Estão defendendo um José Dirceu do passado, que não existe mais. Quanto a Genoino e Delúbio, sem comentários.

Carlos Newton

É impressionante, na internet, o bombardeio de artigos e notas defendendo José Dirceu, José Genoino e até inexpressivo Delúbio Soares, mas não se registra o mesmo fenômeno em relação a outros personagens da mesma novela, como Roberto Jefferson, Valdemar Costa Neto, Pedro Henry, Bispo Rodrigues e Marcos Valério.

Essa defesa massiva na mídia eletrônica é algo jamais visto aqui no Brasil, desfechada simultaneamente em sites, blogs, e-mails e redes sociais, com argumentos que chegam ao ridículo, ao considerar que Dirceu, Genonio e Delúbio estariam literalmente atravessando “uma via crucis”, o que significa compará-los com Jesus Cristo, vejam a que ponto de fanatismo político chegamos, e justamente na época de Natal.

Nessas mensagens que inundam a internet brasileira, os três destacados petistas são considerados como “presos políticos”, ao invés de “políticos presos”, o que é um belo jogo de palavras. Mas como podem ser presos políticos, se o regime é comandando pelo próprio PT e o Supremo tem ampla maioria de ministros  nomeados pelos próprios governos petistas?

NÃO SÃO OS MESMOS…

Seus defensores esquecem que, hoje, Dirceu, Genoino e Delúbio nada têm a ver com o que foram antes. Dirceu, por exemplo, tornou-se um homem muito rico, por usar indevidamente seu prestígio político para conduzir negócios e negociatas junto governantes petistas nos âmbitos federal, estadual e municipal. Deveria ser execrado por isso, mas no PT a prática de dar esse tipo de “consultoria” é vista como atividade normal e regular.

Dirceu não é exceção, mas pode ser considerado o maior exemplo de sucesso como “consultor”, a mesma atividade exercida hoje pelo ex-ministro Antonio Palocci e pela também ex-ministra Erenice Guerra, todos fazendo fortuna com “consultorias” e festejados pelo antigamente “partido mais ético do país”, no dizer de seu fundador Lula.

PIMENTEL E DELÚBIO

O ainda ministro Fernando Pimentel também fez o mesmo. Abriu uma consultoria em Belo Horizonte e chegou à perfeição – receber o dinheiro sem prestar os serviços. Foi um escândalo, um vexame nacional, mas a presidente Dilma Rousseff o manteve no cargo, alegando que os “malfeitos” foram cometidos antes de o companheiro Pimentel ser nomeado ministro, um desculpa realmente criativa e patética.

Para não ficar para trás, Delúbio Soares, que era um modesto professor de Geografia no ensino básico, também se tornou um bem-sucedido “consultor de empresas” em Goiânia, intermediando negócios com a prefeitura do petista Paulo Garcia, vejam só que coincidência.

E Genoino mostra agora todo o seu caráter. Aposentado na Câmara com 20 mil mensais, pede nova aposentadoria por invalidez, para elevar o pagamento para 27 mil, além de sua Bolsa-Ditadura. Como diz Silvio Santos, é tudo por dinheiro, nesse falso guerrilheiro, que delatou os companheiros sem ter sido torturado, conforme relato do coronel Licio, que o prendeu no Araguaia, e Genoino não o desmentiu.

Traduzindo: esses falsos petistas não são mais os mesmos, e o PT, também não. Sua direção prepara uma seção de desagravo a Dirceu, Genoino, Delúbio e o resto da quadrilha. Mas o que esperar do PT? O que esperar da política brasileira? Existe algum partido verdadeiramente nacionalista e que defenda os interesses da população? A resposta é o silêncio. Nossa geração politicamente fracassou.

15 thoughts on “Estão defendendo um José Dirceu do passado, que não existe mais. Quanto a Genoino e Delúbio, sem comentários.

  1. Ele José Dirceu já foi defendido no passado até de sobra, porque muitos foram massacrados nas prisões para ajudar sua libertação através da troca pelo embaixador. Que fez ele quando chegou ao poder? Desonrou a memória dos que morreram, dos que sobreviveram após as torturas e, ainda por cima, na chefia da Casa Civil, foi cúmplice da covardia, de engavetamentos e restrições de direitos de anistia das vítimas da ditadura. Além de abandonar velhos lutadores de seu próprio passado para que morressem na miséria e sem direitos, foi ladrão dos cofres públicos no exercício do poder. Um verme indefensável sob qualquer ponto de vista.

  2. CARTA ABERTA AO PSOL. A nosso ver, ou vocês estão equivocados sem saber ler o que está de fato acontecendo no Brasil, ou estão de brincadeira com a História do Brasil, e zombando do povo das ruas, com essa pré-candidatura chapa-branca, imposta de cima para baixo com virtuais segundas intenções . Verdade seja dita, por conta desse tipo de atitude, vocês tb foram expulsos das ruas pelo próprio povo indignado e revoltado que gritou alto e em bom som para o Brasil e o mundo: “sem partidos, sem partidos, sem partidos…”, fato esse que reflete o grau de insatisfação com o apego ao chapa-branquismo. Daí vem vocês, agora, a está altura do incêndio do partidarismo-eleitoral, com esse papo furado, escondidos atrás dessa farsa desse tal congresso chapa-branca para inglês ver, que todos sabemos como funciona, dentro do mundinho fantasioso em que vivem, e impõem ao povo uma candidatura chapa-branca, oriunda de um poder que goza de credibilidade quase zero junto ao conjunto da população, que, nas Ruas, durante as manifestações de junho, por milagre, não foi incinerado. E ainda têm a cara de pau de dizer que estão com o povo, que vão ouvir o povo, mas que na prática nada apresentaram no congresso para abrir as eleições e democratizá-la de verdade, à participação direta da sociedade, como o povo pediu nas Ruas do Brasil. Fala sério. Parem com Ilson, chega dilson, o povo não quer e nem agüenta mais Ilson. Chega de demagogia barata, chega de trololó ideológico enganador, vazio e inútil, chega de palanquismo vazio, chega de sofismas, bravatas e 171 eleitoral. Portanto, se vocês querem de fato ouvir as Ruas do Brasil, retirem já está candidatura chapa-branca, equivocada, tão ou até mais sem sentido do que a dos seus adversários, e se entreguem de fato , de corpo e alma à vontade das Ruas do Brasil, e suas justas e necessárias demandas, de forma desprendida, verdadeira, sem oportunismo , sem esquemas e sem malandragem partidária-eleitoral. Corrijam esse equívoco, rápido, e apoiem a candidatura que é de fato das Ruas do Brasil, Revolucionária, sem rabo preso com o continuísmo, e detentora do Projeto Novo e Alternativo de Nação e de Política-partidária-eleitoral que as Ruas de fato querem, sob pena de vocês também serem atropelados pelas próprias Ruas caso insistam com esse equívoco dessa candidatura chapa-branca que, na verdade, significa o continuísmo do senado, do chapa-branquismo, oportunista e dominador, e o fechamento das portas do psol para as Ruas do Brasil. Em 2006, com Heloisa Helena, vocês tentaram reduzir o PSOL e o Brasil ao tamanho de Alagoas, e não deu certo. Em 2010, com o Companheiro Plínio (de muitas e boas causas e lutas, merecedor do nosso respeito e admiração), vocês tentaram reduzir o psol e o Brasil ao tamanho do Estado de São Paulo, não vingou. Agora em 2014, vocês tentam reduzi-los ao tamanho do Amapá. Assim não dá. Tô fora. Com vocês, ou apesar de vocês, o fato é que as Ruas irão rugir em 2014, o Bicho vai pegar, e quem viver verá. E quem avisa amigo é. E não digam depois que não foram avisados, com bastante antecedência. E tenho dito.

  3. O trio petista que vem sendo defendido pelos seus pares tem uma razão de ser: o partido.
    O bombardeio do PT nas redes sociais alegando inocência de seus companheiros tem como objetivo o célebre ditado popular:
    ´”Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.
    A intenção é ocasionar ao povo inculto e incauto, aquele que o PT efetivamente trabalha, a dúvida de suas culpabilidades, gerando simpatia nesta gente e atraindo-a em forma de votos às eleições do ano que vem.
    Uma boa estratégia, que sempre tem notabilizado os petistas, que matam e morrem pelo partido, diferentemente se fosse com o Brasil e seu povo, pois estes são usados e explorados sem qualquer pudor e traídos em nome de uma ideologia retrógrada, porém altamente moderna a forma encontrada de se manter no poder, paradoxalmente.
    Por outro lado, o PT precisa aliviar as suas costas com a responsabilidade no mensalão, e batendo nesta tecla do sacrifício e humilhação de seus partidários que mais se envolveram neste crime contra o Estado, imagina transferir para os outros a parcela maior que recai sobre este trio especificamente, uma maneira de o PT agradecer o golpe de público que o beneficiou amplamente e segue colhendo os frutos deste crime lesa-pátria!
    A verdade é que quanto mais os petistas publicam apoio ao trio de canalhas, mais se constata a gravidade do mal que fizeram e o bem que ocasionaram ao partido, haja vista o PT ser uma organização política apátrida, que não nutre qualquer interesse pelo País, pela Nação, pelo Estado e pela Pátria, a não ser por si mesma e pelo poder.

  4. Subscrevo os dizeres do Sr. Bendl. Se ele me permite, é claro.

    No fundo, esses lacaios petistas viram a vida boa de Fidel Castro e quiseram-na para si.

    O pior é que, mesmo sem terem mudado o regime político brasileiro para o comunismo, já colheram frutos como bem registrado no texto do Sr. Newton.

    Dirceu e Lula são homens riquíssimos.

    Delúbio, mesmo sendo professor de geografia – subginasiania – e Genoíno, pessoas sem o menor preparo vivem melhor do que a maioria dos brasileiros que apresentam boa capacitação profissional.

    Fica claro que valeu a pena a estas pessoas, enveredarem-se pelo gueto do comunismo. Elas colheram e ainda colhem seus frutos.

  5. Agora, imaginem se esta cambada consegue, de fato, instalar o comunismo em nosso país e no restante da América Latina (?)… quantas benesses não iam colher estando no domínio do poder?

    E nós? Que trabalharíamos para sustentar esta cambada que nunca trabalhou “como gente grande” em toda a sua vida!

  6. “No fundo, esses lacaios petistas viram a vida boa de Fidel Castro e quiseram-na para si”

    Até um “infraginasiano” sabe que as conjunções e, que … atraem o pronome : “e a quiseram para si”.

    Pode fazer sua candidatura à presidência. Quanto mais burro, mais o povo gosta. Vide Lula e asseclas.

    Roberto Jefferson ? Tão delator quanto Genuino. Entregou porque só recebeu 60% e achava que iria morrer.

  7. Ô asno, se o sujeito é explícito antes do verbo, tanto faz próclise ou ênclise. Pelo jeito você – como parte da ala sub-ginasiana do povo – vota no “Mula” et caterva.

  8. Senhores, acordem e vejam a que nivel este blog está chegando, menos.

    Asno, comunista, burro e outros adjetivos.

    QUASE todos querendo mostrar mais capacidade intelectual do que o outros, ou sei lá o que.

  9. Quanto mais burro, mais o povo gosta. Vide Lula e asseclas.
    De novo: Vide Lula e asseclas.

    Quer que desenhe, Sra Anta, ou já entendeu que não sou petralha ?

    “se o sujeito é explícito antes do verbo, tanto faz próclise ou ênclise” ??? KKKKKKKKKKKKKKKK
    A estupidez justifica os escritos.

Deixe uma resposta para Luiz Felipe Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *