Está confuso, mas eu sonho com um país melhor e mais justo

Imagem relacionada

Foto reproduzida do Arquivo Google

Leonardo Boff

“Faz escuro mas eu canto porque a manhã vai chegar”, proclamou o poeta Thiago de Mello na época sombria da ditadura civil-militar de 1964. ”Está confuso mas eu sonho”, digo eu, nestes tempos não menos sombrios. O sonho ninguém pode prender. Ele antecipa o futuro e anuncia o amanhã.

Ninguém pode dizer o que vai ser deste país após o golpe parlamentar-jurídico-mediático de 2016. Faz escuro e tudo está confuso mas eu sonho. Este sonho está rodando em minha cabeça há muitos dias e resolvi expressá-lo para alimentar a nossa inarredável esperança.

MÃE TERRA – Sonho ver um Brasil construído de baixo para cima e de dentro para fora, forjando uma democracia popular, participativa e sócio-ecológica, reconhecendo como novos cidadãos com direitos, a natureza e a Mãe Terra.

Sonho ver o povo organizado em redes de movimentos, povo cidadão, com competência social para gerar as suas próprias oportunidades e moldar o seu próprio destino, livre da dependência dos poderosos e resgatando a própria autoestima.

Sonho ver a utopia mínima plenamente realizada de comer pelo menos três vezes ao dia, de morar com decência, de ter frequentado a escola por oito anos, de cursar a universidade e a pós-graduação, de receber por seu trabalho um salário que satisfaça as necessidades essenciais de toda a família, de ter acesso à saúde básica e depois de ter labutado por toda uma vida, ganhar uma aposentadora digna para enfrentar, serenamente os achaques da velhice.

CASAMENTO – Sonho ver celebrado o casamento entre o saber popular, de experiências feito, com o saber acadêmico, de estudos feito, ambos construindo um país para todos, sem excessos e também sem carências.

Sonho ver o povo celebrando suas festas com muita comida e alegria, dançando o seu São João, o seu Bumba-meu-Boi, seu samba, seu frevo, seu funk e seu esplêndido carnaval, expressão de uma sociedade sofrida mas que se encontrou na fraternura e na alegre celebração da vida.

Sonho ver aqueles que foram condenados a sempre perder, sentirem-se vitoriosos porque o sofrimento não foi em vão e os amadureceu para, com outros, construírem um Brasil diferente, uno e diverso, hospitaleiro e alegre.

SEM MEDO – Sonho contar com políticos que se abaixam para estar à altura dos olhos do outro, despojados de arrogância, conscientes de representar as demandas populares, fazendo da política cuidado diligente da coisa pública.

Sonho andar por aí à noite sem medo de ser assaltado ou vítima de balas perdidas podendo desfrutar da liberdade de poder falar e criticar nas redes sociais, sem logo ser ofendido e difamado.

Sonho contemplar nossas florestas verdes, nossos imensos rios regenerados, nossas soberbas paisagens e a biodiversidade preservada, renovando o pacto natural com a Mãe Terra que tudo nos dá, reconhecendo seus direitos e por isso tratá-la com veneração e cuidado.

Sonho ver o povo místico e religioso, venerando a Deus como gosta, sentindo-se acompanhado por espíritos bons, por forças portadoras da energia cósmica do axé, dando um caráter mágico à realidade com a convicção de que, no fim, por causa de Deus-Pai-e-Mãe de infinita bondade e misericórdia, tudo vai dar certo.

UMA REALIDADE – Sonho que este sonho não seja apenas um sonho  mas uma realidade ridente e factível, fruto maduro de tantos séculos de resistência, de luta, de lágrimas, de suor  e de sangue.

Só então, só então, poderemos rir e cantar, cantar e dançar, dançar e celebrar um Brasil novo, o maior país latino do mundo, uma das províncias mais ricas e belas da Terra que a evolução ou Deus nos entregara.

Termino com o grande cantor das Comunidades eclesiais  de base, Zé Vicente de  Crateús: Sonho que se sonha só pode ser pura ilusão, mas sonho que se sonha junto é sinal de solução. Então vamos sonhar companheiros e companheiras, sonhar ligeiro, sonhar em mutirão” (Zé Vicente de Crateús)

Assim o quer o povo brasileiro e nos ajude Deus.

19 thoughts on “Está confuso, mas eu sonho com um país melhor e mais justo

  1. Confuso, seu Boff, está porque o seu ladrão preferido fundiu o país. Mas a culpa não é minha nem sua – é nossa. O senhor que sabe escrever e escreve de modo confuso, deveria ter discernimento para se opor ao governo do ladrão, mas não fez. Agora só resta seguir o conselho que a formiguinha deu á cigarra que lhe foi pedir socorro no inverno: no verão você cantava, agora dance!

  2. O nome já diz tudo bofffff.
    Tirando as vezes o adevogado o resto que defende ladrão lesa-pátria é safado da mesma laia, e não me venha com coitadismo, se o bandido assume seus erros pode até contar com a misericórdia, mas se finge que não fez o que fez que arda no fogo do inferno. esse padreco pode ser até muito carola, mas enquanto não confessar seu crime de ajudar um lesa-pátria, a continuar a enganar o povo não terá perdão. Ah nem li as bobagens que ele escreveu, enganador safado, lobo em pele de cordeiro, safado mentiroso.

  3. Até as 23:06 da noite de 12 de agosto de 2018 praticamente todos os comentaristas têm um mesmo entendimento:
    Não li e não gostei, das asnices desse padreco gagá e melancia. …
    Boff…gostariamos muito que vc lesse o que nós inteligentes postamos aqui sobre suas defecações mentais.
    Nada presta!
    Você continua o mesmo falso profeta de outrora. Nem precisamos ler o corpo do texto todo.
    Basta um parágrafo e percebemos como seu textinho hipócrita e dissimulado tenta passar essa imagem cândida e doce que acaba por enaltecer o petismo e sua adoração permanente ao maior ladrão que este país ja teve.
    Repito:
    Bom seria se nós fôssemos salvos da sua presença antipática aqui.
    Mas como sempre defende nosso editor CN….ele deixa para alargar o debate.
    Que seja…eu…apenas bato sempre em vc!
    Nunca debato.
    Só bato! É o que vc seu dissumulado, merece!

    • Já ouvi muito falarem sobre anticristo mas nunca sobre anti-padre! Aqui na Tribuna é que essa figura emerge. Normalmente, os padres, de verdade, são alvo de vibrações, palavras e sinais afetuosos. Todavia, a figura desse nada mais atrai que palavras, vibrações e sentimentos aversivos, enquanto destila sua doutrina, aguardando a aquiescência do seu Deus progressista

  4. No último postado do Boff ele tinha um único elogio. Talvez por engano. Até agora, nenhum dos 9 postados deste último artigo, até agora, ele vai perdendo todas. Mas Carlos Newton é um homem de palavra, manterá Boff a todo custo. Será que Boff lê os comentários? Temo que não.

  5. Será que esse tal sabe que é detestado pelas pessoas que realmente querem um Brasil melhor e mais justo?

    É de uma contradição ilimitada!
    Um padre conivente com as diduras mais sanguinárias do século XX (URSS, China, Camboja, Cuba, Coreia do Norte e Vietnã, que foram as mais visíveis) e com seus milhões seres humanos mortos pelo regime da simpatia desse “homem de Deus”.

  6. A contradição de Leonardo Boff é tão escancarada, tão explícita, tão evidente que, se SONHA em ver um Brasil melhor e mais justo, TRABALHA para que o país continue um pesadelo e cada vez mais injusto!

    Logo, elogiar o texto não dá, respeitosamente, a menos que as análises sejam apenas sobre a retórica empregada, então de qualidade.

    Mas, de conversa em conversa estamos cada vez pior!

  7. Puxa, que pobreza ver nesses comentários tantas palavras de ódio cegas, de gente que nem leu, não sabe e nem quer saber do que está falando. Felizmente, as pessoas que realmente lutam por um mundo melhor não se deixam abalar por pobrezas espirituais como essas. E farão um mundo melhor até mesmo para quem, como se mostra aqui, não faz questão disso, tão preso à redoma do próprio umbigo. Belo texto, Boff, belo texto! vou compartilhar.

  8. Pois eu achei o texto muito belo, cheio de Esperança. Todos nós queremos o Brasil pleno de Saúde, Educação, Segurança e Dignidade. Dom Helder Câmara dizia que o “sonho que se sonha juntos é o começo da realidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *