Emílio Odebrecht, o poderoso chefão, acabou prestando um belo serviço ao país

Resultado de imagem para norberto, emilio e marcelo

Nesta foto, a decadência moral do clã Odebrecht

Carlos Newton

Quando o megaempresário Marcelo Odebrecht foi preso preventivamente, em junho de 2015, o pai Emilio Odebrecht esbravejou – “Vão ter de construir três celas, uma para mim e as outras para Lula e Dilma!”.  Foi uma advertência premonitória, porém destinada a não se concretizar inteiramente, porque não seria necessário haver uma cela para o patriarca do clã Odebrecht, que há anos já estava afastado dos negócios e, por isso, nem foi investigado. Portanto, a total responsabilidade pelos crimes de corrupção da empresa cabia apenas a seu filho Marcelo, apelidado de o príncipe dos empreiteiros, que ficou com a primeira das três celas.

MAIS DUAS CELAS – A segunda cela demorou, mas acaba de ser construída pela empreiteira para abrigar o ex-presidente Lula da Silva. E a terceira cela, ao que tudo indica, será mesmo destinada à ex-presidente Dilma Rousseff, que participou ativamente do esquema de corrupção que a conduziu à Presidência.

Em sua ignorância jurídica, ela acha que nada lhe acontecerá, porque não recebeu propinas diretamente, mas na verdade ela é tão culpada quanto Lula e os demais membros da quadrilha, porque acobertou crimes gravíssimos de corrupção, abuso de poder econômico, lavagem de dinheiro e improbidade administrativa. Mas ela ainda continua fantasiando, acha que não existe nada que possa incriminá-la.

Quando à delação da Odebrecht, não há dúvida de que a megacorporação está prestando um marcante serviço ao país, porque daqui para a frente tudo será diferente, confirmando a previsão musical de Roberto e Erasmo Carlos, amigos de verdade, diferentemente de Emílio Odebrecht e Lula da Silva, que se diziam amigos, mas eram apenas cúmplices na dilapidação dos recursos públicos.

EXEMPLO DE NORBERTO – De uma forma ou de outra, o atual patriarca Emílio Odebrecht praticou muitos crimes, mas a necessidade de libertar o herdeiro fez com que passasse a colaborar no combate à corrupção. Emilio é filho do engenheiro Norberto Odebrecht, um empresário com visão social, que  separou parte da fortuna para custear o mais importante projeto assistencial já implantado no Brasil pela iniciativa privada – o Projeto Baixo Sul da Bahia, que desde 2003 beneficia onze municípios que tinham um tenebroso Índice de Desenvolvimento Humano.

Durante 21 anos, até morrer em julho de 2014, Norberto Odebrecht conduziu pessoalmente este programa humanitário, criado para emancipar a população carente através da educação e do trabalho, com resultados concretos jamais alcançados por nenhum outro projeto social brasileiro, seja público ou privado.

Nos últimos anos, embora o faturamento do grupo empresarial aumentasse sem parar, o neto Marcelo Odebrecht não ampliava o apoio financeiro ao Projetto Baixo Sul da Bahia, e o avô Norberto teve de recorrer ao Exército para construir uma rodovia na região, vejam que situação paradoxal. Na cadeia desde 2015, certamente o príncipe dos empreiteiros já encontrou tempo de sobra para raciocinar a respeito.

BILIONÁRIOS SOVINAS – O fato é que o Brasil tem muitos bilionários, que enriqueceram neste país e até frequentam as listas da revista Forbes, mas desmoralizam o capitalismo, porque a atuação sociocomunitária deles simplesmente não existe. Só se interessam por projetos culturais e ambientais, porque têm amplo espaço na mídia, como acontece com o Instituto Moreira Salles, por exemplo. No mais, querem mais que o povo se exploda, como diria o personagem Justo Veríssimo, criado pelo genial Chico Anysio.

O fato concreto é que o exemplo de Norberto Odebrecht não frutificou e agora o programa Baixo Sul da Bahia está ameaçado pela derrocada do grupo Odebrecht. Mas quem se interessa?

Na cela de Curitiba, Marcelo Odebrecht está pagando seus pecados. O pai Emilio teve de reassumir a presidência do grupo, na tentativa de evitar o naufrágio de seu Titanic, que está fazendo água a bombordo e estibordo.

UMA REFLEXÃO – Essa situação dramática que envolve corrupção e poder deveria motivar uma reflexão profunda aos capitalistas brasileiros. Afinal, para que serve tanto dinheiro? A vida é curta, daqui nada se leva, porque, no final das contas, ninguém é dono de nada. Mesmo assim, os capitalistas brasileiros insistem em tentar a convivência pacífica entre a riqueza total e a miséria absoluta.

Isso jamais vai dar certo. Precisamos desesperadamente encontrar um caminho mais equilibrado. No entanto, estamos fazendo o contrário. Com a reforma da Previdência e a terceirização, vamos aumentar a desigualdade e a injustiça social. Mas ainda há tempo. Deveríamos raciocinar a respeito, para o bem do povo e a felicidade geral da nação.

###
PS –
A chamada grande mídia defende escandalosamente a redução das conquistas sociais e trabalhistas, sem aceitar outros argumentos. A verdade é que o jornalismo, embora seja uma profissão de interesse público, jamais demonstra preocupação com o que pode acontecer com o povo. E isso ocorre no Brasil e no mundo, porque não há nada de novo sob o Sol, conforme consta no livro bíblico Eclesiastes. (C.N.)

15 thoughts on “Emílio Odebrecht, o poderoso chefão, acabou prestando um belo serviço ao país

    • Para mim, amigo Pedro Rios, ser comunista ou cristão é a mesma coisa. Toda vez que veja alguém ofendendo o comunismo, sinto que estão ofendendo o próprio Cristo. Algumas pessoas me entendem, como você. A maioria, não. Mas é claro que defendo um comunismo moderno, sem o centralismo absoluto do Estado. Na vida tudo muda, todo dia. Como dizia o Buda, nada é permanente, vivemos na impermanência. O comunismo de Marx já era, temos de traçar um novo comunismo. Então, eu seria um cristão, adepto do Neocomunismo.

      Abs.

      CN

  1. Não se pode reclamar da curva ascendente da violência nas próximas décadas no Brasil, pois conforme este excelente artigo, está-se indo na contramão de tudo que melhore a vida da sociedade, principalmente a PEC 55 que congela os gastos públicos por 20 vinte anos e a terceirização do emprego, que só vai empobrecer os trabalhadores. Eu me lembro da saudosa atriz Lélia Abramo (1911-2004) que quando perguntada há muitos anos numa entrevista à televisão sobre o futuro do Brasil, dizia que não tinha nenhuma esperança na mudança das atitudes de nossas elites, o que o tempo mostrou que é verdadeiro.

  2. Que belo serviço, se não houvesse a lava jato tudo continuaria, o povo sendo roubado, só falou para não ficar preso e tentar amenizar a condenção do filho, agora foi bom que tudo veio a tona, mas isto nunca foi novidade, todos sabemos o que rola nestas licitações, se não der um trocado não pega a obra, este país é corrupto de nascença.

    • Perfeito! Da mesma forma que Roberto Jefferson e Eduardo Cunha, queridinhos da TI, só abriram o bico e denunciaram seus cúmplices por conta de brigas e desentendimentos ocorridos dentro de suas quadrilhas….

  3. “No mais, querem mais que o povo se exploda, como diria Chico Anysio.”
    A fim de evitar-se uma injustiça, quem dizia “quero mais que o pobre se exploda” era o Deputado Justo Veríssimo, um personagem que o saudoso Chico representava.

    • Certíssimo, Luiz Álvaro. Vamos corrigir. Assisti ao último espetáculo do Chico. depois fui ao camarim para revê-lo. Ele me pediu que organizasse um show dele com Tom Cavalcanti para o povo, gratuito, na Praça do Pacificador, em Duque de Caxias. Tirou uma foto abraçado a meu filho, que levei à uma grande festa na casa de Chico, há 30 e tantos anos, no primeiro aniversário do filho dele e Alcione, Bruno Mazzeo. Recordar é viver, mas agora fiquei com lágrimas nos olhos.

      Abs.

      CN

  4. CN,- “Precisamos encontrar um caminho mais equilibrado”
    Estamos em queda livre…
    O gemido que ouço neste ponto da história das tentativas da autodeterminação humana é a voz do desespero de Mike, o piloto que levava o time Chapecoense; “Vetores senhorita! Vetores senhorita! Vetores…”
    É preciso reconhecer que estamos atolados de tentativas e tudo que pareceu certo, o futuro revelou a inconsistência no campo da prática.
    Portanto, deixei de acreditar em homens com suas ilusões políticas e religiosas de céu e inferno.

  5. Amanhã completa mais de 2000 anos da morte do homem que mais amou nesse mundo. Que foi mutilado naquela cruz , mais está vivo para todo sempre, assentado ao lado da majestade nas alturas. Jesus o homem Deus, o Deus homem, deixou tanto ensinamentos que se seguidos estaríamos em um mundo melhor. Mas os homens egoístas preferem mais as trevas do que a luz!

  6. Como dizia Gandhi, todo governo é hipócrita, como religião era Hinduísta, mas, pregava, que Jesus, o Cristo, tinha legado a humanidade o Código da vida, seu Evangelho, de Amor fraterno, que as seitas religiosas, com seus falsos profetas, deturparam, comercializando, e explorando seu semelhante, com o inferno, que não existe, como local único, pois, ele, está no Tribunal da Consciência, que julgará no além túmulo, nossas obras, se nefasta, pagaremos até o último ceitil, com o Ranger de dentes.
    Está semana, as seitas, chamadas cristãs, lembram a morte do “Mestre”, e continuam, a mantê-lo pregado na cruz, com suas obras desfraternas. Jesus, o Cristo, é o Caminho, a Verdade e a Vida, e ninguém vai ao Pai, a não ser por Ele, isto significa: Seu Evangelho, é o Farol, a iluminar o “Caminho da Luz”, para a redenção de nossas almas, do Mundo material, só se leva, o Bem, o Mal e o bem que se deixou de praticar.
    A 2 mil anos, renegamos a Luz – Jesus. No decorrer dos séculos, continuamos a pregá-lo, pelo Caim que está dentro de nós. Estudar o Evangelho é preciso, e exemplificá-lo é nossa necessidade, para nossas almas eternas, entrar no Reino da Luz Divina.
    Deus Pai, com tua Justiça Misericordiosa, abençoe nossa humanidade, que renega teu Amor.

  7. Hare Baba Uga Uga……………………….. uga…
    O inimigo…
    Já sabemos o inimigo, hora de livrarmo-nos deles..
    Por hora, é só!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *