“Essas pessoas roubaram o orgulho dos brasileiros”, diz Janot

Deu no iG Brasília

Procurador Janot apresenta denúncia contra os primeiros 35 réus

O Ministério Público Federal anunciou a denúncia de 35 pessoas envolvidas em práticas criminosas investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal. A divulgação dos nomes foi feita durante coletiva de imprensa realizada na Procuradoria Geral da República do Paraná, na tarde desta quinta-feira (11).

Ao lado do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que voltou a ressaltar a gravidade dos crimes cometidos pelos investigados, o procurador Deltan Dallagnol, do MPF paranaense, anunciou os principais números que a Lava Jato computou até o momento em sua investigação – todos relativos à corrupção, lavagem de dinheiro e atuação em organização criminosa.

O valor total de corrupção identificado foi de R$ 300 milhões, sendo cerca de R$ 75 milhões desviados em contratos falsos. O MPF pede ressarcimento mínimo à União de R$ 1 bilhão, considerando as acusações com as quais os procuradores trabalham. No total, foram contabilizados 154 atos de corrupção e 105 de lavagem de dinheiro.

OUTROS ENVOLVIDOS

Ações de cartel e fraude em licitação não foram abordadas na coletiva, mas o MPF garantiu que, no momento certo, anunciará o nome dos envolvidos e os detalhes a respeito, a fim de não atrapalhar a investigação.

“Defendemos a prisão dos envolvidos como imprescindíveis. O ideal seria suspendermos de imediato todos os contratos com órgãos públicos no País, mas isso prejudicaria muito a população, pois vemos que ações criminosas como essas não se limitam à Petrobras. Então, a saída é a prisão de todos os envolvidos para evitarmos que o esquema se perpetue”, disse Dallagnol. “Além disso, muitos deles podem fugir do País, pois têm dinheiro no exterior.”

PENAS A DEFINIR

As penas de prisão dos denunciados, no entanto, não foram definidas. Entretanto, há a estimativa de que, em alguns casos, elas cheguem a 51 anos de encarceramento. Para se chegar ao número, o MPF somou os crimes usando o princípio de razoabilidade e proporcionalidade em relação à gravidade dos mesmos.

As empresas computadas pela investigação são OAS, Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Mendes Jr, UTC e GFD.

“Essas pessoas, na verdade, roubaram o orgulho dos brasileiros. Seguiremos investigando e punindo de forma firme e contundente cada uma, responsabilizando os envolvidos por todos os atos que praticou”, resumiu Janot.

13 thoughts on ““Essas pessoas roubaram o orgulho dos brasileiros”, diz Janot

  1. Piada. Se há povo sem orgulho é o brasileiro.
    Orgulho do que?
    Ah, é verdade: do futebol, do carnaval, dos bailes punk/funk, de soltar balões, de entrar nas filas para compra de ingressos carnavalescos, da robauto, das compras no Paraguai, de eleger seus representantes. Quase esqueci estas coisas boas que orgulham uma parcela grande de nossa sociedade.
    Seria importante que o Sr. janot traduzisse o que ele entende por “orgulho”.

  2. Quem roubou o orgulho do brasileiro foi o Aécio que para ganhar a eleição armou a operação lava jato, no Paraná, porque o tal doleiro é conhecido há décadas. O Paraná é um dos estados mais corruptos do Brasil, pois faz fronteira com o Paraguai, de onde provem a droga, a arma, a munição e nossos carros roubados são levados e legalizados naquele país. O lago de Itaipu é a rota, todo mundo sabe. Mas o PSDB, que governa o Paraná há décadas, através da dinastia Richa, está preocupado com a corrupção na Petrobras, onde as empreiteiras, que construíram toda a infraestrutura estrutura brasileira, praticam a corrupção desde a construção de Brasília. A Petrobras ajustou seu orçamento às práticas seculares. Aí vem um tal de Aécio, herdeiro político do atraso, e covardemente , veladamente, denuncia a Petrobras, já sabendo que o doleiro , vários empregados, donos de empreiteiras, praticavam a corrupção. Da nojo deste odioso, mentiroso e improdutivo, Aécio Tancredo Neves, lambe sola de golpistas, que implantaram tudo isso que aí está, porque quem manda na política brasileira foi apoiador ou é descendente de apoiador da ditadura, por conseguinte sabe muito bem como funcionam as obras implementadas pelas empreiteiras. Quer moralizar o Brasil em cima de nossa maior empresa, que ajuda o Brasil a crescer, enquanto o judiciário não são é bem visto pelos brasileiros porque a polícia é corrupta, juízes vende sentença, fraude em concursos, nepotismo, salários milionários . De que adianta acabar com a Petrobras se o perdulário judiciário é muito pior , e só dá prejuízo e envergonha o cidadão. Não seria melhor combater a corrupção institucional, sem dar prejuízo a Petrobras ?

  3. Desde a proclamação que nos tornou Cidadão, a partir de 15/11/1889, quando na decada de 20, passamos à adulto, (na infância, tivemos Rui Barbosa, BenjamIm Constant e outros, que a História assinala, mas as escolas atuais não mostram a juventude atual, formando adultos “analfabetos funcionais”, e o resultado é isso que aí está ‘CORRUPÇÃO PLENA EM TODAS AS ATIVIDADES DOS 3 PODRES PODERES”.
    a PARTIR DA DECADA DE 50, OS PODERES, VEM APODRECENDO, E AINDA NÃO CHEGAMOS AO CUME DA CORRUPÇÃO, MAS…SURGIU UM JOVEM JUIZ, DR. SERGIO MOROU, UMA POLICIA FEDERAL E UM MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, ALEVANTANDO E ACENDENDO À LUZ DA ESPERANÇA, DE VERMOS À CIDADANIA RESPEITADA, E TER DE VOLTA O ORGULHO DE DIZERMOS:” SOMOS BRASILEIROS, POR TERMOS UMA PÁTRIA JUSTA E DECENTE À SERVIÇO DE SEU POVO”.
    O Dr. Joaquim Barbosa, deu o “ponta-pé” inicial, na moralização, no ninho de serpentes, que continuam instalados a vilipendiarem e estuprarem a Srª Justiça.
    Que cada brasileiro, ore a DEUS pedindo pelo Dr. Moro e a Equipe, que estão prestando à CIDADANIA a “DEVOLUÇÃO DO ORGULHO PÁTRIO”, E QUE SIRVAM DE EXEMPLO, PARA POR O BRASIL NOS TRILHOS DO PROGRESSO E DA MORAL ADMINISTRATIVA PÚBLICA.
    FAÇAMOS NOSSA PARTE DE CIDADANIA CONSCIENTE, PARA BENEFICIO DA NAÇÃO, E CONFIEMOS EM “DEUS”.

  4. Amigos
    Alguns colegas de TI, parecem querer brincar com coisa séria. Ou pior: fazer-nos perder mais tempo!
    Sem querer ser censurador ou preconceituoso, de uns tempos para cá, alguns me restrinjo somente a leitura do nome – o restante não considero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *