Em fase de rara criatividade, Bolsonaro ataca Doria e Lula: “Eu sou impedrejável”

Além de imorríve, imbrochável e incomível, é impedrejável

Isis Soares
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (14/06) ser “impedrejável”. A declaração foi feita a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, quando atacou o ex-presidente Lula, o qual chamou de “nove dedos”, e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

“Você não sabe o que é uma cadeira presidencial pra desejar 22 pra gente. Tem uma demonstração clara de quem dominava o Brasil, né? Eles querem voltar a qualquer custo. Mas não é apenas aquele pessoal do nove dedos não, tem mais gente, também, que ficou mal acostumada ao longo dos 30 anos.”

MAIS UMA AÍ… – “Sou impedrejável, mais uma aí”, emendou, acrescentando a expressão à lista das que costuma utilizar quando se refere a si mesmo, como “imorrível, imbrochável e incomível”.

Por fim, Bolsonaro afirmou que Doria tem “sede de poder” e o atacou, dizendo que o governador “não consegue administrar o estado dele e quer comandar o Brasil”.

“É sede de poder, né? Não consegue administrar o estado dele, quer comandar o Brasil”, afirmou.

DORIA QUER DISPUTAR – Doria pode ser um dos adversários de Bolsonaro na campanha à reeleição em 2022. No último sábado, o governo de São Paulo informou que equipes da Saúde e da Segurança Pública autuaram o presidente por ter sido flagrado sem máscara durante a manifestação com motociclistas que realizou na capital paulista. O valor da multa é de R$ 552,71.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, também foram autuados. Bolsonaro participou de uma ‘motociata’ com apoiadores.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
DOria já convidou o empresário carioca Paulo Marinho para coordenar sua campanha. Marinho, que é presidente do PSDB regional do Rio de Janeiro, aceitou o convite, afastou-se do cargo e vai se mudar para São Paulo. Detalhe: Marinho sabe um monte de malfeitos de Bolsonaro, que Doria usará na campanha. (C.N.)

11 thoughts on “Em fase de rara criatividade, Bolsonaro ataca Doria e Lula: “Eu sou impedrejável”

  1. Vai só tomar uma bela traulitada.!

    O PSDB vem errando há muito tempo na escolha de seus candidatos à Presidência da República.

    PS. Mas por que ele está tão ciente que vai ser o escolhido? Só por que é governador de São Paulo ?! Aí que está o erro do partido. Já tomou traulitada com Serra ,Geraldo , e agora vai tomar com esse Dória.

  2. Não vai demorar muita para Bolsonaro inventar que o governador de São Paulo comprou um time italiano por bilhõe$.
    E Que o nome da equipe foi montado para fazer uma homenagem ao estado de São Paulo e ao próprio governador: Sam+P+Dória = SAMPDORIA.

  3. Isso – impedrejável – porque anda com tanto agente na escolta…
    Dispensa a escolta para ver se não leva, e não seria pedra não, talvez bloco de concreto mesmo…

  4. O Doria é um mala mas funciona. Se vencer para o planalto vai diminuir o tamanho do estado ao limite. O povo vai sentir saudades das doações do patrimônio público feitas por FHC. Aqui nao escolhemos o melhor mas sim o menos pior. É de LASCAR!!!

  5. Tudo que o presidente ladra, para mim, não é novidade, apenas corrobora o que eu já havia antevisto, nos meus búzios e tarôs.
    Com tantos adjetivos na desinência VEL, vem confirmar os rumores de que ele está convivendo só de aparência com Nhá Michelle. Vel, Véu quem porta é noiva. Então, posso afirmar: o capitão está prestes a engatar o seu quinto noivado.
    Salve força suprema, salve! Se o meu presidente é “impedrejável”, glórias: ele está blindado contra projéties das mais letais armas da atualidade: Catapulta e Estilingue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *