Se fizerem delação, os megaempreiteiros destroem o PT

Polícia Federal esperou a hora certa para fazer as prisões

Vera Magalhães
Folha

A prisão de Marcelo Odebrecht levou pânico ao mundo político pelo grau de conhecimento que o presidente da empreiteira tem dos pormenores da engrenagem do financiamento eleitoral ao PT nos últimos anos. Mesmo negando participação de sua empresa no escândalo de corrupção na Petrobras, o executivo teria feito relatos de como o esquema abasteceu campanhas petistas em 2010 e 2014. O temor é que, se ficar preso por muito tempo, Marcelo resolva desfiar esse novelo.

Dados o potencial de estrago de uma possível fala de Marcelo e a falta de elementos para sustentar as prisões, advogados apostam que a libertação dos presos desta sexta-feira será mais rápida que o padrão.

Na contramão Advogados da Odebrecht sustentam que não faz parte da linha de defesa dos executivos presos selar acordos de delação premiada, como fizeram investigados de outras empreiteiras.

ACORDOS DE LENIÊNCIA

A entrada da Odebrecht e da Andrade Gutierrez na Lava Jato vai levar o Planalto a reforçar o empenho para selar os acordos de leniência na CGU (Controladoria-Geral da União).

Com todas as grandes empresas envolvidas, o governo não quer travar ainda mais o setor de infraestrutura, já em crise.

“SOFISTICAÇÃO”

Nos relatórios que embasaram os pedidos de prisão da nova fase da Lava Jato, a Polícia Federal aponta que “as operações do grupo Odebrecht seguem padrões mais sofisticados do que as concorrentes”.

Isso explicaria, segundo a PF, a ausência de provas em buscas anteriores na empresa. “Os [meios]eletrônicos estavam praticamente limpos”, registram os agentes em um dos textos.

Atônitos com as prisões, políticos lembravam no fim da semana que ainda está por ser conhecido o teor da delação de Ricardo Pessoa, da UTC, que deve ser homologada nos próximos dias pelo relator Teori Zavascki.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Foi impressionante a estratégia da força-tarefa do Ministério Público e da Polícia Federal. Primeiro, o grupo pediu a prisão preventiva dos menores empreiteiros, os depoimentos deles mostraram o envolvimento dos maiores empresários, foram então colhidas as provas e enfim ocorreram as prisões, que os advogados deles não estão conseguindo revogar. Foi um golpe de mestre, realmente. (C.N.)

4 thoughts on “Se fizerem delação, os megaempreiteiros destroem o PT

  1. C/N, realmente a equipe da Lava Jato foi de uma precisão cirúrgica. Começaram devagar pelo andar debaixo e aos poucos foram subindo e criando um corpo de provas enorme contra o andar de cima. Acho que só falta mais um andar….

  2. Que conversa é essa de infraestrutura prejudicada, por causa das safadas empreiteiras? Todos sabem que as grandes contratam médias e pequenas para tocar os serviços, ficando só nos bastidores, ou quando muito tendo alguém para gerenciar os canteiros. Basta querer e as coisas andam. É que não querem, ou porque não há dinheiro para pagar as médias e pequenas, ou porque não querem comprar briga com as financiadoras das polpudas propinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *