Equipe de Jair Bolsonaro já abriu diálogo com o Ministério Público Federal

Resultado de imagem para onyx lorenzoni

Lorenzoni representa Bolsonaro nessas negociações

Mônica Bergamo
Folha

A equipe de Jair Bolsonaro já estabelece pontes com o MPF (Ministério Público Federal). O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), indicado pelo presidenciável para a Casa Civil em seu eventual governo, abriu diálogo com procuradores. Entre seus interlocutores está José Robalinho, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). Os dois conversaram depois que Bolsonaro declarou à TV Globo que não respeitará a lista tríplice que procuradores elegem para indicar o procurador-geral da República.

A categoria ficou de orelha em pé com as declarações. Muitos entenderam que Raquel Dodge, atualmente no comando da PGR (Procuradoria-Geral da República), está com os dias contados.

DESRESPEITO – Segundo o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, que integrou a Operação Lava Jato, se desprezar a lista tríplice, Bolsonaro “estará desrespeitando a vontade da instituição. E retornará a uma prática do governo FHC [Fernando Henrique Cardoso] que se revelou ruim para o país. Um Ministério Público livre de amarras é essencial para a democracia”.

Lorenzoni foi defensor das dez medidas anticorrupção que procuradores apresentaram ao Congresso. Por isso, mantém canal aberto com alguns deles.

Integrantes experientes do MPF acreditam que haverá uma tentativa de se chegar a um meio-termo: Bolsonaro aceitaria escolher o novo procurador-geral entre os três mais votados da categoria —que, em troca, se articularia para evitar que todos os eleitos fossem “esquerdistas”.

LULA E DILMA – Os mesmos procuradores lembram que Lula e Dilma Rousseff sempre escolheram o primeiro da lista tríplice —mas todos eles tinham o perfil progressista que se encaixava nas preferências dos governos petistas.

Depois que o MPF começou a tocar uma série de investigações contra o PT, houve uma saia justa. Mas os dois presidentes optaram sempre por reconduzir os que já comandavam a PGR para o cargo.

 

 

 

12 thoughts on “Equipe de Jair Bolsonaro já abriu diálogo com o Ministério Público Federal

  1. A tal lista tríplice não está na constituição portanto o presidente escolhe quem quiser. Não entro no mérito se a lista é boa ou ruim, democrática ou não, simplesmente o PT adotou o critério porque quis não por obrigação constitucional!

  2. A maior das mentiras de Bolsonaro

    Recentemente foi desmascarado um esquema de 12 milhões de reais do Caixa 12 de Bolsonaro que é empregado na fábrica de falsas notícias de círculos de extrema-direita. As notícias falsas são as mais diversas, uma delas é o famoso “kit gay”, derrubado pela presidenta Dilma Rousseff ainda em 2012, outra nos fala sobre um suposto general russo que teria financiado e armado Dilma e outros guerrilheiros nos anos 60 (na verdade uma entrevista com um professor de filosofia russo que jamais foi general) e a velha lábia conspiracionista do “nióbio”, porém a pior de todas elas é a de que Bolsonaro é um “patriota”, segundo o própria Bolsonaro, ele seria um sucessor do falecido Dr. Eneias.

    Bolsonaro age na contramão do Dr. Eneias, se este defendia entusiasticamente a soberania do Brasil, a defesa do desenvolvimento da tecnologia brasileira, da física e inclusive da tecnologia nuclear, Bolsonaro desconhece e ignora absolutamente questões geopolíticas, geoestratégicas e ambientais, questões essenciais para um projeto de um Brasil desenvolvido. Não se pode falar em desenvolvimento no século XXI sem ignorar questões que abalarão questões globais, por exemplo, você já viu alguma vez Bolsonaro falando na questão do Ártico? Aliás, você sabia, que a partir dos anos 40 do século XXI, o Oceano Glacial Ártico será navegável durante o verão? Você faz ideia de que no momento existe uma verdadeira corrida pelo Ártico na qual estão envolvidos países como Rússia, Suécia, Canadá, Noruega, dentre outros?

    Mas por que o Brasil, um país tropical – pergunta você, deveria estar interessado no Ártico, afinal, quem, saindo para a sua casa de praia, estaria interessado num monte de gelo? Acontece que com o derretimento das calotas polares, haverá uma grande mudança no curso de navegação, o que por sua vez modifica inteiramente os rumos da economia global e as perspectivas científicas. Da última vez que houve uma grande mudança nas rotas de navegação, isto é, tradicionalmente realizada pelos oceanos para o oriente e depois para os oceanos para o ocidente, foi descoberta a América e também o Brasil pelos europeus, então o resto é história, deram-se as grandes navegações, fundação dos EUA, surgimento do liberalismo, revolução industrial, etc. Na história da Rússia, antes um pequeno grão-ducado interiorano, deu-se a Guerra do Norte, a fundação de São Petersburgo, cidade marítima, e uma grande mudança na história russa, de um país interiorano sem mar para um império continental inserido na geopolítica mundial.

    Quantas vezes você já viu Bolsonaro encontrar-se com grandes cientistas brasileiros, com nomes como o Almirante Othon da Marinha do Brasil? Você sabia, aliás, que o inimigo histérico do PT, ao contrário deste partido, votou contra um ato de repúdio à espionagem americana contra o Brasil assinado por deputados de diversos partidos? É nessas horas que sabemos quem realmente é patriota, com base nas atitudes, e não com base em bravatas ou fotos com homens de farda.

    Esse pseudopatriota faz um grande esforço para prejudicar as relações internacionais do Brasil, segundo ele dá a entender (embora não o afirme com todas as letras), o Brasil deve sair do BRICS, da ONU, não deve aderir ao Acordo de Svalbard (que ampliaria nossas relações com a Noruega e colocaria um pé do Brasil no extremo-norte do planeta, como monitor de seu clima e de recursos naturais), e vê na China, grande parceiro do Brasil que investe em diversos estados, uma “ameaça vermelha”. O mesmo Bolsonaro que batizou-se, ou melhor, tomou um banho em Israel e prestou continência à bandeira americana com um discurso de submissão, e não de parceria, frequentemente rejeita a cooperação com a China, que investe no Brasil, e para completar ainda fala em ceder um ponto estratégico como a Base de Alcântara aos americanos.

    Bolsonaro não entende de geopolítica, ele é apenas um palhaço político que será um marionete de lobistas pró-Israel e pró-americanos. Política não é para amadores e nem para aventureiros, não é para políticos ingênuos e muito menos para marionetes ou completos imbecis. A maior mentira da fantástica fábrica de “fake news” de Jair Bolsonaro é a de que este perfeito imbecil é um “patriota”.

    • -De um lado temos o BOLSONARO.
      -Do outro lado temos um LADRÃO e Presidiário.
      -Ora, então cada um que vote de acordo com o próprio caráter.

      -Duvido que, nesta Tribuna, eleitor do Bolsonaro mude o voto de eleitor do Lula.
      -E tambem duvido que eleitor do Lula mude o voto de quem pretende votar no Bolsonaro.

      Coisa simples demais!

  3. KKKK o presidente tem a prerrogativa de nomear o seu Procurador Geral da República. E ainda tem a prerrogativa de nomear alguém alinhado com ele, FHC o fez. A dupla 51/infeliz escolheu também gente afinada com ela. O presidento Dilmo fez o mesmo. Acredito que dentro do MPF haja gente que pensa parecido com o capitão, assim não há razão para procurar fora dele para assumir a chefia da PGR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *