Era s o que faltava! Verba do SUS pandemia est bancando gastos militares

Charge do Daniel Zukko (Jornal de Braslia)

Mariana Carneiro
O Globo

O dinheiro extra que o governo destinou para o Sistema nico de Sade combater a emergncia da Covid-19 vem sendo usado para atender a gastos de rotina que nada tm a ver com a pandemia. Entre essas aplicaes no relacionadas ao coronavrus esto gastos militares, que se multiplicaram por 13 de 2020 para 2021.

Estas so concluses de um relatrio encaminhado CPI da Covid pela procuradora do Ministrio Pblico de Contas de So Paulo lida Graziane Pinto, que tambm professora da Fundao Getulio Vargas.

CAOS NA SADE – Os senadores encomendaram o levantamento aps lida publicar um artigo, no ms passado, sugerindo CPI investigar o que ela chama de caos nos gastos pblicos em sade durante a pandemia.

A prpria lida explica o que quis dizer quando usou a palavra “caos”: A gesto sanitria da calamidade decorrente da pandemia infelizmente no foi orientada para salvar o maior nmero de vidas possvel. A dinmica da execuo oramentria foi muito suscetvel a capturas e desvios, afirma.

Em nmeros: desde 2020, o governo j destinou R$ 730 bi para gastos extraordinrios no combate pandemia. Esse dinheiro foi usado em vrios tipos de despesas, do auxlio emergencial compra de equipamentos e vacinas.

SEM JUSTIFICATIVA -Uma parte dessa verba extra mais exatamente R$ 72 bilhes deveria ir s para o SUS. Mas R$ 140 milhes foram parar no Ministrio da Defesa, sem qualquer justificativa. Pode parecer pouco, mas a pasta da Defesa a que mais recebe recursos do SUS para gastos com outras despesas que no sade. A segunda a Secretaria de Aviao Civil, com R$ 80 milhes.

E quase tudo o que foi parar na Defesa R$ 130 milhes foi empenhado neste ano para irrigar 184 unidades militares que nada tm a ver com hospitais. E ainda que fossem, no seria o caso de receberem verba do SUS, uma vez que a rede de sade das Foras Armadas no integra o sistema nico, nem aceitou tratar de doentes civis da Covid-19.

O levantamento realizado por lida Graziane mostra que recursos foram repassados prioritariamente para as comisses aeronuticas brasileiras em Washington (R$ 55 milhes) e na Europa (R$ 7,8 mihes), para a Comisso do Exrcito Brasileiro em Washington (R$ 3,113 milhes) e para o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (R$ 1,067 milho).

DESPESAS DE ROTINA – Tem mais. O Ministrio da Defesa tambm levou uma parte do dinheiro que no era destinado ao SUS, mas tambm deveria servir para o combate pandemia, o chamado Oramento de Guerra.

E mais uma vez, usou para despesas de rotina, sem relao direta com a Covid-19 – como a compra de veculos de trao mecnica (R$ 22 milhes) ou uniformes (R$ 1,2 milho). Tudo por conta dos crditos extraordinrios, como se fosse resposta sanitria pandemia. At material esportivo, veterinrio e roupas de camas foram comprados com o dinheiro da doena.

Para a procuradora de contas, os repasses so uma evidncia de que a execuo oramentria do Ministrio da Sade foi capturada por interesses polticos.

No segundo semestre, os recursos foram liberados, mas a aplicao foi guiada por razes polticas. A prevaleceu o envio do dinheiro para municpios menores, que eram base eleitoral de governistas, mas no faziam atendimento de mdia e alta complexidade no tinham UTIs ou os grandes hospitais que receberam casos mais graves da doena. Infelizmente a execuo oramentria do Ministrio da Sade foi capturada pelo calendrio eleitoral, afirma lida.

CHEQUES EM BRANCO – Agora em 2021, diz ela, os crditos extraordinrios esto sendo usados para cobrir despesas usuais e previsveis, operando como “cheques em branco”. Dessa forma, configuram ainda outra irregularidade importante.

A regra prev que, por serem extraordinrios e emergenciais, os recursos da pandemia no entram no clculo do teto de gastos. S que os gastos encontrados pela procuradora de contas no so nada emergenciais e muito menos extraordinrios.

Procurado para explicar por que est usando para outros fins o dinheiro que o SUS deveria destinar ao combate pandemia, o Ministrio da Defesa afirmou que no ir responder reportagem. “Os assuntos pautados na Comisso Parlamentar de Inqurito da COVID-19, no Senado Federal, sero tratados apenas naquele frum.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Antigamente, se dizia que vale tudo, menos esculhambar a guerra. Mas parece que os militares brasileiros esto vivendo em um outro mundo, graas ao capito mitolgico. (C.N.)

8 thoughts on “Era s o que faltava! Verba do SUS pandemia est bancando gastos militares

  1. Era s o que faltava! Verba do SUS pandemia est bancando gastos militares

    Esquenta no Sr. Newton, daqui a pouco o Gnio da Economia saca da cartola uma nova CPMF e diz que para “salvar a Sade”, a nica maneira de por a Sade nos trilhos, como disse tambm o Highlander Don FHChorume….

    • Um desvio inteligente, dentro daquilo que Bolsonaro se prope levar populao brasileira:
      -Ausncia de recurso no SUS, pressupe-se alimentar a latalidade da Covid-19.
      -Militares com maior aporte de verbas, teoricamente, tero requintado o seu poder repreensivo e/ou mortfero.

  2. Mais um escndalo, que nos habituamos a conviver com essas excrescncias sem protestar, exigir um comportamento por parte das autoridades no mnimo decente.

    Dessa vez com os militares, significando que, se reclamarmos, os canhes se viram contra ns impiedosamente.

  3. O Brasil no precisa tanto de Exrcito, Marinha e Aeronutica quanto precisa de polcia para prender esses governantes ultra vagabundos! Agora convenhamos: gastar verbas do SUS com as foras armadas o pice do cmulo dos absurdos !!! Os militares so muito bem pagos. Melhor do que eles s ganham os super marajs do STF e os polticos, que ganham muitssimo e no fazem absolutamente NADA a no ser lamber o saco do Boal. Este pas rapidamente, a continuar assim, ganhar o prmio de a MAIOR VERGONHA DO MUNDO!

Deixe um comentário para Francisco Bendl Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.