Entre-Textos, uma forma de reunir poetas contemporâneos

O Bacharel em Letras e Direito e poeta carioca Luiz Otávio Oliani teve a ideia de reunir diálogos com poetas brasileiros contemporâneos, divulgando-os nas redes sociais. Esses poemas foram inicialmente publicados no seu mural do Facebook e depois migraram para o livro impresso “Entre-textos”, lançado pela Editora Vidráguas, de Porto Alegre, em 2013, uma publicação de 41 diálogos, ou seja, para cada poema Luiz Otávio responde com outro poema, um desafio chamado: o avesso do verso (reverso).

Neste sentido, Luiz Otávio Oliani, através o poema “Busca” responde ao poema “Desarticulação”, da ativista cultural e poeta carioca Neudemar Sant’Anna.

DESARTICULAÇÃO
Neudemar Sant’Anna

Deixei a porta aberta
Aberta demais
Apenas vi passar
a convivência

Nem percebi
o rancor
a maldade
o falso rastro

Ao tentar fechá-la
com lágrimas lubrifico
as dobradiças
enferrujadas

Disfarço o ranger                                                                                                                                                                                                                       da própria dor

BUSCA

Luiz Otávio Oliani

nas frestas do mundo
fogos de artifício,
serpentinas,
palmas…

o que houve?
felicidade à porta
e minha porta, trancada

               (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

3 thoughts on “Entre-Textos, uma forma de reunir poetas contemporâneos

  1. Paulo,
    Que maravilha é o blog da Tribuna, não o conhecia, só tem textos
    dos experts. A liberdade de expressão é muito marcante, gostei!

    Obrigada pela indicação e parabéns pela sua participação, por favor
    me informe quando vc postar texto seu.

    Obrigada pelo convite, mas não me sinto à altura de publicar nada
    numa Tribuna de alto nível, me senti lisonjeada.

    Boa noite!
    Abr, Adelma

  2. 0 Leg a l Luis Otavio. Nao conhecia . Posso mand a r um poema? Por favo r m as nde o endereço de s eu lanç as men t o em 12 d e junho. Perdi n a i ntern e t . bj. M a r c ia Cavendish Wanderlley

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *