Estevãozão foi cassado por 8 anos, já está ELEGÍVEL. Seu problema é outro: foi condenado a 31 anos de prisão por TRIBUNAIS COLEGIADOS. Roriz não foi condenado, é INELEGÍVEL mesmo.

O projeto ficha-limpa é uma vergonha. Entre mortos e feridos, escaparão todos. Uma perguntinha inócua, ingênua, inútil: um homem que renuncia a 7 anos e meio de mandato no Senado, como fez o senhor Roriz, pode ser considerado inocente? Por que se candidatou, se elegeu e logo renunciou?

Depois da aprovação desse projeto de inspiração suja, o senhor Roriz vibrou de “emoção”, lançou sua candidatura a governador e afirmou publicamente: “O Congresso acaba de purificar todo o meu caminho, nunca fui condenado por tribunal algum, de apenas um juiz ou colegiado”.

Primário, miliardário (como?), autoritário, não percebeu que foi condenado por ele mesmo. É verdade, jamais foi condenado, nem de longe tentaram examinar sua fortuna. Mas quem, livre e voluntariamente, RENUNCIA a um mandato que também livre e voluntariamente disputou, sabe que é CULPADO e não de pouca coisa.

Roriz não pode ser candidato. O TRE não tem o mínimo de condições para registrar a possível, suposta ou pseudo candidatura dele. Ele naturalmente recorrerá ao TSE, que em 15 minutos REFERENDARÁ o veto do TER, impedirá toda e qualquer candidatura de Roriz.

Ninguém consegue explicar o que Roriz espalha, “fui governador 4 vezes”. Na verdade, a primeira foi de “INTERVENTOR NOMEADO”, e logo por quem? Por José Sanrney. Portanto, é inelegível também por falar “menas” verdade.

E para terminar esta parte do assunto,  digamos que a candidatura Roriz seja autenticada e registrada pelo Tribunal Eleitoral. (O regional e o nacional). Perderá para Agnelo Queiroz, que foi ministro de Lula, deixou o cargo para concorrer ao Senado, disputando uma vaga em 2006.

Roriz, com toda a vantagem da fortuna e do fato indiscutível de que dominava toda a máquina da capital, ia perdendo para o ex-ministro. Ganhou por uma diferença tão pequena, que a palavra GANHOU fica inteiramente deslocada.

Agora, Agnelo está mais forte do que em 2006, disputa para o governo e não para o Senado. Há 4 anos, Lula concorria à reeeleição, não tinha força suficiente para transferir a Agnelo. No momento, Lula já afirmou: “Gostaria de deixar o Agnelo como governador da capital”. O que significa que ajudará o ex-ministro. Que era do PCdoB, hoje está no PT.

Além do mais, é preciso um reexame da situação. Se dizia habitualmente em Brasília: Roriz tem penetração na periferia, Arruda no Plano Piloto, Estevãozão compra onde for necessário.

Mas com todos esses escândalos, quem garante que Roriz ainda é o cacique e o xerife das cidades satélites? E por que os cidadãos dessas quase 30 cidades satélites votariam em massa, no homem que governou Brasília 4 VEZES? (Aceitemos seus números).

Nesses anos, deixou as cidades satélites abandonadas, só cuidou do Plano-Piloto e das zonas ricas e bem afortunadas. Apenas 4 ou 5 das cidades satélites ganharam metrô, o mais fácil de fazer no mundo, sem desapropriações, em linha reta e construídos em poucos meses. Portanto, Roriz, nunca mais.

Dizem que enquanto Roriz domina a periferia, Arruda controla o Plano Piloto, e que apoiará Roriz. Têm conversado, têm suficiente falta de escrúpulos e de caráter para se juntarem, ou para mostrarem que nunca se separaram. (Todos os implicados nas roubalheiras de Brasília têm um dado em comum: VIERAM DOS GOVERNOS RORIZ , E SE CONSOLIDARAM E FORAM APANHADOS NO GOVERNO DE ARRUDA).

Roriz e Arruda com fraturas expostas, sobra o Estevãozão, que já é apontado como COORDENADOR do homem que depois de tantas vezes dominando a capital, está numa tal depressão, que já emagreceu mais de 20 quilos. Já disse aqui: por causa dessa depressão visível, Estevãozão seria vice de Roriz.

Mas surge então, o que se chama irrefutavelmente de “paúra”. Cassado em 28 de junho de 200, Estevãozão já está ELEGÍVEL a partir de 28 de junho de 2008. Só que no meio disso tudo, apareceu o projeto ficha-suja, perdão, ficha-limpa, que apavora muita gente, principalmente Estevãozão.

***

PS – Há meses não se fala noutra coisa, o famoso projeto que torna ou tornaria inelegíveis, cidadãos que tivessem cometido irregularidades exercendo cargos públicos. Mas havia uma dúvida: esse projeto já valeria para 2010 ou só entraria em vigor em 2012?

PS2 – O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na sexta-feira: “O projeto ficha-lima já vale para a eleição deste ano”.

PS3 – Puxa, atingiram o coração de Estevãozão, embora seu bolso continue inatingível. Cassado por causa do escândalo do Tribunal do Trabalho de São Paulo, levou Arruda e ACM Corleone à RENÚNCIA PARA NÃO SEREM CASSADOS. (Coisa que o ficha-limpa também proíbe. E que vai IMPEDIR RORIZ DE SE CANDIDATAR).

PS4 – Já ELEGÍVEL por causa do fim da cassação, Estevãozão, condenado a 31 anos de prisão, POR TRIBUNAIS COLEGIADOS, é suficiente esperto para não se candidatar a coisa alguma.

PS5 – Conclusão: sem Roriz e Estevãozão, está se desenhando uma luta entre Agnelo e o “governador” indireto Rogério Rosso, outro que pretende violentar o Aurélio e o Houaiss: “Não foi ELEITO, quer ser REEELEITO”. Que República e que capital.

PS6 – Haja o que houver, a ilha da fantasia, da mordomia e da hipocrisia, não pode seqüestrar o povo, obrigá-lo a votar em C-O-R-R-U-P-T-Í-S-S-I-M-O-S.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *