Empresa que contratou Moro receberá quase R$ 35 milhões das empreiteiras Odebrecht e OAS

Empresa que contratou Moro receberá quase R$ 35 milhões da Odebrecht e da  OAS - Popular Mais

As empreiteiras foram recuperadas pela consultoria A&M

Vicente Nunes
Correio Braziliense

O ex-juiz Sérgio Moro fez um ótimo negócio ao fechar um contrato de trabalho com a consultoria internacional Alvarez & Marsal. A empresa deverá receber R$ 34,8 milhões pela administração judicial das duas empreiteiras, que sucumbiram durante a Operação Lava-Jato.

No caso da OAS, a remuneração da Alvarez & Marsal já foi definida pela Justiça. Segundo decisão da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, o pagamento à consultoria será de R$ 15 milhões, divididos em 30 parcelas mensais e sucessivas, sendo as 10 primeiras de R$ 400 mil, as 10 seguintes, de R$ 500 mil e as 10 últimas, de R$ 600 mil.

VALOR PROVISÓRIO – Pelo contrato com a Odebrecht, estão previstos, provisoriamente, pagamentos totais de R$ 19,8 milhões à Alvarez & Marsal. O valor é provisório, pois a Justiça ainda não bateu o martelo.

“Moro fez um negócio espetacular. Com o dinheiro que ganhará, deve abrir mão dos interesses políticos, por enquanto”, diz um amigo do ex-ministro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Eis a primeira matéria que expõe corretamente a relação entre a consultoria A&M e as empreiteiras Odebrecht e OAS. Ao contrário do que se propaga, a consultoria internacional não foi contratada pelas empresas brasileiras, mas pela Vara de Falências e Recuperações Judiciais. Quando uma empresa está mal e pode falir, a solução é recorrer a essa Vara, cujo juiz então nomeia um interventor (administrador) para gerir o negócio e reequilibrar as finanças, até devolver a gestão aos proprietários. No caso das duas empreiteiras, o juiz achou por bem colocar a multinacional para geri-las devido à grande experiência no ramo. Em tradução simultânea, a A&M foi contratada pela Justiça brasileira para salvar as duas empresas. E, ao que parece, o resultado foi positivo, porque nenhuma delas pediu falência. (C.N.)

17 thoughts on “Empresa que contratou Moro receberá quase R$ 35 milhões das empreiteiras Odebrecht e OAS

  1. Sérgio Moro merece todo o sucesso do mundo. É um homem honesto e a reserva moral do Brasil. A revolta dos bolsonaristas é porque Moro vai ganhar em um ano muito mais do que Jair Bolsonaro e os filhos ganharam desonestamente em 30 anos de rachadinhas. A revolta dos petistas é porque Moro vai ganhar em um ano muito mais do que Lula ganhou desonestamente com as palestras falsas. Enquanto os corruptos amargam a realidade da derrota, Moro, maravilhoso e competente, parte para maiores e ilimitados sucessos!

    • Desculpe-me o gancho. Concordo plenamente com a sua opinião: Moro merece todo o sucesso e nosso RESPEITO. Moro é educado, íntegro e patriota. O outro, que é rude, nada aprendeu na Academia Militar e no berço, deveria manter a cauda retraída e aprender com o grande ex-juiz ou pelo menos tentar imitá-lo.

    • Parece que sim, amigo Famigerado. Trabalhei muitos anos no maior escritório de Falências do Rio e conheço bem o assunto. Quem diz que a A&M advoga para a Odebrecht ou a OAS está falando bobagem. O juiz jamais nomeia o advogado da empresa para ser interventor judicial.

      Abs.

      CN

  2. Moro é estudioso e trabalhador e tem valor alto. como profissional qualificado, e por ser. competente, seus inimigos ladrões sempre já andam a dizer que ele não pode trabalhar para quem quer que seja, pois quem prendeu o maior ladrão do mundo nao pode pode ser bem visto pelos outros ladrões.
    Siga em frente Moro, quem trabalha está contigo e não com a corja que ganha sem trabalhar.

  3. O certo mesmo era para ter confiscado tudo, mandar seus próprios-otarios para as devidas jaulas
    E depois de tudo verificado colocar as empresas em leilão.
    Pronto, liquido e certo
    O resto é café em copo americano sujo em boteco de quinta categoria., onde confundem bolinho de ovo cheio de moscas com quibe.

  4. “Moro fez um negócio espetacular. Com o dinheiro que ganhará, deve abrir mão dos interesses políticos, por enquanto”, diz um amigo do ex-ministro.

    Já Lauro Jardim, informa:

    “Um diretor executivo da A&M ganha pelo menos R$ 1,7 milhão por ano.

    Como juiz, Moro ganhava por ano R$ 410 mil, sem os benefícios; e R$ 380 mil como ministro de Jair Bolsonaro, também sem os benefícios indiretos.”

    Vamos ver quanto irão ganhar o seu Jair e filhos quando saírem da política. Talvez já estejam milionários que nem precisarão trabalhar mais.

    Mas uma lição ficou; o Moro, por sua competência e honestidade, logo se colocou no mercado e se afastou dos bandidos bolsonaristas.

    • “STF reconhece parcialidade de Sergio Moro em caso do Banestado.

      Decisão na 2ª turma foi a partir dos votos de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

      A Ministra Cármen Lúcia seguiu o relator Fachin pela denegação da ordem. Diante do empate, prevaleceu o resultado favorável ao paciente.” (migalhas.uol.com.br)

      Ou seja, os de sempre defensores de bandidos (Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski) votaram contra o Moro.

      O placar foi empate, tendo esse fovaorecido o paciente. Caso a votação sobre a suspeição fosse por unanimidade podeira-se acreditar, mas não, quem votou contra são os ad(e)vogados dos sem-leis.

  5. O pedido e o plano de de recuperação judicial é feito pela empresa. Se aceito pelo juiz, esse nomeia um administrador judicial. A função do administrador judicial é essa:

    “Compete ao Administrador Judicial fiscalizar as operações das empresas em Recuperação Judicial, verificar a relação de credores, presidir a Assembleia Geral de Credores e, por fim, fiscalizar o cumprimento do Plano de Recuperação Judicial aprovado pelos credores. A Alvarez & Marsal não terá nenhuma função administrativa em qualquer uma das empresas do Grupo OAS.”

    https://www.direitocom.com/lei-de-falencias-lei-11-101-comentada/capitulo-iii-da-recuperacao-judicial-do-artigo-47-ao-72/artigo-52-8

  6. Fraudadores do Banestado atestam a “honestidade” de do ex-juiz – sempre venal Moro.

    Outro a atestar a “honestidade” de Moro foi o criminoso Boçalnaro. Isso até ontem, claro.

    Atualmente quem atesta a “honestidade” do ex-juiz, e sempre venal Moro, são os eleitores do criminoso coiteiro de milicianos, Boçalnaro, por enquanto a ocupar a presidência dessa eterna colônia Brazil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *