Exatamente h 30 anos, no auge e no apogeu, a indstria do tabaco foi enfrentada e confrontada, ameaou a CBS com processo BILIONRIO (no existia o TRILHO), o jogo virou, teve que pagar 256 bilhes de dlares.

Helio Fernandes

Foi uma batalha jornalstica, jurdica, histrica. At hoje lembrada nos EUA, com a concluso: um homem apenas, com a convico, a determinao e a coragem, pode derrotar, como derrotou e triturou a poderosa indstria do tabaco (tambm at hoje conhecida e reconhecida como indstria da morte).

Naquela poca, praticamente o mundo inteiro fumava, os governos ainda no haviam tomado a deciso de enfrentar essa droga. (Que era praticamente nica, a droga dos traficantes ainda no aparecera, acumulando lucros e Poder inacreditveis).

Faziam enormes gastos com publicidade. Os jovens daquela poca no tinham conscincia do perigo, a indstria da morte, com a publicidade faustosa e indiscriminada, consideravam que fumar era bonito, charmoso e agradvel. No havia um filme em que os personagens principais ou coadjuvantes no aparecessem fumando ou acendendo um cigarro, demonstrando uma satisfao que dominava e contagiava a todos.

Essa grande batalha, que comeou com a arrogncia da extraordinria indstria e que acabou com sua derrota inacreditvel, teve um incio inesperado. Pode ser dito que foi provocado pelos donos dessa droga maldita.

Um professor de Fsica e Qumica (e de outras matrias, tambm de lnguas como o difcil japons) deu entrevista ao programa 60 Minutos. Exibido pela importante CBS, era tido como da maior credibilidade, com prestgio e audincia notveis.

Carro-chefe da importante televiso, era admirado pela coragem e independncia, a direo da CBS s via o programa praticamente quando era exibido. Mas como (e era) impossvel montar uma entrevista como essa, em silncio, logo a indstria da morte (que tinha a seu servio os maiores advogados dos EUA), notificou a CBS nestes termos: Se publicar a entrevista, sofrer processo BILIONRIO que levar a empresa jornalstica falncia.

A CBS ficou assustada com os termos da ameaa (BILIONRIA, ainda no havia o TRILHO), tomou uma deciso que jamais fora considerada pela sua direo: CENSUROU o programa 60 Minutos. Um jornalista, produtor desse programa, homem de grande prestgio e repercussao profissional, reagiu, a CBS tentou propor um meio termo que no foi aceito, nem mesmo considerado.

Consistia no seguinte: publicariam a matria sobre os males (cientficos, essa palavra foi usada para satisfazer a indstria, que concordou), mas a entrevista no seria exibida. O reprter se revoltou, protestou, surpresa para ele: ficou sozinho, mesmo seus companheiros de programa, apoiaram a CBS, abandonaram o jornalista que admiravam e com quem trabalhavam h anos, diariamente.

S que o jornalista continuou a luta, os argumentos dos antigos companheiros no foram suficientes para que desistisse. A CBS no quis demiti-lo, ficou duplamente com medo: da indstria da morte e dos crculos jornalsticos, que no aceitaram a demisso absurda. Foraram-no ento a entrar de frias foradas.

A usou o tempo vago para enfrentar a luta, resolveu fornecer dados, detalhes e elementos sigilosos do episdio, para conseguir o apoio do New York Times e do Wall Street Journal. (Que ainda no era de propriedade do gangster australiano Rupert Murdoch, isso s aconteceria 20 anos depois).

Em troca de informaes privilegiadas sobre o caso, a direo dos dois jornais (atravs de intermedirios) decidiu: Se as informaes confirmassem o que o reprter dizia, publicariam. Quando receberam os fatos que no podiam desconhecer ou esquecer, responderam: Dentro de 48 horas publicaremos na primeira pgina.

A o pnico se transferiu para a indstria da morte. Com a publicao do New York Times (de acordo com o compromisso) e do Wall Street Journal, que publicaram a entrevista do professor na -n-t-e-g-r-a, a CBS ficou ultrapassada. A voltaram a conversar com o reprter, no havia mais nada a fazer.

Como os dois citassem o desrespeito constitucional Emenda nmero 1, procuradores federais entraram em ao, a questo foi inteiramente transformada, com a indstria da morte como r. Diga-se: nenhuma empresa foi citada ou processada, a ao era contra a indstria como um todo. Este foi o aspecto realmente GENIAL do processo.

Tentaram fazer acordo (que faz parte da rotina da Justia dos EUA, no plano cvel ou criminal), os procuradores consideraram os termos e a oferta muito modesta. Os 50 estados americanos processaram a indstria, todos ganharam. A a indstria passou recibo no fracasso, propuseram acordo aceitvel e razovel.

O acordo foi fechado em dois tempos. 1 A indstria pagaria de indenizao, 256 BILHES de dlares. Em 5 parcelas de 50 bilhes, sendo que a primeira imediatamente, na assinatura do acordo. Transformada em nmeros de hoje, calcula-se que essa indenizao pioneira, teria chegado a 1 TRILHO E 200 BILHES.

***

PS A CBS e o 60 Minutos chamaram o reprter de volta, argumentaram: A vida assim, os fatos acontecem, so esquecidos ou ultrapassados, a vida continua.

PS2 O reprter no agira irrefletidamente, sua concepo era permanente e no ocasional. Respondeu: No tenho o menor ressentimento. Mas a fora do programa com os entrevistados-denunciantes e com as FONTES, se baseia na confiana. Como vou garantir agora, que o que eles dizem ser publicado?

PS3 Aceitou um convite, durante mais de 25 anos, foi aplaudido professor de Jornalismo em Berkeley.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.