“Emenda Gilmar Mendes” é demonstração da impunidade que reina em Brasília

Imagem relacionada

Proposta de Braga já foi apelidada de “Emenda Gilmar Mendes”

Celso Serra

Não faz muito tempo o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a abertura de um inquérito para apurar um suposto esquema de pagamentos milionários do grupo J&F a congressistas do MDB, entre eles o senador Eduardo Braga (AM).

Agora, tomamos conhecimento de que a Câmara chegou a aprovar na quarta-feira uma emenda do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que foi indevidamente anexada à Medida Provisória 870 (reforma administrativa) feita pelo governo Bolsonaro para reduzir o número de ministérios. Mas nesta quinta-feira, com apoio do Centrão, conseguiram derrubar a proposta.

SIGILO TOTAL – A emenda apresentada pelo honestíssimo senador amazonense, que é investigado pela Lava Jato por corrupção, proíbe os auditores da Receita Federal de comunicarem ao Ministério Público a ocorrência de crimes sem caráter fiscal, como corrupção e lavagem de dinheiro, que constatarem em suas auditorias, conforme determina a Constituição e a Lei do Servidor Público.

A emenda do puríssimo senador foi apelidada de “Emenda Gilmar Mendes”, pois foi confeccionada nas medidas das necessidades do ministro do Supremo.

VIVA BRASÍLIA!!! – O editor Carlos Newton escreveu aqui na Tribuna da Internet que, por causa dos “direitos adquiridos” que o Supremo tem reconhecido, “as desigualdades sociais serão mantidas, as castas da nomenclatura continuarão com seus altos salários, gratificações, penduricalhos, mordomias, medalhões de lagosta e vinhos premiados…”.

E mais: “Assim é a democracia. E os privilégios que o Supremo classifica de “direitos adquiridos” não podem ser revogados, salvo por emendas à Constituição, que dependem do Congresso, mas depois o STF pode até considerá-las inconstitucionais, vejam como somos reféns desta nomenklatura.”.

Ué … mas Brasília foi construída exatamente para isso, para implantar a versão “Azambuja” de Democracia; ou seja: “Democracia é a forma de governo em que podemos roubar o dinheiro do povo e permanecer impunes, graças ao comportamento da Justiça”.

9 thoughts on ““Emenda Gilmar Mendes” é demonstração da impunidade que reina em Brasília

  1. Como se conserta um país com estas prioridades? Um grupo de canalhas em cargo de poder, mostra o quanto ainda teremos de esperar em pé nas ruas do país. Mesmo fora do país.

  2. TEM MAIS JEITO NÃO. O sistema político podre, corrupto, bandido, bichou geral. E na seara do dito-cujo, quanto mais se reza e se ora mais assombrações aparecem, à paisana e fardadas. E a tendência sob a égide do continuísmo da mesmice da podridão sistêmica é a venezuelização do Brasil, com a diferença de que o maluco de plantão lá, na Venezuela, ao que consta, não é “vendilhão do templo”, ao contrário do Brasil onde a patota arvorada em governo, ao que parece, quer vender o que restou do patrimônio público, inclusive a Petrobras, as joias da coroa, torrar as reservais cambiais, e, por conseguinte, deixar o Brasil liso, leso e louco, no mato e sem cachorro, pelado, nu, com a mão no bolso, no ar, sem escada e com a broxa na mão, um esqueleto jogado na calçada com um grilo cantando dentro. E a única salvação à vista continua sendo a possível, necessária e inadiável Revolução Redentora, da política, do estado e da população, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, antes tarde do que nunca.

  3. Boa dia , leitores (as):

    Senhores Celso Serra e Carlos Newton , aqui no Amazonas o Senador Eduardo Braga é conhecidíssimo como ” espancador da própria esposa – advogada ” e ter enriquecido roubando os cofres públicos do Estado , tanto é que até hoje existe uma briga de foice entre ele e os donos de uma emissora de rádio / tv que o denunciou e até ele não desmentiu , pelo contrário , conseguiu que justiça do Amazonas proibisse a emissora de continuar com as denuncias, ou seja , a emissora foi censurada pelo judiciário do Amazonas .
    Lembrete :
    O Senador Eduardo Braga é cria do ex-governador / ex-prefeito Amazonino Mendes , portanto foi um bom e aplicado aluno .
    Já Ministro Gilmar Mendes dispensa-se comentários , pois é público e notório o quanto ele é “Extremamente nocivo ” à justiça e ao Brasil e seu povo .

  4. Esse Braga deveria estar em Curitiba e não elaborando leis em Brasília! Não é preconceito mas os eleitores do Norte e do Nordeste deveriam escolher melhor seus representantes!

  5. Em outras palavras, com essa lei o auditor-fiscal é obrigado a prevaricar. Se cumpri-la fica sujeito às penalidades previstas para o crime de prevaricação e se não cumpri-la fica tambpém sujeito às penalidades dessa nova lei exdrúxula.

    É O FAMOSO CASO DO PRESO POR TER CÃO E/OU PRESO PRO NÃO TER CÃO! Vai ser processado do mesmo jeito! Mas quem é que mandou estudar e passar num concurso público dificílimo? Se trabalhar contra os marginais que controlam o poder o destino é esse mesmo! A lei nesse país de merda foi feita para ser cumpridas pelos fracos e pelos otários. Enquanto não se mandar pro inferno pelo menos uma 1/2 dúzia de canalhas dos 3 poderes vamos continuar sendo desrespeitados e vilipendiados! BASTA!

  6. “A oposição real ao governo, hoje, é o condomínio nacional dos ladrões, com seus 50 modos diferentes de roubar e os inocentes úteis que o servem. Está com problemas sérios. Ganhou seu último assalto, mas só por 228 a 210 votos. É pouco, para quem quer derrubar o presidente.” J.R. Guzzo

Deixe uma resposta para bagaçado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *