Especialista diz que é preciso aumentar o combate à corrupção

Karine Melo
Agência Brasil

Os mecanismos de controle governamental do país, responsáveis por identificar irregularidades e desvios, estão muito melhores atualmente que no passado, mas a população ainda é pouco engajada nessas questões. “Eu diria que a população está desacreditada [do combate à corrupção]. Os jovens não se empenham suficientemente”, disse o diretor do Instituto Auditores Internos do Brasil, Paulo Gomes.

Segundo o auditor, as manifestações de junho de 2013, que levaram milhares de pessoas às ruas de diversas cidades brasileiras, foram movimentos pontuais e pouco numerosos em relação ao tamanho do país. De outro lado, Gomes ressaltou o papel da imprensa para pressionar por resultados nas investigações de corrupção. Ele também destacou que a reputação de uma empresa ou um órgão é muito importante e um escândalo financeiro pode resultar em perda de credibilidade.

O problema da corrupção está em debate até quarta-feira (22), por mais de 500 auditores de instituições públicas e privadas reunidos no 35º Congresso Brasileiro de Auditoria Interna, em Goiânia. O objetivo do encontro é discutir desafios e trocar experiências quanto a novas perspectivas no controle interno governamental do país.

JUSTIÇA LENTA

Para o auditor, há uma evolução do processo de melhoria no controle e no combate a corrupção no Brasil, que, segundo ele, já foi pior. “Nos últimos anos, já houve o impeachment de um presidente da República e a cassação de governadores. Você vê, periodicamente, parlamentares sendo cassados e também situações de julgamento de processos na Justiça que antes não avançavam”, argumentou.

Apesar disso, ele observa que a Justiça ainda precisa dar resposta mais rápida a julgamentos desse tipo, para que a população não fique com a sensação de que há impunidade. “Para mim, a execução da apuração de corrupção avançou bastante, mas a questão do julgamento precisa avançar mais”, afirmou, lembrando que, em alguns casos, os processos até prescrevem pela demora.

16 thoughts on “Especialista diz que é preciso aumentar o combate à corrupção

  1. Sem nunca ter tido formação policial, o senador e candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), já teve e utilizou carteira da polícia mineira para dar a famosa “carteirada”.
    Aécio aproveitou da influencia do clã familiar para obter a carteira de polícia de número 8.248, emitida em 19 de abril de 1983 pela Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais (SSP-MG), que assegurava ao seu portador poderes de polícia.
    A carteira foi obtida por Aécio quando ele tinha 23 anos, na mesma época em que seu avô, Tancredo Neves, governava o Estado de Minas Gerais.

    • Giuseppe
      Com coisas assim, queres justificar os malfeitos de Dillma?
      Sabe, eu voto em Aécio por total falta de opção. reconheço seus erros e até ele reconheceu alguns.
      Não seria mais justo, correto, honrado reconhecer que o governos petistas erraram também?

      • O PT acabou com a fome no Brasil, problema secular que afligia o brasileiro, só isso já credencia o voto em Dilma. Além disso elevou a economia brasileira de décima primeira para sétima, criou 14 novas universidades federais, 314 novas escolas técnicas, transformou o Brasil de devedor em credor do FMI, levou médicos aos locais mais desassistidos do Brasil, está realizando a transposição do Rio São Francisco etc.
        Por total falta de opção não votarias em Aécio, pois ele não representa nada de novo na política e está ligado ao que de mais atrasado existe, não sendo opção. Esta informação da falsa carteira de policial revela muito sobre o candidato, pois não é erro, é falsidade ideológica.

  2. Vocês da TRIBUNA da INTERNETE se superaram com esta manchete. Só pode ser resultado do (desculpas pela cacofonia) DNA direitista e da raiva que teem do Partido dos Trabalhadores, do Lula e da Dilma. Já gostei de lê-los, já gostei…

  3. Caro Giuseppe, como acabou com a fome, participo de Instituições, que distribuímos em média 50 cestas de comida mensais, a famílias, que morreriam de fome (a maioria mães com crianças, em “barracos”; e muitas deixam de ser atendidas.
    Essa questão de “cestas básicas do governo” nada mais é que formação de curral eleitoral com a miséria humana, se o roubo do cofre público, não fosse da “grandeza que é” a miséria não existiria.
    Giuseppe, entregamos 5 meses e 20 dias de salários anuais para serem roubados, por ladrões, que tem “imunidades, fórum especial e a maldita prescrição” e com esses 3 elementos, a justiça lenta, preguiçosa, corrupta, faz, o roubo do cofre público um “escárnio à CIDADANIA”.
    Sou filiado ao PT-Sonho, mas, tenho consciência e penso, não sou vaca de presépio, e
    na Cidade em que vivo meus últimos 20 anos (estou com 85) participo como Conselheiro na “saúde, na Ação Social e Direitos Humanos, na anti-Drogas, no Deficiente, no Idoso, no Pq Nac.S.dos Órgãos, Agenda 21, em todos os Conselhos ativamente, com mais de 60 denuncias fundamentadas, à 10 Autoridades (3 em Brasília e 7 no Rio, como Cidadão Indignado.
    Os aposentados, que descontaram acima do Salário Mínimo Miserável, estão chegando ao SMM, iniciada a safadeza pelo FHC e continuada pelo LULA E DILMA, portanto meu caro, é o “roto falando do esfarrapado”, a candidata Dilma, falar que melhorou a vida de 50 milhões, e que 12 mil médicos cubanos, atendem 50 milhões, não dá para engolir.
    Aécio, merece plena confiança, NÃO, Dilma o que promete, poderia ter feito, não fez, merece confiança, NÃO E NÃO, pois teve e tem o “PODER”, e colocou o País, a beira do abismo, com as mentiras “petistas de governo” igual ao do FHC, quando a NAÇÃO tomou conhecimento através do “microfone aberto” pelo Recupero: as más noticias a gente esconde, e o resultado dessa eleição, VOTAR NO MENOS PIOR, COM A ESPERANÇA, DE DAR CUMPRIMENTO AO LEMA DA BANDEIRA. VOTO DESDE O DUTRA, NUNCA REELEGI, POR ME SENTIR TRAÍDO EM MEU VOTO DE CONSTRUIR UM PAÍS DO POVO BRASILEIRO, SEM MISÉRIA.
    Na minha cidade, foi roubado 48 milhões, (hoje com 50 milhões de habitantes), em 05 de set/12, em ago/12, publiquei na Midia local, roubo. A policia investigou, o MPE acatou, a Justiça prendeu prefeito e demais, e 30 dias depois, todos soltos, e estão flanando na cidade, dando adeusinhos à população palhaça e idiota.
    Giuseppe, existe uma Justiça, que faz JUSTIÇA, cujo Tribunal está em NÓS: chama-se CONSCIÊNCIA, que nos auto-julgará, quando a porta da VERDADE se abrir, o Túmulo.
    POR UM BRASIL DECENTE E JUSTO.
    QUE DEUS NOS SOCORRA.

    • Prezado Sr. Théo, saudações. Ao contrário do Sr., eu não sou filiado (e nunca fui) a nenhum partido político e também nunca fui sequer a um comício eleitoral. Por isso falo com total independência e conhecimento de causa. À primeira vista pode parecer bobagem o que vou relatar, mas se entrar no cerne da questão, verá que é muito revelador. Desde sempre morei em casa (e não em apartamento). Quando eu era criança, em torno dos meus 6 anos, sempre vinham famílias buscar as sobras do nosso almoço. Naquele tempo eu não atinava ao que se tratava, mas sempre os via, andrajeiros recolhendo sobras. Um dia, ao subir no muro da casa para brincar, vi outra criança da mesma idade, sentada na calçada e comendo as nossas sobras.
      O seu prato era uma lata de metal, dessas de leite em pó, e um osso de galinha em forma de “Y” era o seu garfo. Aquela imagem (cena) me valeu mais do que mil palavras e instantaneamente eu entendi a razão daqueles rotos recolherem restos.
      Para mim aquilo foi uma piada social de extremo mau gosto.
      Imediatamente entendi, sem que ninguém me explicasse, que havia fome e miséria no Brasil.
      Durante todos esses anos, sempre morando em casa (e não em apartamento), frequentemente atendia aos pedintes, que batiam palmas para nos chamar e pedir algo para comer.
      Sabia também de pessoas que recolhiam alimento no lixo e que nos lixões, o caminhão mais disputado eram os provenientes de shoppings centers, porque havia uma grande possibilidade de virem com restos da praça de alimentação, pedaços de hamburguers e pizzas, por exemplo.
      Hoje, em pleno 2014, ainda moro em casa e nunca mais ninguém bateu à minha porta pedindo comida. Isso foi uma transformação do PT. Isso é fato por mim percebido!
      A erradicação da fome foi promessa de Lula. Lembro muito bem que ele, entre tantas outras atitudes, numa entrevista com Jô Soares disse: “É muito fácil para o Jô, que toma café, almoça e janta…é muito fácil pro Lula, que toma café almoça e janta, dizer para aquele cidadão que nem toma café, nem almoça e nem janta, espera um pouco que em breve resolveremos teu problema.
      A erradicação da fome no Brasil começou mesmo antes de Lula ser eleito como presidente. As pessoas não lembram, mas foi Betinho do PT, o irmão do Henfil, quem iniciou a campanha “fome zero”. Hoje não precisamos mais do Fome Zero e em breve também não do Bolsa família.
      Quando morava em Montréal, uma coisa que me intrigava ao extremo era de como um país tão pobre como o Canadá pode dar um nível social tão alto à sua população. Isso é ótimo e eles deveriam ensinar ao mundo inteiro como fazê-lo.
      Muito tempo depois fiquei sabendo que Voltaire se referia ao Canadá como “alguns alqueires de gelo”.
      No outro extremo estava a pergunta: como um país tão rico como o Brasil pode deixar seu povo na extrema pobreza, com pessoas LITERALMENTE morrendo de fome.
      A resposta veio pela análise histórica, que responde muito bem a estas perguntas.
      Não sou político, nunca recebi nenhuma benesse de nenhum político e não conheço pessoalmente nenhum político do PT. Mas como cidadão me sinto na obrigação de lutar pelo melhor para o Brasil. O melhor para o Brasil é o PT.

      • Sem o Plano Real o Lula não faria nada. E na verdade o grande mérito do Lula foi não fazer nada a não ser passear de avião com a Rose. Mudou o nome dos projetos assistenciais para se perpetuar no poder. Em minha casa os pobres também pediam comida e recebiam arroz e feijão em litros (não cozidos). isto acabou há mais de trinta anos. Mas, infelizmente no nordeste, devido a imensa exploração dos políticos e da indústria da seca o nordestino é expulso de sua terra, migra para outros estados. O Betinho, que faleceu em 1997, só foi do PT enquanto oposição. Caso vivesse para ver o desgoverno do PT ele morreria não de AIDS devido a transfusão, mas de desgosto de ver o seu povo Brasileiro nas garras dessa incomPeTência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *