Essa farra tem que acabar!

José Carlos Werneck

O Presidente Lula tem a obrigação moral de vetar o projeto que acaba com o fator previdenciário e dá  aumento aos aposentados da Previdência Social. Digo isto porque as aposentadorias pagas pela Previdência, no Brasil, são exorbitantes. Um verdadeiro absurdo. Uma coisa que não se vê nem nos países do primeiro mundo. O que tem de aposentado esbanjando dinheiro não é brincadeira. A quantidade de iates, lanchas luxuosas, jatinhos e helicópteros moderníssimos, pertencentes aos aposentados brasileiros, estacionados em marinas e aeroportos do país e do exterior, é um verdadeiro descalabro.

Sinto-me incomodado quando vou a um shopping e não encontro vaga para estacionar, pois esses velhinhos e velhinhas chegaram antes e lotaram o estacionamento com suas Ferraris, Mercedes e BMW.Chego a ficar revoltado e às vezes penso em me filiar ao PT para botar ordem nessa bagunça.

Nos supermercados a coisa chega a ser revoltante. Esses senhores, em sua maioria, idosos, congestionam os caixas com seus carrinhos atulhados de iguarias importadas, especialmente caviar, salmão, queijos franceses, além de vinhos caríssimos e whiskies de doze ou mais anos de “idade”.

Será que essa turma não se manca. Não vê que tanta ostentação é uma bofetada na cara do cidadão comum?.Nas clínicas e hospitais de luxo é a mesma coisa. Não se consegue marcar um exame na hora, pois um aposentado já chegou antes, pagou à vista, dispensando o plano de saúde e ainda humilhou a atendente dizendo que “seguro saúde é coisa de pobre”.

Isso tem de acabar o mais rápido possível. Se não se vetar essas benesses absurdas, aprovadas pelo Legislativo, como ficarão os banqueiros deste país, quando seus estabelecimentos quebrarem? E os tomadores de empréstimos subsidiados, dos bancos oficiais? E principalmente os mensaleiros e outros corruptos de plantão? Não vai sobrar dinheiro. Por favor, presidente, vete essa proposta indecente. Essa farra tem que acabar!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *