Estado Islâmico agora avança em direção à Jordânia

Nahum Sirotsky
iG Notícias

O Estado Islâmico (EI), apesar de sofrer múltiplos ataques da coalizão encabeçada pelos Estados Unidos, não tem investido contra alvos ocidentais. Os países árabes que fecharam com Obama tomaram essa posição como medida preventiva.

Conhecido inicialmente por fusão de forças rebeldes no Iraque e Síria, o EI tem por objetivo conquistar o domínio de todos os territórios árabes muçulmanos. Segundo eles, os governos atuais são impuros ou não cumprem os mandamentos do Alcorão. O que desejam é um contexto que permita a imposição do poder absoluto pelos grupos islâmicos mais radicais, isto é, a organização do califato e todos os outros elementos de um Estado com tais características.

Algumas frentes de apoio aos americanos vêm da Jordânia, Emirados Árabes e Arábia Saudita, com participação ativa em ataques aéreos, único meio de luta empregado. Obama não quer tropas terrestres, o que resultaria, inevitalmente, em mortes de jovens americanos e de outros países.

LUTANDO COMO “SAHID”

No vocabulário religioso muçulmano, sahid siginifca “sacrificado em nome de Deus”. Segundo a mitologia, o sahid não morre, mas ascende ao paraíso, onde tem acesso a todos bens e alegrias, que lhe eram proibidos na terra, inclusive bebidas alcoólicas. Aqueles que se submetem ao EI, fazem isso em defesa ao nome de Alá.

Para o grupo, as outras pessoas são infiéis e não merecem viver. Esses islâmicos têm assimilado os ataques aéreos da coalizão “como sacrifícios aceitáveis como preço pela estratégia que adotam”.

Israel não concebe, de forma alguma, que o Estado Islâmico se infiltre na Jordânia, com quem assinou tratado de paz em 1994. Por enquanto, houve aproximação, apenas na fronteira com a Síria. O governo israelense está atento.

 

8 thoughts on “Estado Islâmico agora avança em direção à Jordânia

  1. Ideologias e/ou religiões têm elementos suficientes para a formação de fanáticos, embora quem, mesmo desse meio, não pratica ações radicais como eles. Têm que trabalhar para o sustento próprio e da família e por isso não têm tempo para essas coisas, ao contrário dos desocupados.
    O marxismo-leninismo e o islamismo se enquadram perfeitamente nisso e, alguns de seus seguidores que não trabalham, acabam por achar uma ocupação na “salvação” da humanidade que , dentro do estabelecido por essa religião ou ideologia, o burguês e o infiel devem ser eliminados.

  2. Que coisa. Uma das 3 principais religiões – judaica, cristã ou islâmica – tem sempre que estar “aprontando”. Quando uma se acomoda, a outra começa. E isso tudo em nome de Deus. Coitado dele. Deve estar meditando se valeu mesmo a pena povoar o tal de planeta Terra. Lá com seus botões, deve estar pensando: – O que será que deu errado ? Não era para ser assim !

  3. Concordo com você prezado Martin.
    O cristianismo já fez das suas, hoje não mais.
    O que temos hoje, com essas animosidades assassinas, ainda é o marxismo-leninismo e o islamismo.
    Embora, nem todos os muçulmanos tenham essa animosidade , como os antigos cristão também já tiveram. Não têm tempo para isso. Trabalham.
    A verdade é que se Deus existe, e eu como cético não o afirmo e nem desminto, quem criou as religiões e ideologias foram o Homem, o que as desacredita.

    • Agora os estadunidenses tem que honrar as calças que vestem, e serem homens o suficiente para defender o Iraque, foi avisado milhões de vezes que o iraque já estava estabilizado e com mulheres médicas e livres e participando do governo Iraquiano, mas o medo de uma fonte de petróleo esgotar e mais de 300 milhões dentre veículos, navios, mísseis e demais termelétricas ficarem sem petróleo houve o massacre de mais de 1 milhão de iraquianos, o brasil sempre teve e ofereceu o petróleo o suficiente para não parar a máquina estadunidense, Israel tem condições de abrir cinco frentes de combate ao mesmo tempo, não precisava dos eua ajudar Israel, israel elimina e silencia as artilharias Iranianas e Iraquianas naquela época ao mesmo tempo caso um ataque combinado, silencia em 1 mês com ataques de caças israelenses, essa mina de petróleo aos estados unidos custou mais de 5.000 vidas estadunidenses, foi o único erro da máquina de guerra mais atuante do planeta, apoio os estadunidenses que lutam pela liberdade das mulheres em vários países onde antes mulher era proibida de estudar dentre outras coisas, mas o erro premeditado que foi atacar o Iraque , isso foi lamentável, agora o Iraque não tem exército nem armas para se defenderem dos atuais inimigos dos: EUA, síria, Líbia, Israel dentre outros países e tem outra, os estados unidos apoiaram o Iraque durante os dez anos da guerra entre iraque e irã, agora é q os estadunidenses tem que acabar com a guerra para defender israel…

  4. Certamente Deus está sentado no seu trono, puxando a longa barba branca com a mão esquerda, enquanto a direita tamborila os dedos no encosto da sua poltrona divina!
    Não deve estar pensando, “onde foi que eu errei”, mas deve estar se lamuriando em nos dar o poder que se aproxima a ele:
    O Livre Arbítrio.
    Que não é, a meu ver, esta simples escolha entre o bem e o mal, e suportarmos as consequências da opção escolhida erradamente. Também não, pois se surgimos no mundo imperfeitos, como que o nosso Pai poderá nos cobrar uma conduta irrepreensível?
    Agir bem ou mal é decorrência de se ser humano, de não haver correções na índole durante a jornada, e chance de corrigir atos insanos voltando no tempo.
    O comportamento do humano é típico de uma raça que se desenvolveu mediante suas descobertas, desenvolvimentos, realizações, poder de matar, poder de subjugar, de humilhar, de se solidarizar e de amar, inclusive.
    Pois são essas variações de ânimo e conduta que nos configuram instabilidades, que nos decepcionam ou nos alegram, que fazem progredir povos e nações ou sucumbi-las pela vaidade, orgulho, presunção, prepotência, arrogância e sentimento de que se é infinito.
    O mundo se desenvolve porque as pessoas nascem, simplesmente.
    A cada ser a mais neste planeta, a dúvida:
    Será bom ou mau?
    Útil ou inútil?
    Acrescentará aos vivos ou diminuirá as suas esperanças?
    Será um benfeitor ou explorador de povos, um títere, uma pessoa cruel?
    A partir do momento que um homem e uma mulher, um ser humano completo, composto do macho e da fêmea – composição natural à preservação da espécie -, este casal tem à sua disposição o poder de dar continuidade aos humanos que reverenciamos ou odiamos; que se tornaram conhecidos ou ilustres desconhecidos; que foram alguém em suas vidas ou meros coadjuvantes de suas próprias existências.
    O Livre Arbítrio é quando DECIDEM ter filhos, pois jamais poderão saber durante a concepção quem estarão gerando!
    E recairá sobre este filho a glória ou a ruína de seu nome diante da maneira como seguir a sua vida, que foi lhe foi dada pelos seus pais, que esperavam que fosse uma pessoa de bem, e não um ser repudiável.
    O grande segredo de Deus foi nos conceder o poder de gerar um filho, e que esta decisão fosse tomada entre duas pessoas absolutamente diferentes entre si, um homem e uma mulher, para que refletissem na grandiosidade e consequências de trazerem uma criança para este planeta, ENTRETANTO, impedindo que soubéssemos antecipadamente o tipo de pessoa que será, se positiva ou negativa.
    Temos um poder similar a Deus, mas não sabemos o futuro, e desconhecemos as decorrências da pessoa que geramos, a verdadeira responsabilidade transcendental do Livre Arbítrio.
    Eis o poder, porém, eis também a incógnita!
    Pensemos no quanto o sofrimento do mundo teria sido infinitamente menos se os pais de Hitler não o tivessem gerado;
    Os genitores de Mao;
    Stálin;
    Pol Pot;
    Fidel Castro;
    Do rapaz que ateou fogo no circo Norte-Americano, em 61, Niterói, matando centenas de crianças queimadas;
    Dos irresponsáveis que atearam fogo à boate Kiss, em meu estado, RS;
    Dos causadores do incêndio no edifício Joelma;
    Dos que construíram mal o Titanic;
    Por outro lado, o do bem:
    Que alegria para os pais de Bach;
    Beetowen;
    Wagner;
    Chopin;
    Barnard;
    De motoristas de ônibus que transportaram milhares de pessoas em segurança;
    De Balzac;
    Érico Veríssimo;
    Machado de Assis;
    Ivo Pitanguy e seu bisturi mágico;
    Pavarotti
    Plácido Domingo;
    Carlos Newton;
    Jorge Béja.
    E as pessoas não se conscientizam deste poder e, de maneira até mesmo criminosa, geram descendentes, e sabendo agora que não tinham condições materiais e morais para tê-los, configurando a este comportamento o verdadeiro PECADO e mal que podemos fazer aos INOCENTES QUE TRAREMOS à Terra para sofrer e nos fazer arrepender!
    Eis o verdadeiro Livre Arbítrio:
    Quando outros pagam pelos nossos erros, omissões, abandonos, pelas nossas irresponsabilidades e total falta de aferição do quanto somos importantes e PODEROSOS, no entanto, a grande dúvida que será o desenvolvimento desta pessoa, então as atribulações paternas, os cuidados, as proteções, o amparo, a família, o afeto, carinho, amor, compreensão e tolerância E, MESMO ASSIM, os filhos estão sujeitos às tentações, aos desvios de caráter, de atenderem ao apelo de falsos prazeres, e de se transformarem em políticos e do PT, que tristeza!
    Pois o estado islâmico nada mais é que a consequência de outros estados que sempre exploraram os árabes, que os segregaram, que também foram com eles radicais, em nome de Deus!
    Não posso me decepcionar com esta situação, a não ser lamentar que os filhos que a maioria dessa gente põe no mundo é para o mal, à vingança, o ódio, ao sofrimento.
    Na razão direta que Deus nos fez iguais uns aos outros, a questão é saber por que somos desiguais nos sentimentos, se a concepção é a mesma e a geração dos filhos idem, tanto do lado judaico, como cristão e islamita.
    Livre Arbítrio, ainda mais quando este poder é voltado para as questões mundanas, e não da superioridade que podemos alcançar como os grandes vultos, que citei alguns ou, então, dos personagens que tanto nos fizeram descrer da raça humana, que nascidos dela mesma a transformam em seus grandes e únicos inimigos!

  5. Existe um jeito bem simples e… concomitantemente, altamente complexo. É só os governantes de todo o planeta acabarem com todas as armas de fogo, da mais simples espingarda de caça até a bomba atômica. A violência ainda vai continuar… podem utilizar facas, vidros, pedras, mas vai diminuir bastante. As fábricas de armamentos seriam transformadas em fábricas de equipamentos hospitalares, escolas, asilos, orfanatos etc… reconheço que, no mínimo, muitos vão querer me encaminhar para algum asilo… de loucos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *