Esta malfadada reforma da Previdência realmente já começa a cheirar muito mal

Imagem relacionada

Charge do Bruno Galvão (Arquivo Google)

Francisco Bendl

Quando o cassino denominado Bolsa de Valores se mostra interessado que aconteça o quanto antes esta mudança, naturalmente que significa povo prejudicado! Sem equacionar antes os problemas que levaram a Previdência a ser alvo de reforma, de nada adiantará fazê-la dessa maneira, pois amanhã precisará ser feita outra, e assim por diante.

O desemprego, a economia informal, os trabalhadores rurais, a sonegação de impostos, o Bolsa Família, precisariam ter soluções imediatas, que seria tirar dos cofres da Previdência os benefícios concedidos a quem não contribui com um centavo. Depois, a caçada impiedosa contra os ladrões, cujo eufemismo é sonegador.

CRIAR EMPREGOS – São necessárias providências, que Bolsonaro já deveria tê-las tomado, para fomentar o emprego, e tirar do desespero os milhões de brasileiros sem trabalho.

Guedes quer construir uma enorme casa começando pelo telhado!!! Ora, qualquer pessoa sabe que, primeiramente, deve ser feito o alicerce, as fundações, e que seja firme, fundo, de modo a sustentar o peso da obra e sua segurança em vendavais, temporais, tremores da rua…

Que raio de reforma pretende, se não verifica a base que está frágil, em ruínas, que não poderá manter a casa erguida por muito tempo, pois virá abaixo??!!

INCOMPETÊNCIA – Mais uma vez o Planalto erra por incompetência ou, conforme dizem as más línguas – em seguida vou fazer parte deste grupo -, Guedes está a serviço de outros interesses e conveniências, menos em sanar a Previdência ou melhorar o seu funcionamento.

Interessante e curiosamente, nunca antes houve tanta pressão para esta reforma. FHC, Lula, Dilma, Temer até que tentou, mas a sua fragilidade política não aprovaria sequer pintar a porta de entrada do Palácio da Alvorada.

Coube a Bolsonaro esta tarefa ingrata porque mal debatida, mal elaborada, mal planejada, consequentemente será mal aplicada e terá maus resultados!

SÃO INSENSÍVEIS – Tenta dizer isso para os homens que sabem tudo e não sabem nada, tenta??!! Conclusão: a reforma da Previdência traz enorme desgaste político a Bolsonaro. Ao invés de tentar apressar esta medida, ele deveria era discutir com a sociedade e as categorias de trabalhadores a viabilidade de se aplicar as mudanças necessárias.

Em outras palavras: ou todos entram nessa reforma ou se tornará inócua! Ora, não se vê o Legislativo, Executivo e Judiciário, compondo a mudança tão badalada. Por quê?!

Quem sustenta os poderes, quem lhes paga salários absurdos e elevadíssimos, patrocina mordomias, regalias, indenizações, suplementos salariais, auxílios, ajudas extras, cartões corporativos, é injustamente quem irá ter a sua carga de impostos e de trabalho aumentadas, enquanto os paxás não só terão aumento em seus proventos milionários, como o povo terá seus vencimentos menores e a sua aposentadoria a perder de vista!

QUE REFORMA É ESSA?! Por que a fome, a miséria, a pobreza, o desemprego, o sofrimento do povo não são motivos suficientes para o governo trabalhar incansavelmente para amenizar, pelo menos, esta chaga nacional??!!

Não. O desejo é torturar mais ainda o cidadão; a intenção é ver o trabalhador cada vez mais explorado; o objetivo é dificultar a existência do povo, deixá-lo à míngua, sem nada, sem qualquer perspectiva de vida por mais simples e humilde que seja!

Bolsonaro decepciona, frustra, e faz seus eleitores se decepcionarem pela omissão em se dedicar aos verdadeiros e graves problemas nacionais, e que requerem urgência quanto às suas soluções, e que não se limitam à reforma da Previdência, haja vista que se está invertendo a ordem de importância de nossos impasses e mazelas.

63 thoughts on “Esta malfadada reforma da Previdência realmente já começa a cheirar muito mal

  1. Bendl.
    Infelizmente a reforma tem que passar pelo Congresso. É necessário fazer acordo. Um bancada fecha com o governo, e um deles é indicado para ministro. É natural. Todos países tem isso. Tal deputado…depois pode ser governador. É a política. 01, 02 e 03 o recruta zero tem que dispensar estes amadores. Se não ele vai ser a Dila de Calças. Nunca vi Dilma de Vestido. Em resumo. Bolsonaro, se não dispensar os três patéticos, o “Guru – Olavo) – está certo (3 meses).
    Temos 4 ministros ridículos (Tur/Rel. Ext./Edu/e subi na goiabeira…).
    ………
    Bendl.
    Seu comentário sobre Alex foi de mais valia.
    Este Cara os comentários dele não tem nada haver com o o tecto. Ele nem lê quem escreve, só fala coisas sem ter nada haver com o texto.
    Como diziam minhas professoras: Respondam de acordo com o texto.
    Newton.
    Delete todos comentários que não tem nada haver com o texto. Inclusive o meu.
    É uma falta de respeito você fazer um comentário sem nem escutado ou lido a conversa.

    • Erratas: Pessoal as vezes as palavras ficam na mente e esquecemos muitas vezes de escrever. É natural. Tecto é texto. Eu sou um profissional de Ti (35 anos) só de TI. Quando queremos escrever Bussunda – Pode considerar os dois. Na realidade tudo é besteira. É vamos tomar + um gole.

    • Treze-guga, meu prezado,

      Grato pelo comentário.

      Minha posição no momento é ser contrário à reforma da Previdência, e nesses moldes apresentada.

      Primeiro, o governo deveria resolver os graves problemas que levaram a Previdência hoje estar em crise e ser deficitária.
      Somente depois de serem equacionadas as questões pendentes, então uma reforma alicerçada, adequada e convenientemente elaborada.

      Abraço.
      Saúde.

      • Pimenta, meu caro,

        Obrigado pelo comentário e participação.

        Exatamente o que estou dizendo neste artigo;
        Muito antes de se pensar em reforma, Guedes deveria equacionar as causas que deixaram a Previdência deficitária.

        Para tanto, ele precisaria fazer a tão reclamada auditoria, e apurar se a origem advém das más administrações, se o governo utiliza as arrecadações desviando-as para outros setores, enfim, resolver os problemas antes desta malfadada reforma.

        Tens plena razão, Pimenta.

        Abração.
        Saúde.

  2. Esse boçal só quer é aparecer. Pegou uma bandeira de governos anteriores e corruptos e agora corre pelo campo de batalha como um louco sem direção. O país à deriva como um transatlântico já quase todo inundado ruma para o iceberg. E a orquestra tocando anestesiada.

    • Vilas,

      Obrigado pela participação.

      A bem da verdade, Bolsonaro pegou o “Titanic” já fazendo água por todos os lados.

      Guedes, o seu ministro e guru da Economia, quer que os escaleres, em número insuficiente à salvação dos passageiros, sejam destinados somente aos viajantes da primeira classe, e que morram os de segunda e terceira, aqueles dos porões do navio!

      Esta é a reforma pretendida, manter e proteger os privilégios das castas mencionadas, explorando mais ainda o trabalhador quanto à diminuição de seus parcos e ofensivos salários à sua dignidade, e aumentando o tempo que deve trabalhar, de modo que a arrecadação maior ou o déficit solucionado, mantenha os proventos milionários dos parlamentares e do Judiciário!

      A reforma é injusta, deprecia e inferioriza mais ainda o cidadão pobre e miserável deste país, principalmente porque ignora completamente as causas que a deixaram nesta situação de inexorável falência futura!

      Abraço.
      Saúde.

      • Caro Bendl … Boa tarde!!!

        Falou e disse!!!

        Os militares não entendem de banca … e aí passaram para a Nomenklatura também!!!

        E quem subirá no tanque kkk KKK kkk

        Saúde e PAZ!!!

        • Prezado chegamais,

          Obrigado pelo comentário.

          Nessas alturas, as categorias de trabalhadores querem o melhor para seus filiados, e nada se importando com o país!

          Muito menos é justo, que somente o trabalhador civil e da iniciativa privada, pague pelos déficits previdenciários, enquanto os que mais ganham e têm aposentadorias diferenciadas, irão manter os seus privilégios.

          Ou o sacrifício é rateado entre todos os habitantes brasileiros ou a reforma não sai,
          E, caso seja aprovada nesses moldes propostos, adeus governo de Bolsonaro, que correrá sérios e graves riscos à sua estabilidade.

          Guedes deveria saber que não basta contentar o mercado – seu deus! -, e satisfazer os poderosos.

          Ou é muito imbecil e idiota ou, então, desconhece, até pela sua origem e profissão, que é necessário e imprescindível que haja povo, empregados, gente que vai mover a roda da economia!

          Abraço.
          Saúde!

      • É quem colocou o Guedes como ministro da economia, não foi o boso, então o responsável pela maldade que estão prestes a fazer contra o povo é o presidente.

  3. O projeto da esquerdinha, PT, Psol, Rede, PSB, etc que apoiam a ditadura de Maduro, dos castros em Cuba e da Coreia do Norte, é sabotar tudo que esse novo governo pretende para melhorar a situação deste país , destruída nestes últimos 20 anos pela esquerda.
    Não estão nem aí para o povão, aliás nunca estiveram pois só pensam no poder para roubar, tanto é que com sua corruPTa administração colocou no desemprego mais de 14 milhões de cidadãos.

    Não tô nem aí para governo nenhum. Até torço pra que todos dêem certo, mas querer que um governo com apenas 2 meses resolva uma desgraça de 20 anos deixada pelos governos anteriores é insano e até desonesto..
    Vamos dar pelo menos 1 ano de prazo, para que depois disso podermos ter uma conclusão com base na realidade dos fatos.

    • Meu caro Mário Jr.,

      Concordo plenamente contigo com relação aos vinte anos que o Brasil está sendo pessimamente administrado, inclusive roubado e explorado de forma impiedosa.

      Pois justamente por este tempo largo de desacertos e crimes, Bolsonaro não poderia ter caído na armadilha da reforma previdenciária, simples.

      A sua obrigação inicial seria de auditar a Previdência, ou seja, constatar as razões pelas quais é deficitária, para depois criar medidas que sanassem o problema, mesmo que fosse a reforma que tanto alguns setores a estão exigindo.

      Bolsonaro age exatamente como os incompetentes e desonestos, que nos governaram por mais de duas décadas:
      deixa de lado o urgente e importante, e escolhe um assunto polêmico, complexo, justamente planejado por um economista que se mostra atencioso com o mercado e poderosos mas, absoluta e indiscutivelmente, desprezando o trabalhador!

      A conclusão, Mário Jr., é que mais um ano de governo nesses moldes de estar em permanente conflito com o povo, Bolsonaro terá índices de popularidade piores que Temer, e nada mais conseguirá pôr em prática!

      Teremos mais quatro anos de frustrações, decepções e estagnação econômica e social, enquanto as castas judiciária e legislativa, gozando as delícias dos extremos, recebendo proventos nababescos e de se aposentar com os mesmos salários!!!

      Abraço.
      Saúde!

  4. Caro F. Bendl,

    É difícil opinar sobre esse tema tão importante. Nunca se sabe se as informações que a mídia está nos passando é verdadeira.

    Sinceramente é essa a sensação que tenho: a população não está sendo informada convenientemente, ou seja, honestamente. Tudo porque a mídia tomou partido (isso é evidente) e usa a mentira para promover seus interesses (também é evidente). Não confio mais, e tudo que leio ou vejo na grande imprensa para mim não passam de simples mentiras até prova em contrário.

    Acho que esse é o maior problema do Brasil atualmente.

    Tenho a impressão que, no fim, essa reforma vai ser aprovada e mais uma vez veremos o contrário do que a imprensa está propagando. Veremos.

    • Concordo plenamente.

      Para se fazer uma avaliação do projeto da previdência, proposto por este governo, é preciso tê-lo em mãos e não se basear naquilo que a mídia publica, que se sabe é é apenas para sabotar tudo que este governo pretende fazer para tentar resolver toda a desgraceira criada peos governos anteriores.

      • Conversa mole pra boi bandido dormir na sombra. Este governo já nasceu de rabo preso com os banqueiros, rentistas, agiotas, e, sobretudo, com o deus mercado, como disse Bendl, que está demonstrando que é uma pessoa realmente digna, honrada, que não tem o rabo preso nem mesmo com o seu próprio erro, fazendo a sua “mea culpa”, dignidade que está faltando a muita gente. Dar mais 1 ano ao Titanic e condenar os náufragos e os destroços ao desaparecimento.

        • Mário,

          Grato por teres entendido que sempre fui independente, apesar de ter as minhas posições.

          E, admito, que devemos nos reciclar, corrigir quando erramos, e mudar nossos conceitos, em decorrência.

          A bem da verdade, milhões de brasileiros pensaram como eu nas eleições passadas:
          Urge tirar o PT do poder e não deixá-lo que reassuma o Planalto.
          Este foi o objetivo primordial, e que elegeu Bolsonaro.

          Só não imaginávamos que o governo mostrasse as suas garras tão rapidamente, antes de três meses, surpreendentemente!

          Resta-nos agora lutar, berrar, gritar, protestar, reagir.
          Ou assim ou a eliminação, a miséria e a pobreza porque intenção governamental, inacreditavelmente!

          Nesse meio tempo, as causas verdadeiras da crise previdenciária seguem sem qualquer correção, sem qualquer estudo quanto às maneiras existentes, que resolveriam seus déficits.
          Não, O governo quer o povo, a sua carne, o seu sangue, a sua alma!

          Abraço,
          Saúde.

    • Meu amigo Vicente,

      Obrigado pelo comentário e participação.

      Olha, muito mais que desinformado sobre esta malfadada reforma, o povo sequer está sendo consultado a respeito!

      Simplesmente nos relegaram a segundo plano, ao desprezo, à insignificância que somos para os governantes.
      Algo parecido ao CUMPRA-SE!

      O mais revoltante e indigno, sem dúvida, é a imunidade que gozam as castas do legislativo e judiciário.

      A crise previdenciária passa ao largo dos parlamentares e juízes, Ministério Público e Defensoria, para recair com força sobre nossas cabeças, nossas vidas, que não têm qualquer valor para esta gente, diga-se de passagem!

      Caso o povo continue sendo alienado, e como disse a Teresa Fabrício, com este vitimismo, esse coitadismo exasperante, amargará a sua maior derrota como cidadão e brasileiro na história!

      Aceitar sem quebra-quebra – repito para não deixar dúvidas – quebra-quebra, sem protestos violentos pela tortura que querem praticar conosco, de sermos “abiscoitados” com 400 reais por mês até 70 anos, merecemos mesmo ser pobres e miseráveis, um povo de terceira categoria, sem orgulho próprio, sem altivez, mas um bando de coitados e covardes!!!

      Espero que, pelo menos, nos deem arreios, que coloquem em nossos pescoços e bocas as rédeas e freios que usam os cavalos e muares, pois nos tornaremos, sem qualquer sofisma, burros de carga, onde o chicote é usado sem dó nem piedade e, neste caso nosso, MERECIDAMENTE!

      Abração.
      Saúde!

  5. Caro Bendl, um ponto que contesto é que toda a desgraça do povo é colocada como culpa do governo. Sim, a péssima qualidade da educação realmente dificulta muito, mas é hora de responsabilizar também a inércia, o vitimismo e acabar com o paternalismo neste pais. Cada cidadão tem que se saber responsável por seu próprio futuro, lutando, é claro, por melhores condições, mas não esperando sentado.
    Não estou esquecendo dos milhões que mal dormem e mal comem para conseguir pagar o aluguel, mas estes são prejudicados pelos que só esperam de mão estendida.
    Precisamos mudar está cultura, urgente.
    Abraços

    • Minha querida Teresa Fabrício,

      Obrigado pela participação e comentário, como sempre inteligente, oportuno e adequado.

      O verdadeiro cerne da questão nacional escreveste com a propriedade que te caracteriza:
      POVO BRASILEIRO!

      O governo que se denominava de tendências socialista como FHC, sucedido por Lula, comunista, criaram benefícios à população objetivando currais eleitorais, eleitores cativos, votos assegurados.

      Jamais tiveram como alvo enaltecer o ser humano e a cidadania, mas a dependência da caridade do governo, de ser atendido pelo Estado, de receber ajuda sem qualquer contrapartida.

      Lula foi eleito desta forma, e elegeu a sua sucessora ameaçando quem não votasse no PT, pois perderia o benefício.

      Considerando que o brasileiro sempre quis ter um “pai dos pobres”, o “salvador da pátria”, em razão de os governos não alcançarem o instrumento que o levaria ao crescimento, ao progresso, e que seria A EDUCAÇÃO, esta ferramenta insubstituível às realizações pessoais e profissionais foi posta de lado, surgindo os protestos por auxílios de todas as ordens:
      Vale-leite, vale-gás, vale-medicamentos, vale-cesta-básica, vale-nada!

      Consolidava-se, assim, a ditadura partidária, que apresentava candidatos que estivessem comprometidos com a corrupção, a desonestidade, aos crimes que já eram praticados e com os que seriam cometidos.

      Evidente que elegemos mal, queremos parte neste rateio de roubos, queremos fazer parte de partidos e sermos eleitos para o paraíso, o Legislativo, onde seremos reis e poderosos.

      A maioria, que não quer fazer parte de quadrilhas, reclama, protesta, reivindica, mas não passa de barulho, passeatas ridículas e inúteis!

      Se os protestos fossem com mais veemência e incisivos, há muito tempo que o parlamento não teria os salários e mordomias que se concederam.
      A omissão do povo e a sua resignação revoltante, permitiram que, atualmente, sejamos roubados, explorados e mortos pela violência, saúde pública inexistente, e total negligência das áreas vitais à nação e cidadania!

      Logo, o vitimismo, o complexo de inferioridade, a sensação de impotência, de deixar como está para ver como fica!

      Aplaudo o teu texto, Teresa, pois intenso, verdadeiro e diagnóstico preciso.

      Abração, minha cara.
      Saúde, muita SAÚDE!

    • Prefeitos bandidos, usando o “judiciário” como jagunço, ou milícia, já estão tomando até imóveis de pobres coitados que já não conseguem mais pagar nem sequer o IPTU, entre tantas outras taxas, taxas até da PQP. Mas os marajás vivem num mundo de faz de conta, de Alice no país das maravilhas, ou sem suas respectivas “Ilhas de Fantasias”.

  6. A seguridade social, que inclui previdência e saúde, é o maior orçamento do governo. Mexer em regras de seguridade é sempre delicada. Mexe com o futuro de todos. Todos tememos o futuro incerto. Não sabemos como estaremos na velhice. Mesmo pessoas com vultosas posses teme o dia de amanhã. Pois precisamos da seguridade na época em que somos mais frágeis, na terceira idade, onde não temos mais tempo e força pra correr atrás de bens materiais. E temos também nossos descendentes. Então, dito isto, esta reforma da previdência vai ser muito amarga. Todos os governos procuraram evitá-lá temendo o desgaste. O governo Bolsonaro arcará imenso custo em sua popularidade. Mas que seja.
    Eu só não gostaria que mexessem nos agricultores. Meus avós foram agricultores a vida toda no Ceará. Sei como é dura a vida na roça. O agricultor não pode ser penalizado. Grato!

    • Meu xará, Francisco Menezes,

      Fazia tempo que eu não lia teus comentários, importantes e úteis à TI.

      Obrigado pelo texto e participação.

      Escreveste verdades irrefutáveis quanto à Previdência.

      Concordo que os trabalhadores rurais devem ter as suas aposentadorias, porém recebê-las através do Tesouro Nacional, da mesma forma o Bolsa Família.

      Tais pagamentos oneram em demasia a Previdência, que, sem receber as devidas contribuições desses beneficiados, o déficit aumenta.
      Assim como se expande com a irresponsabilidade governamental não cobrar o sonegador, os bilhões que estão nos bolsos desses maus brasileiros e empregadores.

      Igualmente, a total falta de criatividade em não trazer para a Previdência a economia informal e seus milhões de brasileiros, que se mantém mediante seus esforços e invenções, lutas e destemor!

      Abração.
      Saúde!

  7. Fora de pauta : Caminhoneiros já ameaçam parar dia 30, fonte : Antagonistas.

    Rodrigo Maia : O governo não tem projeto para o país.

    Dá-lhe Rodrigo !

  8. “Bolsonaro decepciona, frustra, e faz seus eleitores se decepcionarem pela omissão em se dedicar aos verdadeiros e graves problemas nacionais, e que requerem urgência quanto às suas soluções, e que não se limitam à reforma da Previdência, haja vista que se está invertendo a ordem de importância de nossos impasses e mazelas”.

    Prezado Bedl, quais os pontos importantes, Brasil é um corpo que levou tantos tiros, que a unica precaução é não parar coração.

    Vejo medias importantes sendo tomadas, mas com um STF e outros jogando contra, somente um artigo 142º seria a ultima opção.

    • Meu amigo Alex-RJ,

      Obrigado pelo teu comentário, pertinente, pontual e interessante.

      Olha, os pontos mais importantes e urgentes são, a meu ver, claro:
      Diminuir o desemprego imediatamente.
      Como?
      Repito:
      Bolsonaro deveria abrir licitações internacionais para a construção de ferrovias, rodovias, pontes, elevadas, viadutos, túneis, aeroportos, e pagar esses empreendimentos através de concessões às construtoras mediante pedágios por 30/40 anos.
      A utilização de mão de obra em abundância, ocasionaria maior arrecadação à Previdência e emprego para milhões de desesperados;

      Deveria discutir seriamente com o Congresso, a liberação de cassinos, que seriam localizados nas áreas mais pobres e necessitadas de recursos e investimentos.
      As diversas instalações que precisariam ser erguidas, a quantidade dos mais variados profissionais, comércio, indústria, e que as ferrovias, rodovias e aeroportos alcançassem essas casas de jogos e fábrica de trabalho, ajudariam sobremaneira na colocação de desempregados, contribuindo também para maior arrecadação à Previdência.

      Outro ponto vital e negligenciado criminosamente:
      a violência.
      Nada tem sido feito de prático neste sentido, somente atos políticos e para enganar a população.

      E, o terceiro ponto importante seria a saúde pública.
      Da mesma forma que as construtoras que vencessem as licitações para os itens que mencionei acima, teriam de construir também como pagamento escolas e hospitais, postos de saúde, e instalá-los nos locais que mais necessitam desse atendimento médico.

      Abração.
      Saúde, meu amigo.

      • Amigão Bendl. Extasiado com a volta triunfal de seus comentários.
        Cumpre ressaltar, que já está havendo as tais licitações internacionais descritas por você, em consórcio com empreiteiras corruptas e grupos espanhóis, franceses, alemães, chineses, etc…
        Tudo está se tornando em fracasso retumbante Bendl. As empresas vencem os leilões com ágios impressionantes e depois recorrem ao caixa do BNDES com juros baixinhos para financiar o negócio praticamente doado.
        Bendl, os governos antes de concederem investem nas empresas do Estado, milhões de reais, justamente o que falta para escolas, saúde, segurança, etc…
        Quando o negócio não avança, ou seja, o lucro não acontece, as empresas estrangeiras e até as nacionais, casos do Maracanã, dos Aeroportos do Galeão (Odebrecht) e o de Campinas-Viracopos (Engevix), duas empreiteiras envolvidas na Lava Jato. O mico preto ficará com o governo, digo a sociedade pagadora de impostos.
        Campinas-Viracopos não paga o valor de outorga, não paga nada e está em Recuperação Judicial eufemismo de FALÊNCIA.
        Infelizmente, Bendl, não acredito em mais nada, pois as negociatas são o leme desse pessoal ávido por abastecer suas contas numeradas, de alto a baixo. O prejuízo fica para nós, os bobos da corte.
        No entanto há uma luz no fim do túnel e vislumbro essa ponte para o futuro, quando leio seus artigos.

        • Meu dileto amigo Roberto Nascimento,

          Honra-me e me alegra receber um comentário de tua autoria, ainda mais elogiando meu modesto artigo.

          Muito obrigado pela tua participação.

          A tua decepção é a minha, te garanto.

          As medidas que Bolsonaro deveria ter iniciado o seu governo não aconteceram, e estamos diante da maior polêmica dos últimos anos, a reforma da Previdência.

          Guedes colocou a carroça na frente dos bois.
          Não conseguirá puxá-la desta maneira. Ela não sairá do lugar levando consigo uma carga preciosa, de valor inestimável, a vida dos brasileiros!

          Se ainda nos deixasse com a sobrevivência estagnada como há décadas, vá lá, o cara seria somente incompetente.
          Mas, Guedes é também mal intencionado, despreza o povo, o cidadão brasileiro, o ser humano!

          Custo acreditar que não saiba fazer um cálculo simples, denotando comprovadamente a sua maldade.
          Por exemplo:
          Guedes deveria ter os dados referentes aos trabalhadores que atualmente contribuem para a Previdência, aqueles com carteira assinada e profissionais liberais que pagam o seu carnê de aposentadoria, mais os autônomos que fazem o mesmo.

          Considerando que existem 30 milhões dependentes do Bolsa Família;
          Considerando que temos mais de 55 milhões de brasileiros na linha de pobreza e miséria;
          Considerando que registramos mais de 13 milhões de desempregados;
          Considerando que a economia informal, que teve um aumento expressivo de pessoas que tiveram de encontrar uma fonte de receita qualquer para sobreviver, e que devem somar mais de 20 milhões de seres humanos;
          Considerando os bilhões de reais sonegados da Previdência através de maus empregadores;
          Considerando os golpes contra a Previdência, que têm sido constantes e jamais devolvidos;
          Considerando que devemos imaginar um contingente enorme de crianças, idosos e mulheres donas de casa, que não contribuem para a Previdência;
          Considerando os milhares de presidiários, que também não pagam um centavo à Previdência;
          Considerando os milhares que estão baixados em hospitais, doentes nas suas casas, que não pagam ou interromperam suas contribuições;
          Considerando os milhares de dependentes químicos, que vivem apenas em razão das drogas e mais nada;
          Guedes deveria ter em mãos que, MENOS DE 20 MILHÕES de brasileiros, talvez 15, apenas, pagarão o pato pela deficiência previdenciária!!!

          Ora, trata-se de uma estupidez monumental, de um erro clamoroso, que se caracteriza indiscutivelmente como mal intencionado, medida desprezível, humilhante para qualquer pessoa!

          Enquanto Guedes se mostrar covarde, que não traz para esta reforma as castas do legislativo e judiciário, incluindo seus MILHÕES de assessores em nível nacional, a sua reforma é injusta, discriminatória, desprezível e não deve ser aprovada nesses moldes propostos!

          Abração, Roberto.
          Saúde, muita SAÚDE!

  9. A ALERJ dá posse a prisioneiros e vota por mais 26 mil para cada parlamentar, num estado falido.
    Maia grita exigindo negociações (negociatas??)
    E o povo? Esquecido pelos politicos e calado.
    Maia tinha que se preocupar é com o que é melhor para o Brasil, para isso ele foi eleito.

  10. Se mais pessoas estiveram empregadas, mais pessoas contribuirão para a Previdência e, portanto, menor será o déficit, caso exista.

    • Meu xará, Francisco, de Brasília DF,

      Não acredito que o ministro Guedes não se dê por conta dessa verdade apodítica, estocástica, deste óbvio ululante!

      Muito antes de se pensar na reforma da Previdência, a obrigação seria com o emprego, e outras medidas que citei acima.

      Não. Guedes bateu pé que deve ser conforme o seu plano que contém, na sua essência, a eliminação dos idosos por falta de recursos à sua subsistência!!!

      Mais fácil seria que nos colocasse em campos de concentração, e alimentasse com lixo o povo.
      De acordo com as mortes ou as cremava ou as sepultava, para servirem de adubo à horta do campo!!!

      Grato pelo comentário, meu caro.
      Abraço.
      Saúde.

  11. Eu me furto a acreditar que esse esboço de reforma da Previdência Social retrate, deveras, aquilo que o presidente queira para os seus irmãos brasileiros. Como disse em um circunlóquio equivalente, o Sr. Francisco Bendl: “Deu de sorte de a batata quente cair nas mãos de Bolsonaro”. Ocorre que ele chegou no ponto de quebra do elástico, onde toda a resiliência já estava petrificada.
    Apresentação de um projeto ao Legislativo, em lugar nenhum, o chefe do Executivo tem a pretenção de obter um referendo da matéria talis et qualis.Trata-se de uma negociação, e, como tal, traz consigo uma margem para manobras ou escore: aquela faixa que se vai redesenhando, conforme o peso das diversas correntes do parlamento, até convergir para um resultado que represente a menor diferença proporcional entre perdedores e ganhadores.
    Ignorando a corrupção e os grandes devedores, os maiores fatores de desequilíbrio para o equacionamento geral, parece ser: o alcance dos beneficiários improdutivos, bem como a inclusão e/ou manutenção dos privilégios.
    No Norte e Nordeste, vários são rotulados de lavradores e pescadores. Desse universo, os poucos que realmente exercem a atividade, praticam cultura de subsistência. Que contribuição, atuária, direta e específica, uma pessoa que trabalha para autossustentar-se com sua família, pode gerar? Ou suprindo suas próprias necessidades, o indivíduo está fazendo favor aos demais cidadãos? No contexto previdenciário, qual é a diferença de um elemento assim, para outro desvalido que vive de LOAS ou BPC?
    Quanto aos privilegiados, existem em todas as sociedades e em segmentos dos mais diversos. Para quem gosta de tomar Estados Unidos como modelo: se Mike Tyson e O. J. Simpson fossem apenas dois pretos de um gueto qualquer, pelos crimes que cometeram, onde estariam? Corporativismo e influência pessoal são uns dos desempates do jogo da vida.

  12. Paulo III,

    Sabes que sou limitado, que minha mente é dotada de poucas luzes.

    Deixa eu ver, então, se entendi o teu comentário.
    Vamos lá:
    Se escreveste que o trabalhador rural ou pescador, a pessoa que cata lixo, papelão e latas de bebidas para sobreviver não poderia contribuir para a Previdência, concordo plenamente. Aliás, esse ponto é indiscutível.

    Justamente porque onera a instituição pela falta que esta arrecadação ocasiona, os benefícios deveriam ser pagos pelo Tesouro, que seria o correto.

    Concordo também com o final do teu texto, pois é justamente o que estamos assistindo nesta reforma:
    o corporativismo, o espírito de corpo, influências pessoais e íntimas do poder que, inegavelmente, sempre serão fatores de desigualdades sociais e categorias de trabalhadores.

    Em outras palavras:
    “Chora mais quem pode menos”.

    Não deveria ser assim, até pelo que reza a Carta Magna, hoje apenas páginas esquecidas e deixadas de lado pelo Judiciário.

    Logo, a reforma pretendida antecede de maneira errônea à necessidade de se resolver as causas que a deixaram neste estado de penúria.
    Certamente porque uma auditoria séria e responsável, apresentaria pontos que os governos anteriores detestariam, haja vista que iriam escancarar os roubos e desvios e que a Previdência foi usada criminosamente!

    Ora, se a Petrobrás, Correios, fundos de pensão, o PT assaltou sem dó nem piedade, por que a Previdência seria intocável?!

    A começar com as aposentadorias absolutamente irregulares, ilícitas, tipo a de Zé Dirceu, que foi contemplado pelo ministro da Justiça, Cardozo, à época dos petistas ladrões e traidores, com o teto máximo concedido, e sem que este bandido tenha contribuído à Previdência com qualquer tostão!!!

    Grato pelo comentário.
    Saúde.

  13. Sr Francisco Bendl,
    Parabéns pela a sua análise sobre a Reforma da Previdência, que se aprovada, virará a IMPREVIDÊNCIA SOCIAL.
    Respeito todos os comentaristas que expuseram suas opiniões, a favor e contra.
    Porém, o seu artigo é de rara felicidade quando compara a reforma da previdência à construção de uma casa. O Sr. está certíssimo!
    Sem os alicerces, estaremos decorando um barraco, que no primeiro vendaval, terá que ser feita outra “maquiagem”. Talvez daqui a quatro anos… quem sabe, será feita a reforma da reforma.
    Se as coisas forem feitas a toque de caixa como o Governo pretende, podemos dizer que continuamos numa “ditadura” dos poderosos. Seguimos sendo UM ZERO À ESQUERDA, como sempre.
    Sempre repito a máxima: SE É BOM PRO GOVERNO, É RUIM PRO POVO!
    Nada fizemos para deixar a Previdência à míngua, não é culpa do povo, mas é o pobre povo que tem que pagar a conta.
    Isso é INJUSTÍSSIMO!!!
    As castas permanecem, e os páreas, desaparecem…
    Quero ver no futuro, o que acontecerá quando formos aniquilados por esta gente que nada nos dá.
    Quem vai pagar a conta?
    Simples assim.
    Atenciosamente

    • Meu caro Espectro,

      Eu e tu votamos em Bolsonaro, esperando que este governo desse mais importância e valorização aos brasileiros.

      Acho que nos enganamos redondamente.

      Não que as outras opções, Haddad e Ciro, fossem melhores, longe disso, mas havia a esperança de novos tempos.

      Nada disso.

      Bolsonaro segue a cartilha de seus antecessores, que sempre exploraram o povo, mentiram, enganaram e o empobreceram.
      Desta vez, este governo quer nos sugar mais ainda, quer nos tirar o sangue, quer nos matar à míngua.

      A proposta de 400 reais para quem tem 60 anos até completar 70, trata-se de um ultraje, de uma ofensa que jamais sofremos, maior até que o confisco de Collor com a nossa poupança e dinheiro em conta bancária!

      Não sei o que pensa esse pessoal escolhido para ministro mas, Guedes, indiscutivelmente joga para o adversário, trata-se de inimigo na nossa trincheira.

      Há nitidamente o desprezo ao ser humano, ao trabalhador, ao cidadão brasileiro.
      Guedes escancara, despudoradamente, o seu preconceito aos pobres e miseráveis, aos idosos, e quer eliminá-los sem sujar as mãos, quer matá-los através da fome, da falta de medicamentos, de não terem as mínimas condições de resistir à tortura e crueldade!

      Lula instituiu a corrupção, aparelhou o Estado, roubou as estatais;
      Bolsonaro autoriza aniquilar os velhos, acabar com aqueles que já trabalharam e alimentaram este sistema, que hoje é nosso inimigo, nosso verdugo, o agente que carrega consigo a foice da morte!

      O presidente, assim, derrete-se nas pesquisas populares, paradoxalmente, Guedes sobe no conceito dos poderosos e do mercado, o deus dos economistas, ainda mais daqueles que apresentam currículos com aperfeiçoamentos no exterior!

      Bolsonaro cometeu erros imperdoáveis logo de início:
      Onix Lorenzoni foi o primeiro;
      Guedes, o segundo;
      O ministro da Educação, o terceiro.

      A coluna dorsal do governo de Bolsonaro tem as doenças características:
      Escoliose, Lordose e Cifose.
      Logo, o seu governo andará curvado e com desvios sérios na “espinha”, diante do peso excessivo que carrega nos ombros, em face de ausência de preparo e jeito adequado de transportar pesos mais em conta.

      Guedes será o coveiro de Bolsonaro e irá sepultá-lo em seguida, enterrando também e, certamente, mais uma esperança do povo, ressuscitando a decepção, a frustração, o descontentamento, e aumentando quem irá se bandear para a esquerda, para o PT, desgraçadamente!

      Guedes deve sair imediatamente do governo ou, então, o economista irá tirá-lo do Planalto!

      Abração, meu caro Espectro.
      Saúde!

    • Meu amigo Rômulo,

      Obrigado pelas palavras incentivadoras.

      A verdade é que devemos nos defender dos ataques do governo, que intentou que devemos ser aniquilados à míngua, pobres e miseráveis.

      Não vai conseguir pacificamente, não da minha parte!

      Abração, meu caro.
      Saúde!

  14. Honorável Bendl recompondo a saúde que a consciência já está 95% recuperada.
    Falta descobrir a mazela desgrscada que os jogos de azar (Cassinos) trazem á sociedade.

    Apoiar Bozonaldio foi mesmo um erro crasso…

    Concordo sobre a inércia, o vitimismo e paternalismo, citados acima.
    Já tenho o direito de me aposentar, talvez o perca se a nova previdência for aprovada como está, mas eu, pessoalmente, estou pouco me lixando pra esmola de governo.

    De paternalismo, aprendi com meu pai a nunca ficar devendo um centavo; de inércia, aprendi com meu pai a trabalhar até o ultimo segundo de vida. Questionava-o, quando jovem, por que ele, bem estruturado fiinanceiramente, não parava de trabalhar, a resposta foi que nunca teria que depender de ninguém para um cafézinho…
    Quanto ao vitimismo, é parte dessa religiosidade embromadora que torna os desinformados uma horda de gente clamando por “Deus me ajude” ao invés de verdadeiramente conhecer a Deus, e ao Judas (se não conheces o inimigo não consegue se desvencilhar dele), e co-criar com Deus e tudo que há uma realidade física e social melhor para si..

    Há muito que parei de pagar a previdencis social.Ao invés disso, ou melhor,ao invés de optar por estar “dentro” dessa verdadeira roubada, eu troquei um almoço no Maquidonalds por mudas de Jacarandá, de Jeguitibas, Teca, Mogno …
    Deus traz a chuva e ss árvores crescemna medida do que é certo; algumas em 25 anos atingem tamanho de corte comercial. Valem de 2 a 4 mil dólares cada…. Aposentadoria, sem esmolas ….

    Privilegio de ser Brasileiro!
    Aqui no UK se vocecompra um naco de terra, e trabalha sus vida inteira nele, nao consegue pagar nem pelo valor da terra….

    Ser brasileiro é uma benção, os idiotas que nao reconhecem isso são justamente os manipulados pela ilusão que os de fora incutem na nação brssileira justamente para tomar essa benção que é o Brasil dos brasileiros ..Nao precisamos de Maquidonaldes, Trumps, previdência, muito menos de Bolsonaros e Brasilias….

    Somos talvez o último país no planeta onde podemos construir uma sociedade sustentável e VIÁVEL, bsseada em nucleos de no maximo 300 familias selecionadas (todas as profissões incluidas no núcleo), mercando entre si, com um polo central coletor e distribuidor dos proventos….
    Aprender com as abelhas, que estamos matando.
    Tiveramos aprendido com os indios! Que matamos….

    Garanta o seu cafezinho, talvez precise achar um nobo caminho para obte-lo, que o que está por vir de previdência num contextuo tão errado e escravizante, é muito amargo …

    • PS: e o governo é quem fica me devendo:

      PSA – Pagamento por Serviços Ambientais. (plantador de floresta).

      Quem continua no “sistema” o PSA é outro: exame de sangue pra problema de hiperplasia prostática…..

    • Prezado AndréBR,

      (Gostei muito do honorável, pois me lembrou o detetive chinês Charlie Chan, e seu honorável filho …).

      Gostei do teu comentário.
      Lamento que não escrevas mais desta forma, pois demonstraste sensibilidade, amor por este país, e preocupação com o povo.

      De fato, o brasileiro não sabe dar valor à terra onde nasceu, consequentemente não sabe se valorizar como pessoa e ser humano!

      Este é o nosso mal maior, nosso defeito grave, nossa falha incomparável.

      Também concordo plenamente contigo quando afirmas que poderíamos construir uma sociedade sustentável e viável (sic), pois temos recursos naturais para tanto.

      Igualmente, apreciei em demasia que postaste uma verdade incontestável que, “ser brasileiro é uma bênção”.

      A lamentar que rejeitamos esta bênção, não a queremos, não serve para nossos planos de vida!

      Em decorrência desta rejeição inexplicável e injustificável, o nosso país, o Brasil, encontra-se nesta situação de sem saída, com o se fosse um paciente terminal, e o hospital onde está não tem medicamentos que possam fazer frente à doença, ao câncer instalado, pois já tem metástases!

      Nossa morte como nação, pátria, estado e país é inexorável, merecemos este desaparecimento, e digo com a sinceridade adequada à seriedade do momento, que eclodiu como Caixa de Pandora após tanto tempo que fomos roubados, explorados, manipulados, jogando sobre nós os males nela contidos.
      Esta nossa caixa não tem a esperança, mas somente desespero, sofrimento, miséria e pobreza!

      Se, antes, nossos governantes nos mentiam e enganavam ao prometer qualidade de vida, Bolsonaro foi franco, e nos apresenta como vida nacional que irá nos proporcionar, sangue, suor e lágrimas!

      A reforma da Previdência é o significado tácito, indiscutível e insofismável, que o cidadão brasileiro, a massa anônima que move o país não vale nada para este governo, somos absolutamente descartáveis, que, ao envelhecer, devemos ser eliminados porque somente daremos “despesas”.

      Jamais na História do Brasil fomos assim humilhados, desconsiderados, desvalorizados.
      Mas, trata-se do resultado do que fizemos a nós mesmos, da nossa alienação, de não darmos importância à nação, a esta terra, ao território abençoado que nascemos!

      Nosso pecado é mortal, e agora estamos sendo cobrados implacavelmente pelo que deixamos de fazer, e não pelo que fizemos, pois não existe nada de construção nossa, de sociedade exemplar, de enaltecermos o bem comum, de querermos o bem-estar para todos e não somente para nós, de maneira egoísta, exclusiva.

      Evidente que dói escrever esta verdade; machuca a conclusão obtida que, a realidade brasileira, cruel, torturante, adversa, foi o povo que permitiu que ela se instalasse!

      Mas, ainda temos como resolver este impasse, esta intenção de que devemos ser eliminados:
      Precisamos avisar quem manda nesta terra, quem é o seu chefe, quem é o comandante!

      Enquanto existir este antro de venais, o Congresso, um Judiciário comprometido politica e partidariamente, o Executivo incompetente, mal intencionado, a serviço de interesses e conveniências alheias às aspirações do povo, nosso destino é o desaparecimento.

      Logo, fechar o Legislativo é a imposição para melhorarmos o país e povo;
      rebelarmo-nos contra o governo, que desrespeita o povo e despreza o país, a outra obrigação nossa, inadiável e inegociável!

      Obrigado pelo texto, André, excelente.

      Abraço.
      Saúde!

      • Obrigado a voce pela resposta.
        Meu texto tá bagunçado, escrito em celular nunca sai o que eu escrevo nessas teclas miúdas.

        Pelos comentarios escritos nesta sua postagem, acredito que voce ( não esses “bots” bolsomínimos que parasitam a TI) tenha tomado real ciência do quanto esse governo pode ser tóxico para o Brasil.

        Resta-nos crer que, daqueles 50 que sempre mencionava-mos, pelo menos meia duzia já subiram a rampa…
        Confio que nossos Generais não permitirão que o Paulo Goebbels beije as mãos dos interesses extrangeiros pisando na Nação Brasileira como se fossemos casca de ovo…

        Vamos atingir os 100 primeiros dias de governo com a certeza de que o Bozonaldio não está qualificado para o cargo.
        28 anos de serviço no mesmo legislativo que voce menciona fechar não o qualificaram para nada, muito menos o cargo de presidente que apenas mudou o nível da imunidade, embora os Generais já tenham lhe sacado a coleira dias antes de voce ter recebido alta…

        Está acontecendo algo semelhante aqui. Votaram a favor do Brexit, sem conhecer o que realmente significaria sair da Zooropa…
        Caiu a ficha quando o povo tomou conhecimento do perigo.
        Viu a multidão nas ruas de Londres, hoje? Milhões!

        Os 57 milhões de votos no Bozó, pode descontar 50 milhões pra mais, que foram mesmo é contra a continuidade do PT.

        Assim que a dilma boladona caiu eu escrevi: “agora temos que tirar o Temer!”
        O quanto demorou foi proporcional ao quanto piorou o Brasil.
        Estou escrevendo o mesmo do Bozonaldio desde antes das eleições. Ele deixou claro em seus depoimentos ser mais um que trabalha em prol dos banqueiros, não se trata apenas do Paulo Goebbels….

        Mais uma semana intensa pela frente, e segue o seco….

  15. Somente com um projeto em mãos, pode-se discorrer sobre suas diretrizes , uma por uma, caso contrário fica-se impedido moralmente de tecer considerações sobre ele.

    O que a imprensa publica sobre a previdência são opiniões de gente que não faz o verdadeiro jornalismo, que seria o que eu escrevi ai em cima, mas de vagabundinhos que usam essa nobre profissão, que seria de informar, para fazer politicagem partidária , muitas vezes até recebem dinheiro para isso.

    Como disse Juca Chaves: ” Se pagar bem, a nossa imprensa até publica a verdade”

      • Por isso quero críticas ao projeto da previdência, mas com detalhes a cada uma de suas propostas.
        Generalizações não trazem contribuição para o esclarecimento da questão. Isso a nossa fake mídia sempre faz .. O que interessa é apontar as falhas e justificar o porque delas.

  16. Mário Jr.,

    Assistimos vários jogos de interesses ao mesmo tempo, onde somos o alvo, o cartaz a ser perfurado à bala!

    A mídia se tornou inimiga de Bolsonaro, que não teve a capacidade de agir diplomaticamente, partindo para o ataque.

    Esqueceu que precisa dos venais, os parlamentares mas, a opinião pública é a imprensa que a traduz, que a apresenta, que é o termômetro da popularidade.

    Logo, Bolsonaro cercou-se de inimigos poderosos e, o mais solerte, traidor, é Guedes!

    A bem da verdade, o economista de araque não foi corajoso ao querer que os idosos morram à míngua e sejam humilhados, mal tratados, ofendidos em suas dignidades, não, Guedes foi perverso, malfazejo, insensível, preconceituoso e incompetente!

    Os 400 reais que quer pagar para aqueles que têm 60 anos e por uma década, maliciosa e intencionalmente receberia o salário mínimo aos 70 anos, Guedes extrapolou, excedeu-se, e se mostrou um crápula, canalha, safado e mau caráter!

    Nesse meio tempo, as castas intocáveis, mantidas e protegidas pelo governo e permitidas por nós, receberão suas aposentadorias milionárias, sem qualquer contribuição à Previdência, conservando seus privilégios e poderes!

    Definitivamente isso está errado!

    Não pode uma nação ser sustentável e ser viável, tendo o seu povo sacrificado, imolado, desprestigiado, mas não mesmo!

    Antes, mas muito antes, que acabemos com o legislativo, e coloquemos para correr o Executivo mal intencionado, cruel, genocida!!!

    Saúde!

  17. Meus caros colegas,

    Quem também se excedeu foi este comentarista.

    O cansaço me domina até a mente, que já não é confiável.

    Os próximos comentários postados, se houver, eu os respondo amanhã.

    Obrigado pela consideração.

    Bom descanso a todos.

  18. Uma proposta de Reforma da Previdência elaborada pela equipe do Cínico, Farsante e Banqueiro Paulo Guedes, o “super” Ministro da Economia; a desconfiança tem que ampla, geral e irrestrita.

      • Prezado Mauro Vieira,

        Os pontos principais desta reforma, tempo de aposentadoria, a diminuição criminosa na quantia recebida pelos que têm 60 anos até os 70, 400 reais por mês(!), o salário mínimo retirado como índice de reajuste para aposentados que o recebem, tais dados estão sendo publicados e discutidos à exaustão.

        Agora, importante é mencionar que, qualquer medida, visando ocasionar prejuízo ao trabalhador, exaurido em suas forças de tantos sacrifícios impostos pelos governantes corruptos e incompetentes, deve ser repelida com veemência!

        Não admito que recaia sobre o povo roubado, explorado, manipulado, enganado, ter de pagar os prejuízos ocasionados por péssimas administrações, e porque os governos anteriores desviaram as arrecadações da Previdência para projetos duvidosos ou dividi-las entre cúmplices!

        Abraço.
        Saúde!

    • Ronaldo,

      Grato pelo comentário.

      Olha, desde quando Bolsonaro se encantou com Guedes, mediante seus “conhecimentos” na área econômica, algo de muito ruim sobraria para nós, o povo, eternamente injustiçado, roubado, explorado e manipulado (não retiro também a nossa culpa pelo que hoje estamos padecendo).

      Repito:
      Muito antes de se pensar em reforma, Guedes deveria ter em mãos as causas de a Previdência ser deficitária, para a partir dessas informações, resolver os impasses e mazelas concernentes.

      Depois, COLOCANDO TODAS AS CATEGORIAS DE TRABALHADORES EXISTENTES, Judiciário, Legislativo, FFAA, Executivo, desta reforma, mas não somente o trabalhador civil e da iniciativa privada, que arcará sozinho com o ônus dessa ideia criminosa de Guedes!

      Abraço.
      Saúde.

  19. Caro Bendl, Boa saúde, como sempre, mostrando a incompetência, para não dizer MÁ FÉ do Governo, permita assino teu artigo, por mostrar a situação, que já está calamitosa, se o Congresso aprovar, a miséria do trabalhador, ao fim de sua vida laboriosa para construir um Brasil decente e justo, será breve. O Sinistro da Economia Paulo Guedes, banqueiro, está traindo a Pátria, a serviço dos colegas banqueiros que agiotam os juros em 400% ao ano, nos tornando escravos deles. Infelizmente o Presidente Bolsonaro, está traindo 57 milhões, no Voto de confiança. Uma “AUDITORIA” é preciso, e será provado que não há deficit, o que há: crime do Governo, que considero estelionato do governo, é misturar “0 seguro” 1º “S” da sigla INSS, abastecido pelo empregado e patrão e 2º “S”, de Assistência social, que deve ser bancado pelo Tesouro, cujo cofre é abastecido, pelos Impostos escorchante, de 06 meses e 5 dias anuais de nossos salários. Que DEUS-Pai, nos ampare, pois a fome é má conselheira. Em 01/08, faço 90 anos, nunca vi tanta maldade nos 3 poderes, que continuam podres. A cada um segundo suas obras e pagará até último ceitil – ass. Jesus o Cristo, vai acontecer no Tribunal Divino da Consciência, quando a morte do corpo, nosso destino, a Luz e Paz ou Ranger de dentes.

    • Meu caro amigo Théo Fernandes,

      Sempre é uma honra e alegria ler teus comentários, pois inteligentes e de grande visão humanística.

      Obrigado pelas palavras gentis, que me animam e incentivam a seguir em frente.

      De fato, Théo, a sensação é que fomos enganados, lamentavelmente.
      Bolsonaro virou as costas à realidade brasileira, às dificuldades imensas do povo, às medidas urgentes e importantes que deveria ter efetivado, mas as deixou de lado.

      Mirou o seu aparato bélico nos inocentes, naqueles que movem as engrenagens do sistema e os alimenta através de uma carga tributária desumana e, mais uma vez, recai sobre o cidadão roubado, explorado, manipulado, os erros, as más intenções, a corrupção institucionalizada, a incompetência e má fé de mais uma legislatura, eleita com a esperança de melhorias, e não de mais danos, lesões e prejuízos ao combalido e já sem forças povo brasileiro!

      Enfim, levo-me a crer que esta é a nossa sina, o nosso destino cruel, o carma que devemos pagar porque não soubemos ao longo de vários séculos dar valor ao país, à terra, às bênçãos divinas pelo país onde nascemos.

      Em consequência, muito menos nos valorizamos, muito menos nos demos importância, muito menos construímos ou soubermos edificar uma sociedade justa, ordeira, querendo se desenvolver e crescer!

      Vivemos até o presente momento ao Deus dará ou, então, resignados e exclamando, Deus quis assim!
      E mais nada!

      O resultado, agora, dessa nossa omissão e irresponsabilidade como cidadãos é amargar mais um plano humilhante, que nos prejudica, cuja intenção malévola é eliminar os idosos através da pobreza e miséria!

      Bom, desta vez, espero que haja uma reação popular, e que seja incisiva, contundente, que não precise ser interpretada, mas entendida ao pé da letra!

      Abração, meu amigo.
      Saúde, muita SAÚDE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *