Envolvidos no Petrolão serão processados ainda nesta semana

Deu na Ag. Brasil

O Ministério Público Federal vai ajuizar, nesta semana, os processos penais e cíveis contra empresários e diretores da Petrobras presos na Operação Lava Jato, disse o subprocurador-geral da República, Nicolao Dino, em evento comemorativo ao Dia Internacional contra a Corrupção, em Brasília.
“Precisamente nesta semana, o Ministério Público Federal ajuizará mais de uma dezena de ações penais e ações de improbidade contra os responsáveis por esse escândalo de corrupção na Petrobras”, antecipou o subprocurador, que classificou o escândalo de superfaturamento de contratos da Petrobras como um dos maiores da história.

“A Operação Lava Jato pode falar por todos os casos recentes de corrupção no país. Talvez, estejamos diante do maior caso de corrupção da história. Isso nos entristece, certamente porque somos cidadãos e queremos ter a justa expectativa de ver bem aplicados os recursos públicos”, pontuou.

ORGULHO DE PUNIR
Em contrapartida, Dino analisou que, apesar de um sentimento de tristeza em relação ao escândalo, a sociedade deve ter também a sensação de orgulho por perceber que as instituições estão funcionando.

“Cada qual a seu modo, com sua competência e, de uma forma sincrônica, estão atuando com o rigor necessário, a independência para que esse escândalo possa ser submetido a julgamento, com a punição e a condenação de todos os responsáveis que, sem exagero, implica em um dos maiores casos de corrupção da historia brasileira”, disse.

Para o subprocurador, o Brasil precisa simplificar os procedimentos investigativos, e modernizar o processo judicial, reduzindo a possibilidade de recursos, para tornar mais ágil e eficaz o combate a corrupção.

O Dia Internacional contra a Corrupção é comemorado em 9 de dezembro e remete à data em que o Brasil e mais 101 países assinaram a Convenção das Nações Unidas contra Corrupção, em 2003, na cidade mexicana de Mérida.

3 thoughts on “Envolvidos no Petrolão serão processados ainda nesta semana

  1. Quem serão os julgadores ????

    O juiz Marcelo Baldochi que mandou deter agentes da TAM já negou indenização por perda de voo.

    Dois anos antes de dar voz de prisão a funcionários da TAM por chegar atrasado e ser barrado para embarque em um voo para São Paulo, no aeroporto de Imperatriz, no sul do Maranhão, o juiz Marcelo Baldochi negou um pedido de indenização feito por um cliente de uma companhia aérea que passou por situação semelhante no mesmo aeroporto.

    Em sentença proferida no dia 3 de dezembro de 2012, ele negou pedido de um consumidor da cidade de Senador La Rocque –onde era titular da comarca– que enfrentou situação idêntica à dele e foi impedido de viajar pela companhia aérea Gol.

    “Percebe-se que o autor chegou ao aeroporto para realizar o check in meia hora antes do embarque, nota-se que as companhias recomendam a chegada com antecedência mínima de uma hora para realização do check in e trinta minutos de antecedência para o comparecimento no portão de embarque. Era ônus, pois, do autor, comparecer ao portão de embarque com trinta minutos de antecedência e não chegar ao aeroporto, pois, da chegada ao portão de embarque presume-se já feito o check in. Razões pelas quais tomo por sua exclusiva culpa a responsabilidade pelo fato causado”, diz decisão publicada no Diário Eletrônico da Justiça no dia 7 de dezembro de 2012.

    FONTE:
    http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/12/09/juiz-que-mandou-deter-agentes-da-tam-ja-negou-indenizacao-por-perda-de-voo.htm

    • Dorothy
      voce viu no estadão o que disse o ministro Cardoso?Ele disse ver fortes indicios de corrupção na Petrobras.Minha pergunta é:Será que a maioria dos brasileiros são burros mesmo ou ministro Cardoso acabou de descobrir o ovo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *