Estamos em agosto

Carlos Chagas

Agosto comeou ontem. Para alguns, ms de tomar cuidado, at porque o dia 13 cair numa sexta-feira. Getlio Vargas suicidou-se, em 1954, Jnio Quadros renunciou em 1961 e Costa e Silva teve um derrame cerebral em 1969 tudo em agosto, s para ficar nos presidentes da Repblica.

Deixando a superstio de lado, haver que prestar ateno neste agosto, decisivo para a campanha presidencial. Na quinta-feira, 5, comeam os debates entre os candidatos, o primeiro promovido pela TV-Bandeirantes. Na outra tera-feira, 17, inicia-se o perodo de propaganda eleitoral gratuita no rdio e na televiso. At o dia 31, pelo menos mais quatro pesquisas sero realizadas e divulgadas.

A pergunta que se faz sobre qual dos pretendentes ao palcio do Planalto estar com os nervos mais flor da pele. Claro que todos vo negar qualquer alterao de comportamento, mas bom verificar que Dilma Rousseff sofre cada vez que entra num jatinho e comeou a chamar as reprteres de minha filha. Quando isso acontece porque chegou ao limite sua capacidade de escutar perguntas desagradveis ou at cretinas.

Jos Serra, de seu turno, desdobra-se para sorrir, sem resultado, quando em passeatas pelas ruas de grandes cidades, sente pouca repercusso popular. Em especial se for em Minas. Viu um ovo ser arremessado sobre sua comitiva, mesmo tendo passado a metros de distncia de sua calva. Sem explicao, Marina Silva perdeu a voz quando comeava a falar a um grupo de empresrios, no fim de semana.

inegvel que a temperatura vai subindo entre os candidatos, at por conta de baixarias recprocas, mas um fato deve ser ressaltado para favorecer a viso otimista deste novo agosto: ao contrrio de eleies passadas, o eleitorado no est nem um pouco emocionado, sensibilizado ou em p-de-guerra. J temos assistido entreveros violentos e mesmo virulentos nesse perodo, com choques de rua, pancadarias, tiroteios e sucedneos, estaduais e federais. Agora, pelo menos at hoje, nada.

O cidado comum ainda no se tocou para a evidncia de que em breve estar decidindo sobre seu prprio destino, e o da nao. Talvez porque no esteja mesmo, tendo em vista a identidade ideolgica entre os candidatos, a falta de promessas de mudana real e sensvel na poltica e na economia e at, no h como negar, um clima de satisfao popular diante da performance do Lula.

Apesar de tudo, um lembrete final: estamos em agosto…

Nem euforia nem tristeza

claro que felizes ficaram os companheiros, com a diferena de cinco pontos em favor de Dilma Rousseff, na mais recente pesquisa do Ibope. Mas sem euforia, porque as eleies acontecero em outubro.

No reverso da medalha, os tucanos preocuparam-se, mas no a ponto de perder o plano de vo. Afinal, Jos Serra j esteve na frente, inmeras vezes. O importante, em mais essa tomada de opinio, que as consultas sobre votos em branco, nulos e indecisos somam 19%.

Um volume de eleitores para no deixar ningum desesperanado ou confiante demais. Parece evidente que as duas primeiras categorias, branco e nulo, estaro presentes na hora de votar, ainda que os indecisos devam diminuir, mesmo fluindo para uma das duas outras. Sem contar os faltosos, percentual difcil de calcular antes da eleio, j que somos 135 milhes de eleitores.

De qualquer forma, outras pesquisas viro, jamais certezas, mas tendncias expressivas medida em que o tempo passar e os institutos desdobrarem-se para no ficar muito distantes do resultado final. Precisaro de clientes para as eleies seguintes…

Agresso na hora errada

Mesmo sem a emisso de juzos de valor a respeito das criticas do presidente Lula ao Senado e Cmara, ressalte-se a inoportunidade das agresses.

Sbado, em Curitiba, no palanque de Dilma Rousseff, o primeiro-companheiro disse esperar que a candidata, se eleita, encontre um Senado de mais qualidade, mais respeitador, que no ofenda o governo como ele foi ofendido. Um Senado que no faa mesquinharia.

Na mesma ocasio, referiu-se o Lula s eleies para deputado federal pedindo aos eleitores mais critrio e mais rigidez na escolha de seus candidatos.

O problema que, postos em recesso at outubro, deputados e senadores vo reunir-se excepcionalmente num chamado esforo concentrado de uma semana em agosto e outra em setembro. O primeiro comea precisamente hoje, quer dizer, Suas Excelncias estaro chegando a Braslia com as orelhas quentes. No tero como deixar de repercutir as crticas do presidente. A oposio no perder a chance de devolver-lhe o agravo, em especial no Senado.

Para o PT, o Lula tem razo quando investe sobre os senadores, por conta da supresso da CPMF, que retirou dos cofres do governo muitos bilhes anuais. O diabo que ele forneceu munio para os adversrios de Dilma e assunto para polmica atravs da mdia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.