Escolhido para Transportes alvo de vrios processos

Currculo de Rodrigues est bem de acordo com o Ministrio

Ctia Seabra e Flvio Ferreira
Folha

Ex-vereador de So Paulo e suplente de senador que exerceu o cargo por pouco mais de dois anos, o futuro ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues (PR), j foi alvo de quatro investigaes. Livrou-se de punio em um caso, ainda responde em outros dois e pode voltar a responder num terceiro.

O processo que mais avanou de 2006, quando o Tribunal de Justia confirmou uma condenao de perda de direitos polticos por seis anos e indenizao de R$ 70 milhes (em valores atualizados), numa ao de improbidade administrativa.

Carlinhos, como conhecido, era acusado de contratar ilegalmente uma empresa de locao de mo de obra na EMTU (Empresa Metropolitano de Transportes Urbanos de So Paulo) quando era seu diretor-presidente, em 1992, na gesto do governador Luiz Antnio Fleury Filho.

FALHA PROCESSUAL

Aps vrios recursos, o STJ (Superior Tribunal de Justia) anulou as duas condenaes, citando uma falha processual, e determinou o recomeo de toda a ao.

H ainda uma segunda investigao em curso. O Ministrio Pblico alega que ele recebeu doao de R$ 40 mil em 2008, mas no a declarou. Sua defesa diz que o valor aparece citado no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O caso foi para o STF (Supremo Tribunal Federal) quando ele, suplente de senador, exercia o cargo enquanto a titular, Marta Suplicy (PT-SP), ocupava o Ministrio da Cultura. Recentemente, voltou para a Justia Eleitoral.

Rodrigues tambm foi considerado suspeito de corrupo na Operao Castelo de Areia, apurao da Polcia Federal em 2009. Manuscritos apreendidos pela PF sugeriam que a construtora Camargo Corra teria pago propina a ele, ento presidente da Cmara, e a outros vereadores paulistanos.

DENNCIA ANNIMA

Um inqurito especfico chegou a ser pedido. Mas todos os processos da Castelo foram anulados pelo STJ sob a alegao de que, no incio da operao, houve quebra de sigilo telefnico a partir de uma denncia annima. O STF ir analisar a questo e poder reabrir a operao.

O nico caso em que ele no corre mais nenhum risco de 2012. O Ministrio Pblico o considerou suspeito por ter declarado Justia Eleitoral a posse de R$ 360 mil em dinheiro. Mas a prpria promotoria disse no ter encontrado provas de algo ilcito.

ESTILO

Em 2001, assumiu pela primeira vez a vaga de vereador. Na Cmara, destacou-se como lder do chamado centro, grupo de vereadores de vrios partidos para controlar a Casa. Assim, elegeu-se presidente quatro vezes consecutivas, fato indito.

Construiu sua relao com petistas e apoiou as candidaturas de Aloizio Mercadante e Alexandre Padilha para o governo. “Quando todo mundo fugiu do Padilha, o PR ficou ao lado dele”, diz.

Uma de suas marcas o temperamento forte. Os colegas lembram que ele j puxou um subprefeito pelo colarinho e chegou a trancar um vereador numa sala para uma conversa dura.

Outro episdio lembrado de 2008, quando foi acusado de dar um soco no ouvido do mestre-de-obras de sua casa. “Nem me lembrava disso, mas no teve processo”, diz. “Esse meu estilo”, admite.

13 thoughts on “Escolhido para Transportes alvo de vrios processos

  1. E a presidanta fez toda aquela demagogia com o Janot, para saber quem est na Lava Jato. O Berzoini j condenado no caso Bancoop. Gr Circus Petralis.

  2. Um pouco do Aldo Rebelo…
    O deputado j apresentou centenas de proposies em sua carreira,6 sendo que alguns dos projetos mais famosos e polmicos so o de limitao de estrangeirismos, o da criao do Dia Nacional do Saci-Perer e o Pr-Mandioca. Por causa do projeto de estrangeirismos entrou com processo contra Millr Fernandes, aps este dizer que seu projeto era “uma idioletice”.7

    Dia Nacional do saci-perer
    Em 2003, o deputado apresentou o PL-2762/2003, que prope transformar o dia 31 de outubro no Dia Nacional do saci-perer, visando substituir a importao cultural do “Halloween”.8

    Pr-Mandioca
    Em abril de 2006, atravs do projeto de lei n 4.679/2001, que ficou popularmente conhecido como o Pr-Mandioca, tentou tornar obrigatria a adio de 10% de raspa de mandioca na farinha de trigo destinada fabricao do po francs (ou pozinho, po de sal). Dentre as justificativas para o PL estavam a ideia de melhorar a quantidade de nutrientes do po e impulsionar a cadeia de produo da mandioca, produto do qual o Brasil o maior produtor mundial. O projeto chegou a enfrentar forte resistncia da indstria da farinha de trigo e tambm dos padeiros, que em protesto passaram a exibir cartazes com fotos de Aldo Rebelo expressando a insatisfao com o projeto de lei do deputado, justamente no perodo de campanha eleitoral. O projeto recebeu diversas emendas e foram elaborados dois substitutivos, mas acabou sendo vetado pela Comisso especial criada para discutir o tema.9 [1].

  3. Caro Jornalista,

    Ao ver a ARROGNCIA do cidado me lembrei da PREPOTNCIA do Roberto Jefferson, da FALTA DE EDUCAO do Srgio Motta e do AUTORITARISMO do Antnio Carlos Magalhes…

    Hoje reduzidos a NADA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.