Esquerda brasileira fica contra o povo cubano e a favor da ditadura do governo pós-Fidel

Protestos ocorreram em mais de uma cidade cubana

Ditadura cubano perde apoio popular e começa a balançar

J.R.Guzzo
Gazeta do Povo

Da esquerda brasileira se pode esperar sempre o pior – não se conhece absolutamente nenhum caso, até hoje, de alguém que tenha perdido dinheiro por apostar que o militante “de esquerda”, todas as vezes que tem de escolher entre o certo e o errado, vai pular de cabeça no lado ruim. Não sobra ninguém – a começar por Lula, que é visto hoje por muita gente boa como a única opção para salvar a “democracia” no Brasil. Acaba de acontecer, mais uma vez, com as manifestações de rua em Cuba.

A população cubana está exausta da ditadura comunista que manda no país há 62 anos – a mais longa da já lamentável história política da América Latina.

ESTADO DE COMA – Falta comida. Faltam remédios. Falta luz elétrica – tudo ao mesmo tempo. A inflação, num país cronicamente em estado de coma econômico, é recorde.

A recessão da covid foi de 11%, quase três vezes pior a brasileira. A internet é um desastre. A pobreza cresce sem parar. O governo é incompetente, corrupto e violento.

Diante dessa calamidade, de que lado fica a esquerda brasileira? É claro que fica contra o povo cubano e sua pauta mínima de reivindicações, e a favor da ditadura do governo e da sua repressão.

APOIAM OU CALAM -Todos os seus líderes, porta-vozes e agregados, sem falhar um, só vieram a público para dizer que o povo está errado (seu protesto é descrito, horrivelmente, como atividade “contrarrevolucionária”) e que os ditadores têm o seu mais completo apoio. Ou é isso ou, então, os chefes se escondem e dizem que não podem falar porque “não sabem” o que está acontecendo lá.

Lula foi um dos mais exibidos. O homem que, segundo o ex-presidente Fernando Henrique e outras estrelas-guia do liberalismo civilizado do Brasil é hoje o presente enviado por Deus do céu para salvar a democracia brasileira dos “fascistas”, etc. etc. não apenas ficou a favor da ditadura cubana e da brutalidade policial contra os manifestantes.

DISSE LULA – O petita falou bobagens de 400 talheres – e mostrou, mais uma vez, que continua igualzinho em sua obsessão pela ignorância mal intencionada, agressiva e arrogante.

 Para ele, a culpa por toda a calamidade que está acontecendo agora em Cuba, e que acontece há mais de seis décadas seguidas, não é do governo cubano, nem do seu sistema comprovadamente ruinoso de governo, e sim dos “Estados Unidos”.

Como assim – que raio os Estados Unidos, ou qualquer outro país do planeta, têm a ver com isso? Segundo Lula, a Cuba comunista de Fidel e dos seus sucessores “poderia ser uma Holanda”, se não tivesse havido “um bloqueio”. Do que ele está falando? Os Estados Unidos, durante anos, não aceitaram nenhum comércio com Cuba. Por que haveriam de aceitar?

BOICOTE DOS EUA? – O governo cubano os acusava todos os dias dos piores crimes, se aliava com todos os seus inimigos e não permitia ao seu povo, sob pena de prisão ou fuzilamento, qualquer contato com os americanos. Mais ainda: por que Lula e a esquerda acham que Cuba tem um sistema praticamente perfeito de sociedade, de economia e de governo e, ao mesmo tempo, precisa dos Estados Unidos para resolver as suas necessidades mais elementares?

O “bloqueio americano”, na verdade, é a única explicação – a única mesmo, como se viu pelas declarações de todas as suas lideranças – para explicar o que não pode, simplesmente, ser explicado: o fracasso grosseiro, e sem atenuantes, do regime cubano.

O que a esquerda brasileira está dizendo é o seguinte; o comunismo teria dado certo em Cuba se os Estados Unidos não fossem capitalistas. É um caso único na história das nações: um país dá errado há mais de 60 anos, em tudo o que faz, sem um respiro, porque outro país não vai com a cara dele.

VIROU UM HOLANDA? – O mundo tem 200 países; porque Cuba não se desenvolveu (e virou “uma Holanda”) comerciando com os outros 199? Podia estar fazendo isso desde 1959, não é mesmo? É esse o nível de honestidade dos argumentos da esquerda brasileira.

Lula, para explorar os sentimentos de compaixão do público e explicar por que fica a favor de uma ditadura 100% fracassada, diz que “Cuba não conseguiu comprar nem respiradores” por causa do “bloqueio” americano. E porque não foi comprar do México, da Transilvânia ou de qualquer outro país do mundo? Até o Brasil fabrica respiradores. A esquerda é isso. Lula é isso.

29 thoughts on “Esquerda brasileira fica contra o povo cubano e a favor da ditadura do governo pós-Fidel

  1. O queridinho da esquerda e dos progressistas, Biden, entrevistado ontem, dizendo que Cuba é um estado fracassado, o comunismo, sistema fracassado universalmente, que o socialismo também não é um bom caminho, qualquer ajuda enviada a Cuba seria imediatamente confiscada por seus líderes, não beneficiando o povo… não tem preço!

  2. Ditaduras são ditaduras, sejam de direita ou de esquerda. Há que se compreender isso.

    O bloqueio a Cuba tem seus efeitos adversos sim, qualquer um que não seja cego pode ver isso, mas há muitas falhas na economia cubana, tanto é que eles estão mudando pouco a pouco para uma que seja mais competitiva, mirando principalmente a eficiência para privilegiar a exportação e abastecer o mercado interno. O problema maior é que as empresas, sejam elas privadas ou estatais, devem ser eficiente e não depender do Estado.

    E no sistema político, o melhor sistema é a democracia.

  3. Esses (sempre) mal intencionados jornalistas escrevendo o que querem.
    O autor, é aliado dos liberalismo clássico e só conservadorismo, integrante das elites.
    Simplesmente ignora que o país cubano, muito dependente do turismo, não tem condições de sua economia variar em outras atividades porque vítima de um bloqueio Criminoso.
    Pelas leis norte-americanas uma empresa não pode comprar nem vender produtos para empresas americanas se tem negócio com o país cubano.

    • Vocês esquerdistas perderam todo o senso de ridículo. Todo artista da globo e funcionários públicos, tiram suas férias em Paris, Florida, New York, etc. Não vão para cuba porque não querem; agora você vai querer dizer que não vão porque são proibidos.
      Eu só não vou, porque não tenho dinheiro. Meu poder aquisitivo só me permite ir ao zoológico; eu tenho vontade de conhecer a ilha zoológico humano.

  4. 1) Ontem vi na web uma passeata em Cuba com milhares de apoiadores ao governo de lá.

    2) Mas isto as grandes mídias aqui não mostram…

    3) Um artigo do Frei Betto também muito bom, esclarecendo a escassez de produtos lá…

    4) Em tempo: Frei Betto foi convidado pela FAO – ONU para intermediar questões sociais por lá.

    5) Cuba não é nenhum paraíso, nunca foi, mas as Fake News pululam no mar do Caribe…

    • Vários fatores comprovam que isto não é verdade.

      Se isso fosse verdade:

      1 – Aqui mesmo algum defensor da escravidão, postaria um link da passeata.
      2 – A fatima Bernardes interromperia suas férias para mostrar isso ao lado do Bonner no Jornal nacional.
      3 – Por que algum escravo apoiaria o sistema; sendo que eles não podem nem pescar, para não fugirem com os barcos de pesca.

      • A Globo é a favor das privatizações das estatais brasileiras, apoia o mercado financeiro, e toma atitudes típicas de sempre apoiar o capitalismo. Mas na cabeça dos brasileiros viralatas de norte-americanos a Globo é de esquerda!!!!

        Vai entender a cabeça doente da nossa direitinha-liberal viralata!!!!

        • O que tem haver o que eu escrevi com o que você respondeu: Nada.
          Mas, já que você desconversou, mudando de assunto, vamos lá.
          Quem alimenta as ONgs, são o mercado financeiro esquerdista.
          Os esquerdistas não são contra o capitalismo. Eles apenas querem, e já o controlam.
          A China é um capitalismo de estado.

          PS: Não adianta continuar desconversando. O assunto aqui, é o povo escravo cubano.

          • 1) A meu ver o melhor é juntar as coisas boas do Capitalismo e do Socialismo e então fazermos a Social Democracia que já existe na Europa Ocidental, onde estive várias vezes.

            2) Não tenho a mínima vontade de conhecer Cuba, mas respeito se a maioria lá quer defender o regime.

            3) O que não concordo é com a interferência externa dos EUA, por motivos de geopolítica…

            4) Hoje é Dia de Nossa Senhora do Carmo, padroeira do meu querido Recife natal. Bênçãos para todos (as), incluindo os que discordam…

          • Mercado financeiro esquerdista controla ONGS?!
            Então capitalistas e esquerdistas trabalham juntos?
            Se esquerdistas não são contra o capitalismo, então não seria melhor voce apoiar um modelo econômico nacionalista, já que capitalistas e esquerdistas estão juntos nessa…
            A China faz o mesmo que o Titio sam: liberalismo econômico sem ordem para os outros, protecionismo para mim…
            Não sou cubano, sou brasileiro.
            Assim como os problemas cubanos devem ser resolvidos pelos cubanos, os problemas braileiros devem ser resolvidos por brasileiros, SEM interferência externa.

          • A desconversa aqui é intensa e em grupo. O Sr. Antônio Rocha quer que a teta que o FHC implantou continue permitindo que ele viaje varias vezes aos países que controlam a teta mundial da social democracia.
            Eu e minha mãe que somos comunistas e sustentamos essa sua falácia toda; já fomos no play center e no zoológico 6 vezes durante nossas vidas.
            Quantas vezes você foi a Europa com o suor do seu trabalho publico, que é imprescindível para a vida do povo?

          • Desculpe, J. Rubens, você está totalmente enganado em relação a Antonio Rocha, um homem da maior seriedade e simplicidade, grande intelectual e teólogo, que é professor e tem todo direito de visitar a filha única que mora em Portugal. O Sr. está criticando um grande brasileiro, equivocadamente.

            CN

          • Peço desculpas se consideram desrespeito ou ofensa; e posso até parar (ou se preferir, pode até apagar os comentários questionamentos) se assim o desejarem.
            Mas como aprendi á muito tempo; o maior inimigo do esquerdismo, não é o capitalismo, e sim a verdade.
            O meu questionamento, se dá no fato de minha mãe trabalhar a 38 anos, metade deles como gerente de supermercado, e nunca pode nem me ajudar com os gastos escolares; frango era só no final de semana.
            Por isso questiono apenas a incoerência, de que todos dizem que os professores passam as mesmas necessidades que minha mãe teve.

      • 1) https://www.youtube.com/watch?v=lNsHbg7am5s

        1a) Boletim da TV 247: “Cubanos vão às ruas contra tentativo de desestabilização do país”.

        2) Não sou a favor de nenhuma escravidão, nunca fui, sou a favor da verdade imparcial, houve uma notícia e aqui está.

        3) Qdo eu vi a passeata pensei: “Podem ser militantes do PCC e seus parentes e amigos”…

        4) A Fátima Bernardes não está mais no Jornal Nacional.

        5) Escravos de direita, de esquerda ou de centro precisam acordar…

        • Em Cuba de esquerda o povo é escravo.
          Não existe escravo de direita.
          Direita é defender a liberdade individual.
          Esquerda é defender a tutela do estado.

          PS: Eu sei que o “encontro” da fatima Bernardes com o dinheiro publico não é mais no J.N.
          E você sabe que ela não está de férias em Cuba. Já defendeu o esquerdismo o ano inteiro, agora é hora de férias em algum país de direita.

          • So você falar que a direita não é escravidão já prova que você é escravo.

            A sua escravidão, e de muitos, eh a escravidão ideológica…

            Ambos movimentos ideológicos direita e esquerda são ideologias que não interessa em nada ao Brasil e os brasileiros.

          • Sr. Renato, pare de desconversar; escravos são os cubanos, que não podem fugir da ilha presidio.
            Nem eu, nem você somos escravos de nada. Você faz essa sua escolha porque você quer.

    • Somente são mostrados o que as agências que abastecem as emissoras brasileiras.
      E aquelas agências são todas ou norte-americanas ou européias.
      As informações reais somente em canais alternativos que alguns poucos

      • Então é a essa narrativa que você vai se agarrar ?
        Então quer dizer que nenhum capataz ou senhor de escravo do governo cubano, pode mandar uma imagem para alguém do Lula para ele divulgar nas centenas de canais que são alimentados por dinheiro de sindicatos ?

  5. Os 8 ovos que eram para sustentar uma família por mês, cairam para 5 ovos, e isso quando tem., segundo os Especialistas de Plantão.
    Como diz os comunopatas daqui, Luladrão, Dilma, Greici, Guilherme Boulos de Merida, Molondro, Marta Suplicio, “Cuba é o Paraíso na Terra.”””

  6. Ditaduras são ruins, sejam de esquerda ou de direita, mas há muita gente que se encerra numa bolha ideológica e, conforme as suas convicções cegas, dá sua opinião a respeito.
    Então, uns são contra ou a favor de algumas ditaduras, dependendo sempre do seu lado político.
    Os que protestam, embora pacificamente, por liberdade ou por melhores condições de vida, são taxados de não patriotas, delinquentes por um lado e de heróis do outro lado.
    Por regra, a grande maioria de um povo fica em silêncio e não se manifesta, seja por medo, por conveniência ou por comodidade. Isso acontece em ditaduras e em democracias. A diferença é que em democracias, os protestos das minorias geralmente não são reprimidos.
    Não existe um sistema político perfeito, porém, o menos pior ainda é a democracia. Claro, democracias como a a nossa precisam ser melhoradas, a fim de que as desigualdades existentes possam diminuir e para isso devemos aumentar a nossa participação política, através da informação. Só assim para escolhermos melhor nossos representantes.
    A imprensa de qualidade livre é essencial em qualquer país para que nossas informações sejam melhores. E isso só é possível em um país democrático. Certamente, a mídia tradicional também tem um viés ideológico e visa o lucro. Por isso quanto mais diversificarmos nossas leituras, melhor.
    No mundo, as redes sociais tomam o lugar da imprensa livre tradicional e isso é perigoso, pois a disseminação de notícias falsas prolifera. Sempre devemos verificar as “notícias” dessas fontes.
    Finalizando: ditaduras são ditaduras e nenhuma presta.

  7. Por uma questão de justiça, assim como podemos criticar A FORMA como a Rússia, China – tempos atrás -, Coréia do Norte, Camboja, Vietnã … implantaram o comunismo, deveríamos ser honestos e também mencionar os crimes cometidos pelo capitalismo!
    Um deles, o bloqueio comercial às nações por questões político/ideológicas.

    A opção de Cuba pelo comunismo depois que os americanos tentaram derrubar Fidel do poder na frustrada invasão pela Baía dos Porcos, em 61, ocasionou o isolamento da ilha caribenha até os dias de hoje.
    No entanto, os que foram verdadeiramente penalizados eram inocentes, o povo cubano!!!

    Na verdade, punir os dirigentes insulares da maneira que os americanos escolheram foi injusta, criminosa, cruel, e demonstração escancarada de imperialismo, pelo fato que as vítimas foram crianças, idosos, mulheres, jovens, homens, pessoas com deficiências, haja vista a dificuldade extrema de exportação dos produtos cubanos e importação do que necessitam.

    Os chefes partidários jamais tiveram problemas, mas o povo vive com dificuldades extremas desde 61, há 60 anos, portanto.
    Por outro lado, os protestos atuais na ilha são naturais, neste momento.

    A geração à época da Revolução Cubana está desaparecendo. Os líderes combatentes quase que morreram todos.
    A passagem por Sierra Maestra para derrubar o ditador Fulgêncio Batista, praticamente existe só em livros de História, pois as testemunhas e guerrilheiros existem muito poucos.
    Os jovens de hoje querem ter uma vida diferente daquela do passado.
    Política, ideologia … não lhes interessam. Querem outro tipo de existência, onde as carências sejam diminuídas porque livres do atrelamento ao sistema comunista caribenho.

    Cuba vive a sua contrarrevolução, pois nada é para sempre, e a extraordinária Revolução Cubana se desgastou, mostra evidente sinais de fadiga, ocasionando a insatisfação dos cubanos e com justa razão.

    Evidente que os Castro ficaram muito tempo no poder. Obrigatoriamente deveriam ter devolvido Cuba para o povo, depois de cinco, sete, até dez anos após comandando a nação.
    Mas, havia o receio – e até com fundamento -, que a abertura política redundasse ao retorno do sistema americano, e Cuba voltasse a ser colônia dos Estados Unidos.

    Uma vez que havia a proteção soviética, Fidel jamais pensou em distensão ou democracia, diante dos riscos iminentes que poderiam acontecer.

    O fim da União Soviética em 89 com a queda do Muro de Berlim, pelo fato da falência econômica do regime comunista, também deu início ao fim do mesmo regime em Cuba.
    A menos que os presidentes norte-americanos levantassem o bloqueio comercial contra a ilha, que não fizeram, mesmo com Obama confabulando com Raul Castro, poderia redundar na recuperação do país, mas ficou por isso mesmo.

    Nessas alturas, só resta aos dirigentes cubanos uma saída:
    Acordo com os americanos para dar fim ao bloqueio comercial, e implantação da democracia em três anos, desde que Cuba seja liberada para exportar e importar o que necessita.
    E sem cláusulas leoninas como anteriormente.

    Cuba seria independente e soberana em três anos sob pena de, o compromisso não ter sido cumprido, intervenção dos Estados Unidos, e com chancela da ONU ou dos cinco países que decidem sobre esta questão.

    Quanto à posição da esquerda brasileira em defesa do regime, mais uma vez estamos diante de uma solução que a direita toma desde que foi inventada:
    O sistema deve preponderar sobre o povo.
    Direita e esquerda vivem somente através de sistemas ideológicos, pois jamais o cidadão foi alvo de atenções tanto de uma tendência quanto da outra.

    O PT também havia optado por Maduro, quando o povo venezuelano pedia a sua derrubada por falta de comida, ou seja, a ideologia não pode ser abalada, diferente do povo, que pode ser roubado, manipulado e explorado.
    Mais uma das razões pelas quais se deve evitar eleger Lula, pois o lulopetismo comprova o seu verdadeiro objetivo:
    Manter-se no poder a qualquer custo!

    Que não é nada diferente do que quer a direita, o mesmo poder. Caso Bolsonaro pensasse no povo, o desemprego, a miséria, a pobreza, o analfabetismo, a segurança, a saúde, a educação, a fome … tais áreas vitais para uma nação que almeja o seu desenvolvimento já teriam de ter tido um mínimo de atenção do atual presidente.

    Bolsonaro só tem em mente a reeleição. População, país, progresso, seriedade, honestidade, combate à corrupção, simplesmente abandonados, pois a meta é permanecer no Planalto também a qualquer custo!

    • Eu sei que outros leitores já te acusaram de só falar, e não ler; além de ser ofensivo com quem te questiona. Mas; te pergunto:
      Você sabe que o povo escravo ESCRAVO de Cuba, não pode nem pescar, para não usar os barcos para fugirem da ilha presidio?

  8. 1) Prezado Sr. J. Rubens:

    2) Tenho 68 anos, sou professor de Língua Portuguesa/Literatura concursado do Estado do RJ.

    3) Todas as vezes que viajei no Brasil ou no exterior foi com o meu dinheiro.

    4) Antes da pandemia (agora leciono on line, por estar na terceira idade), era fácil me encontrar duas vezes por semana, na Central do Brasil, às 6 horas da manhã indo para a Baixada Fluminense onde leciono com muita alegria ensinando aqueles queridos alunos da periferia.

    5) Bom fim de semana !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *