Em quais países (e por que?) o governo mantém adidos da Polícia Federal?

Resultado de imagem para segovia adido CHARGES

Segovia será pago em dólares para não fazer nada

Pedro do Coutto

Em um de seus primeiros atos ao assumir a pasta da Segurança, o ministro Raul Jungmann exonerou Fernando Segóvia do cargo de diretor-geral da PF. No dia seguinte, o presidente Michel Temer nomeou o mesmo Fernando Segovia para adido da Polícia Federal em Roma. A atuação de Segóvia à frente da Polícia Federal fora objeto de críticas do ministro Luis Roberto Barroso e da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Mas ao nomeá-lo para Roma, Michel Temer teceu elogios a seu desempenho na Direção-Geral da PF. Deu a impressão de que o ato do Presidente da República foi uma resposta indireta à exoneração determinada por Raul Jugmann. Porém, esta é outra questão.

Seria natural, em face das circunstâncias, que o Palácio do Planalto aproveitasse a ocasião para se referir aos cargos de adido da Polícia Federal nos países que contam com essa representação. Afinal de contas, fica a dúvida quanto a autonomia que esses adidos possuem ao redor do mundo.

O QUE FAZEM – É possível que funcionem junto às Embaixadas do Brasil, mas o que têm a fazer na realidade? Quais são as suas tarefas, quais são suas missões, com quais serviços semelhantes se entendem? Seus pareceres têm que ser submetidos aos embaixadores brasileiros ou são enviados diretamente ao diretor-geral da PF, cargo ocupado hoje pelo delegado Galloro?

São esclarecimentos que devem ser dirigidos não só ao Palácio do Planalto, mas também ao Ministério das Relações Exteriores que por sua vez se entenderia com o Ministério da Segurança.

A teia do relacionamento dos adidos da Polícia Federal no exterior, portanto, é desconhecida e complexa. Por isso mesmo, é que é de se supor que haja adidos da PF em elevado número de capitais de países com os quais o Brasil se relaciona.

Assim agindo o Presidente da República acrescentaria responsabilidades hoje menos aparentes sobre as tarefas da Polícia Federal no exterior. A nomeação de Fernando Segóvia não seria uma recompensa, mas sim uma atribuição a mais em seu curriculum.

OUTRO ASSUNTO – Ontem informei que hoje escreveria sobre o Produto Interno Bruto. Ele cresceu, revelou o IBGE, o percentual de 1% em 2017. Reportagem de Daiane Costa e Marcelo Correia, O Globo desta sexta-feira, focaliza o assunto, inclusive compara o crescimento com os recuos ocorridos em 2015 e 2016. Foram de 3,5% negativos nos dois exercícios, somando, portanto, 7 pontos de retrocesso. Esse aspecto encontra-se na superfície.

Aprofundando-se a análise, verifica-se que os recuos de 2015 e 2016 não somam apenas 7% e sim 9 pontos. Isso porque o crescimento demográfico brasileiro é de 1% a/a/. Por isso é que na verdade, no ano passado não houve um avanço e sim um empate. Que se reflete na renda per capita. que é o resultado da divisão do PIB pelo número de habitantes. 

Como o PIB é de 6,6 trilhões de reais, a renda per capita oscila em torno de 2.500 reais mensais, já que por ano o ministro Henrique Meirelles anunciou que a renda per capita anual calculada pelo IBGE é de 31.500 reais. Dividindo-se 31.500 reais por 12 meses, vamos encontrar um resultado em torno dos 2.500 por mês.

 Vamos aguardar o desempenho da economia em 2018 para sabermos se o PIB consegue afinal ultrapassar a barreira demográfica através da qual pode se fixar aumento do rendimento per capita da população.

8 thoughts on “Em quais países (e por que?) o governo mantém adidos da Polícia Federal?

  1. Por que dos adidos? Boa.
    Síndrome de “Inspetor Clouseau”…

    Que tal perguntar:
    – Por que há bandidos na Policia Federal?
    Ate na Câmara tem Deputado Federal se gabando de currículo:

    Policial Federal na Fronteira com a Bolívia, depois, Guarulhos…..
    Na rota do dinheiro, do narcotráfico…

    Sigam o dinheiro… Há um milhão de motivos para os bandidos quererem tomar parte do quadro da PF

    PS: o da PF com esse currículo e locações acima, é cria do Bozónágua…
    Patrimônio de guarda de fronteira e guarda de aeroporto compatível…. Milionário.

    Bozónágua o leva, a tiracolo, o filho simpaticíssimo, sorriso para animar o barraco antes ou depois do pai abrir a boca e vomitar asneiras…

  2. O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO analisa o fim da grande Recessão de 2015 e 2016, ( -3,5% e -3,5% do PIB), com o crescimento de +1% do PIB 2017, e previsões melhores para 2018.

    A Receita Federal informa que a Arrecadação de Tributos Federais em Jan/2018 em relação a Jan/2017 subiu 10,3%, o que sinaliza aceleração da Recuperação. Estima o Ministro da Fazenda Sr. HENRIQUE MEIRELLES que o crescimento atingirá 3% do PIB em 2018. Sendo ano de Eleições, estimo que poderá passar um pouco desse Valor.
    Lembremos que só com crescimento Econômico reduziremos o Deficit Fiscal e criaremos Superavits Primários.

    Sendo ano de Eleição, em 2018 o Salário Médio ( R$ 2.480, 36/mês / 2015 IBGE), +- R$ 2.500/mês atual, deve ter aumento real acima da Inflação/US$ Dollar de +- 2%, o que injetará Poder de Compra na Economia.

    Aos poucos vamos deixando o pior para trás.

    • Caro Senhor Flávio José Bortolotto, aproveito para dar os parabéns ao senhor, ao ausente Wagner Pires e aos outros que nos garantiam que haveria superação … inclusive, está no prazo!!!

      É a TI!!!

      Abraços.

  3. Prezado Sr. LIONÇO RAMOS FERREIRA,

    Mas não é grande mérito, prever que um País jovem como o Brasil, onde ainda quase tudo está por fazer, onde há campo para Investimentos em quase todos os setores, se recupera.

    E a Recuperação seria mais rápida e menos dolorida ( Desemprego ), se tivéssemos um Sistema Político melhor. Quanto mais estável um Governo, maior o crescimento Econômico.

    Também sinto muita falta do brilhante Sr. WAGNER PIRES, e de outros que escreviam tão bem, e que estão em Recesso.
    Oxalá, voltem ao “Tribuna da Internet onLine”.
    Abração.

  4. Esses cargos devem ser uma mistura de vontade de premiar protegidos com síndrome de Grande Potência. Como os Estados Unidos mantém adidos do FBI em suas embaixadas (poder-se-ia também perguntar de forma pertinente o porquê disso), o Brasil Grande se acha na obrigação de fazer o mesmo.

  5. “sanconiaton
    fevereiro 28, 2018 at 6:24 am

    Perguntinha simples para ser respondida sem muitos meandros

    O segovia será realocado aonde e com que cargo?

    Ele mostrou fidelidade apesar da burrice e ainda deve ser útil aos planos de blindagem de temer e quadrilha…

    sanconiaton”

    março 3, 2018 at 11:47 am

    Agora sim!
    Continua elemento ativo na quadrilha…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *