

    O Brasil será ingovernável daqui a um, dois, três anos. Se a reforma da Previdência não passar, o dólar pode disparar, a inflação vai bater à nossa porta novamente e, do caos, vão florescer a demagogia, o populismo, quem sabe o PT, como está acontecendo na Argentina, com a volta de Cristina Kirchner. O Brasil não aguentaria outro ciclo assim.

    Nada mais. O resto é politicagem, exibição egocêntrica, chavões, defesas e ataques políticos.

    Jair só faz terrorismo de que o país vai para o caos se não tirar direitos de aposentação das pessoas.

    É assombroso que, Jair não é capaz de ter uma ideia e, portanto, um comando para o país. Alguém que só é capaz de apontar uma coisa: o dedo.

    http://bit.ly/2QzU2pv

  4. Quem foi capaz, foi o ladrão preso, a quem lhe falta o dedo, e também a imbecil Dilma.
    Quase destruíram o Brasil.
    Não adianta perder tempo com a raça petista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *