“Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel”, diz o eterno hino do Natal brasileiro

Assis Valente e Carmen Miranda

Assis Valente e sua grande amiga Carmen Miranda

Paulo Peres

Poemas & Canções
 

O compositor baiano José de Assis Valente (1911-1958), autor de grandes sucessos da MPB,  na marchinha “Boas Festas” criou uma das mais melancólicas e famosas letras da MPB, porque revela sua preocupação com a causa da criança pobre e infeliz, provavelmente, devido à sua própria infância. Composta em 1932 e gravada no ano seguinte por Carlos Galhardo, pela RCA Victor, esta marchinha tornou-se o “hino” do Natal brasileiro.

BOAS FESTAS
Assis Valente

Anoiteceu
O sino gemeu
A gente ficou
Feliz a cantar

Papai Noel
Vê se você tem
A felicidade
Pra você me dar.

Eu pensei que todo mundo
Fosse filho de Papai Noel
Bem assim felicidade
Eu pensei que fosse uma
Brincadeira de papel

Já faz tempo que eu pedi
Mas o meu Papai Noel
Não vem
Com certeza já morreu
Ou então felicidade
É brinquedo que não tem.

5 thoughts on ““Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel”, diz o eterno hino do Natal brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *