EUA divulgam documentos que desmascaram o judeu Kissinger, ex-secretário poderoso

Helio Fernandes

Em 1972, Nixon ameaçado de impeachment (renunciou) conversava com Kissinger (secretário de Estado, que continuou com o nomeado presidente Gerald Ford). Assunto: “A emigração de judeus soviéticos para Israel”. Se os EUA não participassem e não dessem as compensações pedidas, esses judeus iriam para a câmara de gás.

Kissinger disse a Nixon, textualmente: “Isso não é problema dos EUA. Se eles forem para a câmara de gás, pode ser apenas uma preocupação humanitária”.

Agora, 38 anos depois, tudo é revelado, pois na Casa Branca as conversas eram gravadas por ordem de Nixon. Que perdeu o cargo por causa dessas gravações. Kissinger, aos 87 anos, continua sendo ouvido e não condenado.

 ***

PS – Foi a primeira vez, em toda a República dos EUA, que o país teve um presidente e um vice, não eleitos. 221 anos e só uma vez isso aconteceu.

PS2 – Em 1974, Nixon renunciou para não sofrer impeachment, só tinha mais 2 anos de governo (já fora reeleito) e o vice Spiro Agnew já estava cassado.

PS3 – Assumiu então o citado Ford, presidente da Câmara. Pela tradição, escolheu o vice sem ouvir ninguém. Preferiu Nelson Rockeeller, duas  vezes governador de Nova York. E bilionaríssimo.

PS4 – Para 1976, fizeram acordo, Rockefeller seria candidato a presidente. Como o Partido Democrata indicou Jimmy Carter, de um estado pequeno, Ford rompeu o acordo, dizendo, “desse eu ganho”. Não ganhou, Rockefeller foi ao desespero.

Não foi Obama que venceu, os
republicanos não queriam perder

Na questão da redução do armamento nuclear entre EUA e Rússia, o presidente americano estava com medo que os republicanos,  com maioria no Senado, vetassem o projeto. Só que os republicanos teriam que assumir o ônus do veto. Retumbaram a vitória de Obama, foi diferente.

 A cordialidade entre americanos e russos é enorme, vejam só. Obama queria que a aprovação fosse simultânea nos dois países, ressalvado apenas o fuso. Putin disse não e explicou a Obama: “Eu garanto a votação e a vitória, você pode dizer o mesmo?” As votações foram separadas, mas igualmente vitoriosas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *