Empreiteiras usavam o doleiro para sonegar impostos

Mônica Bergamo
Folha

As investigações sobre desvio de recursos da Petrobras revelaram, até agora, a possibilidade de três tipos de irregularidades. O pagamento de propinas para políticos é a mais óbvia. Uma segunda é o desvio de recursos de executivos e até de controladores de empreiteiras que, desconfia-se, fraudavam outros acionistas das companhias desviando recursos para o exterior. Uma terceira envolve operações das empresas em outros países.

SEGUNDA VIA
Nessa terceira modalidade de irregularidades, empreiteiras que têm atividades no exterior, de acordo com as investigações, contratariam empresas fantasmas do doleiro Alberto Youssef para que elas apenas emitissem notas fiscais de serviços fictícios. Contabilizavam as mesmas faturas como custos nos países em que estão instaladas. E pagavam menos imposto. O dinheiro era enviado para paraísos fiscais.

MAPA DA MINA
As mesmas pessoas envolvidas com as investigações acreditam que o depoimento de Alberto Youssef, por isso mesmo, será muito mais “amplo” que o já dado por Paulo Roberto Costa.

2 thoughts on “Empreiteiras usavam o doleiro para sonegar impostos

  1. E os desvios de dinheiro continuam.

    Do G1

    20/10/2014 16h35 – Atualizado em 20/10/2014 16h56

    “Receita Federal apreende mala com R$ 520 mil no aeroporto de Viracopos
    Suspeito não conseguiu comprovar origem do dinheiro, informou o órgão.
    Passageiro seguia para o estado do Paraná e carregava quantia em notas.”

    Detalhes:
    http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2014/10/receita-federal-apreende-mala-com-r-520-mil-no-aeroporto-de-viracopos.html

    No governo Lula+Dilma+PT virou rotina guardar grandes quantias dinheiro no colchão, transportar para despesas de viagem, dar brinde, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *