Em sua nova Carta ao Povo Brasileiro, Lula atacará o teto dos gastos públicos

Resultado de imagem para segunda instãncia charges

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)

Daniela Lima
Folha (Painel)

No manifesto em que pretende apresentar sua plataforma eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defenderá o fim do teto dos gastos públicos, que congelou despesas federais por 20 anos para tentar equilibrar as contas do governo. O tom será oposto ao da Carta ao Povo Brasileiro de 2002, quando se comprometeu com o equilíbrio fiscal para ganhar a confiança dos investidores. “Agora vamos radicalizar, indo à raiz dos problemas”, disse Lula a aliados num encontro recente.

O foco da nova carta será o combate à desigualdade, dizem os petistas. Esta seria a chave da proposta para atacar os desequilíbrios da Previdência e promover mudanças no sistema tributário, desonerando os mais pobres e aumentando os impostos dos mais ricos.

ESPERE O JUIZ – Ainda não há data para divulgar o documento. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgará em breve recursos de Lula contra sua condenação e poderá mandar prendê-lo em seguida. O ex-presidente também quer usar a carta para expor sua visão sobre os processos que enfrenta.

Dirigentes do PT começaram a discutir como lidar com a reação da militância do partido a uma possível prisão de Lula. Petistas afirmam que tudo vai depender do grau de participação popular em eventuais manifestações. A ordem é não assumir riscos se não houver adesão em massa.

Entre as propostas em discussão está a possibilidade de militantes do PT e de movimentos sociais ligados à sigla cercarem o local em que o ex-presidente estará para dificultar o acesso da polícia. Outra ideia é formar cordões humanos nas ruas para paralisar o trânsito das grandes cidades.

35 thoughts on “Em sua nova Carta ao Povo Brasileiro, Lula atacará o teto dos gastos públicos

  1. Somente um neologismo poderá qualificar adequadamente esse sujeito …, os existentes são insuficientes diante da figura integralmente sinistra.

  2. Temos que levar as coisas sérias a sério. O Lula e sua quadrilha nos deu um prejuizo econômico e moral enorme. Até o estado de calamidade das nossas cidades, especilamente o Rio, foi resultado do espirito de corrupção engendrado pela quadrilha petista/pmdebista. Temos que ser veementes em pressionar o STF a não por tudo a perder, agora que estamos extirpando os corruptos.
    Se eles insistirem, devemos pressionar para a omada de poder pelas forças armadas em condição temporária para extirparmos os moleques institucionais.

  3. ESTÁ TUDO DOMINADO: O ministro Gilmar Mendes será relatar do pedido de habeas corpus contra prisões de condenados em segunda instância, com o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) tendo de avaliar omissão da presidente Carmén Lúcia do órgão, conforme noticia o site https://istoe.com.br/gilmar-mendes-sera-relator-do-habeas-corpus-contra-prisao-em-2a-instancia/#.Wq_4fdrHiRQ.facebook

    Não custa lembrar, Gilmar Mendes surpreendeu ao proferir voto minerva a favor da liberação do ex-ministro José Dirceu, em 02/05/2017, da prisão preventiva decretada em 2015… (segue link). A favor da revisão pesa ainda o STF não haver publicado acórdão da jurisprudência firmada em outubro de 2016 sobre as prisões após condenação de segundo grau, como informo abaixo. https://www.cartacapital.com.br/politica/gilmar-mendes-desempata-e-stf-decide-acatar-pedido-de-habeas-corpus-e-soltar-provisoriamente-jose-direceu

    RECURSOS PREVISÍVEIS: Advogado de Lula que se encontrou na quarta-feira (14) com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, Sepúlveda Pertence, circula bem no sistema. Além de Lula, ele defende Marina Silva e dois José’s (Sarney e Serra) em demandas judiciais. Mas, afinal, a quem o Sepúlveda pertence? À luz da história, Lula não poderia estar em melhores mãos. É meio que um reenlace de pontas com o advogado contratado para lhe defender nos tribunais superiores, bastante escolado nos meandros e prazos processuais. No mesmo dia deste meu post, o amigo Antonio Santos Aquino publicou na Tribuna da Internet: Ao chegar do exílio Leonel Brizola tenta recriar o antigo PTB, legenda histórica que ajudou a estruturar em 1945 ao lado de Getúlio Vargas (então presidente da República e mais tarde seu padrinho de casamento) e João Goulart (amigo na juventude trabalhista de quem se tornaria cunhado), entrando numa disputa judicial com a deputada Ivete Vargas (sobrinha-neta de Getúlio) pelo comando da sigla que acaba com ela por um simples detalhe: A defesa de Brizola naquela demanda, sob incumbência de Sepúlveda Pertence (contratado pela fama de estreante como jurista renomado), descuida de um prazo recursal no STF e tudo se resolve no âmbito da Justiça Eleitoral a favor da aliada do regime. Diferente daquela época, a perspicácia do celebrado jurista desta vez é reabrir um prazo ancorado em omissão da Corte Suprema, que deixou de publicar acórdão em 2016 passando inconstitucionalmente a permitir essas prisões baseadas nos atos condenatórios de instância jurisdicional intermediária. Parece ou não uma bela montagem? http://www.tribunadainternet.com.br/recordar-e-viver-historias-de-brizola-sepulveda-pertence-e-dos-idos-de-1964

    • Lembrando que o cabo já foi preso por crime militar.

      A imagem que supostamente mostra Marielle Franco sentada no colo do traficante Marcinho VP foi compartilhada pelo pastor evangélico Marcos Carvalho, que também é subtenente da Polícia Militar em Arraial do Cabo, cidade do litoral Fluminense. Ele usou seu Facebook para distribuir o conteúdo. Depois apagou a postagem.

      Em sua foto de perfil, Carvalho aparece ao lado do deputado federal Cabo Daciolo (Avante-RJ), que foi eleito pelo PSOL em 2014, mas expulso da legenda em 2015. Na segunda-feira (15), o pastor gravou um vídeo pedindo “perdão” por ter compartilhado a foto e disse que tinha retirado a imagem de um “grupo de WhatsApp”.

      A postagem de Carvalho teve milhares de curtidas e foi fartamente compartilhada no Facebook. “A imagem apareceu em um grupo que eu faço parte. E eu postei no Facebook, dizendo que ‘a imagem falava por si’, simplesmente isso (….) Peço perdão aos familiares e amigos da Marielle”, escreveu Carvalho. Procurada para comentar o caso, a Polícia Militar do Rio não se manifestou. O pastor também não retornou os contatos da Lupa.

      A desembargadora Marília Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), foi outra pessoa a afirmar no Facebook que Marielle estava “engajada com bandidos”. Depois, em entrevista ao Jornal O Dia disse que apenas tinha reproduzido um comentário que lera no Facebook – sem mostrar arrependimento. Em nota enviada pelo TJ-RJ, Marília Neves diz que se precipitou: “A conduta mais ponderada seria a de esperar o término das investigações, para então, ainda na condição de cidadã, opinar ou não sobre o tema”.

  4. A verdade é que só alguma manobra suja do Supremo poderá salvar o petista, não é por acaso que seu partido tem pressionado os ministros do STF a qualquer custo, além dos próprios ministros que são aliados ao petismo.

    Lula fica de cabelo em pé após notícia de que Moro mandou prender executivo 4 dias depois do julgamento de recursos

    https://www.ceticismopolitico.org/lula-fica-de-cabelo-em-pe-apos-noticia-de-que-moro-mandou-prender-executivo-4-dias-depois-do-julgamento-de-recursos/

  5. Mais uma vez fica patente o divórcio entre a população e o bloco composto pelos jornalistas, intelectuais e artistas. Para encarniçamento de Gregório Duvivier e outros tipos como ele, o cidadão comum continua clamando por ordem e deseja o sucesso das operações de segurança realizadas pela intervenção federal.

    Uso político do assassinato de Marielle não serviu para PSOL mudar opinião de cariocas sobre a intervenção

    https://www.ceticismopolitico.org/uso-politico-do-assassinato-de-marielle-nao-serviu-para-psol-mudar-opiniao-de-cariocas-sobre-a-intervencao/

    • Quem tem medo dos vermes rastejantes? Hoje, em Bagé, ficou claro o que pensam os brasileiros. Lula foi corrido da cidade. Elogio para ele foi FDP.

    • A cantora Anitta usou as redes sociais para lamentar as morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes, e condenar o ódio que tomou as redes sociais durante a comoção do caso. A funkeira frisou que “ninguém merece morrer” e explicou que decidiu publicar sua opinião porque “não teve paciência de aturar o ódio gratuito dos internautas”. Anitta parece ter se arrependido do desabafo, e apagou o texto, deixando apenas a imagem.

      Pelo Instagram, Anitta pediu que o povo não esqueça a morte de Marielle e não deixe a sua perda ser em vão. A cantora lembrou outros casos emblemáticos de violência, como a execução da juíza Patrícia Acioli, morta por policiais que denunciava, e do menino João Hélio, arrastado por criminosos no carro roubado da família.

      “Marielle ainda está presente? Espero que sim, espero que pra sempre. Essa seria a melhor demonstração da frase ‘o feitiço virou contra o feiticeiro’ que já presenciei. Quem achou que calaria uma voz tão alta com um tiro se enganou. Milhões de brasileiros fizeram com que essa morte não fosse em vão e essa voz não se calasse. Eles pensam ‘daqui um mês o povo esquece’. Não se esqueçam, povo, por favor”, escreveu.

  6. Lula poderia falar já que escrever não é a praia dele. É dar uns nomes que ele subornou, mas nome primeira linha, é quem sabe na segunda carta o restante em benefício de ficar no sítio de Atibaia saboreando pinga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *