Erros do governo fazem taxa de juros continuar em alta

Vicente Nunes
Correio Braziliense

A desconfiança ainda latente em relação ao governo forçará o Banco Central a manter a mão pesada sobre a taxa básica de juros (Selic). Na avaliação de Roberto Troster, se fosse olhar apenas para o ritmo da atividade econômica, que está no chão, o Comitê de Política Monetária (Copom) teria que cortar os juros. Mas, diante de todos os problemas criados por Dilma Rousseff desde 2011, a taxa terá que continuar subindo. Na próxima quarta-feira, deverá passar dos atuais 11,75% para 12,25% ao ano. O aumento de 0,5 ponto percentual ajudará a contrair ainda mais o consumo e a produção.

“Infelizmente, não há outra alternativa. A inflação será muito alta no primeiro semestre de 2015, ficando, sistematicamente, acima do teto da meta, de 6,5%. Sendo assim, não há como o BC parar de subir ou cortar os juros agora. Perderia totalmente a credibilidade”, frisa. “Eu, particularmente, vejo a Selic chegando aos 13% ao ano.”

Os economistas do Bank of America Merrill Lynch acreditam que a queda dos preços dos alimentos será mais importante para derrubar a inflação nos países emergentes do que o forte tombo do petróleo. Além do peso maior dos alimentos no cálculo dos índices que medem a carestia — em média, o grupo alimentação responde por 27% da inflação e o de energia, 9% —, o valor da comida impacta mais rapidamente o orçamento das famílias e contamina, numa velocidade maior, os demais preços da economia.

BRASIL, RÚSSIA E TURQUIA

Os pesquisadores do Bank of America Merrill Lynch fazem um alerta: entre os emergentes, Brasil, Rússia e Turquia serão os que menos se aproveitarão da onda mundial de baixa do petróleo e dos alimentos. Quer dizer: a inflação nesses três países continuará pressionada, seja pela necessidade de correção de tarifas públicas, seja por equívocos na condução da política econômica. O Brasil, aponta o bancão norte-americano, fechará 2015 com carestia de 6,2%. Na Rússia, o custo de vida baterá em 9,1% e, na Turquia, em 7,2%.

6 thoughts on “Erros do governo fazem taxa de juros continuar em alta

    • Obrigado, professor Antonio Rocha. Na verdade, são bem mais de 10 mil acessos. Nosso contador é gratuito, feito para monitorar blogs de pouco acesso. Segundo nosso colaborador Márcio Lordelo, há uma defasagem de cerca de 25% em relação à contagem do Google. Estamos igual ao Proust, recuperando a audiência perdida. Nossa média era de 15 mil dia, com picos para 20 mil, 30 mil, 60 mil, com recorde em mais de 84 mil, que significariam mais de 100 mil acessos num só dia. Houve um momento em que havia mais de 1.500 pessoas acessando simultaneamente.Neste sábado, tivemos mais de 25 mil acessos, que significariam mais de 30 mil.

      Vamos em frente, amigo.

      Abs.

      CN

  1. DIA DO APOSENTADO. NADA A COMEMORAR.

    Sábado agora, dia 24 de janeiro, será comemorado mais um Dia Nacional do Aposentado Brasileiro. Mas uma comemoração que não poderá ser comemorada pelos aposentado brasileiros que há muito tempo sofrem com o descaso e o desprezo dos governantes brasileiros. Sofremos nas mãos do Senhor FHC e seu famigerado Fator Previdenciário. 

    O senhor Lula que criticava tanto FHc e falava em 1989 ( Vídeo do programa de Sylvio Santos ) que o aposentado brasileirio deveria ter um tratamento de aposentado europeu. Ele depois de eleito presidente fez a mesma coisa ou pior contra os aposentados brasileiros. 

    Dona Dilma sua sucessora continua nos massacrando e dando aumentos pífios para quem ganha acima do salário mínimo. Um total descaso e desprezo para com milhões de aposentados brasileiros. Dia 24 de janeiro de 2015 mais uma vez não teremos nada para comemorar……..Governantes Brasileiros atuais são os nossos carrascos. O Congresso Nacional faz dormir em suas gavetas projetos de Lei que beneficiam os aposentados. Mas infelizmente poucos, muitos poucos se importam conosco…..Eles estão mais preocupados com seus mandatos e seus patrimônios…..APOSENTADO BRASILEIRO se possível vá para as ruas neste sábado dia 24 de janeiro de 2015 e faça seu protesto. Demonstre sua insastifação com este governo e com todos os governantes que nos trataram a pão e água.
    José Paulo De Resende
    NITERÓI – RJ

    • Enquanto todos eles ajudaram e continuam a esfolar os aposentados, à nobreza são auto-concedidas, ampliadas e permitidas regalias as mais diversas à custa daqueles e da classe que realmente trabalha e que paga impostos.

    • No dia 24 de Janeiro, para ajudar a resolver os problemas criados pelo governo Dilma I, será lançado para homenagear os aposentados do INSS o “Bolsa Crematório”.

      “Brasil um país para os PeTralhas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *