Fachin é uma espécie de “Duas Caras” do filme do Batman

Fachin mostrou que diz uma coisa e faz outra, tipo “Duas Caras”

Carlos Newton

A sabatina do advogado Luiz Edson Fachin na Comissão de Justiça do Senado foi um espetáculo inesquecível, em que um notável ator tentava dominar o palco, cercado de coadjuvantes. Rolaram muitas emoções, como diria Roberto Carlos. Logo ao se apresentar aos parlamentares, o protagonista chegou a chorar, porque sua família era pobre.

Sou um sobrevivente, não me recuso aos desafios. Sobrevivi à infância contrabalançando o zelo materno e privações. Sobrevivi a uma adolescência difícil e enriquecedora. Não me envergonho, ao contrário, me orgulho, de ter vendido laranjas na carroça de meu avô pelas ruas onde morávamos. Me orgulho de ter começado como pacoteiro de uma loja de tecidos. Me orgulho de ter vendido passagens em uma estação rodoviária. Tive desafios muito cedo”, disse o candidato a uma vaga no Supremo Tribunal Federal.

Mas nada disso interessava e os parlamentares da oposição e da própria base aliada também fizeram seu papel, metralhando o protagonista com perguntas que realmente ele não tinha a menor condição de responder, porque não estavam no script imaginado pelos marqueteiros do Planalto.

MENTINDO PARA VALER

Quem foi à Comissão de Justiça ou assistiu pela TV pensando em presenciar uma cena da vida real, infelizmente, acabou vendo uma peça de ficção, porque Fachin distorceu a verdade, usou argumentos falaciosos e até mentiu para valer, realmente mostrando estar capacitado para atuar em papéis de defensor do governo.

As distorções da verdade começaram quando vários senadores afirmaram que houve exercício ilegal da profissão pelo advogado, porque a Constituição do Paraná proibia a prática acumulada com cargo público. Fachin argumentou que a Constituição Federal, que se sobrepõe à do Paraná, autorizava o acúmulo dos cargos. “As restrições do exercício da profissão são competência de matéria e lei federal“, assinalou, ardilosamente, porque a Constituição Federal não autoriza que procuradores estaduais o façam, foi uma falácia, e ninguém pegou a Constituição para ele mostrar que artigo lhe dava cobertura.

SEM MILITÂNCIA POLÍTICA?

Depois, Fachin teve a ousadia de dizer que não tem militância política, negou ligações com o PT e garantiu se sentir à vontade para fazer julgamentos envolvendo políticos e partidos. Como teve coragem de mentir com tamanho descaramento? É preciso muita coragem. E nenhum parlamentar se lembrou de exibir na Comissão o vídeo que faz sucesso na internet, gravado ano passado, na campanha presidencial, com Fachin no papel principal.

Tenho em minhas mãos um manifesto de centenas de juristas brasileiros que tomaram lado“, diz Fachin, para em seguida fazer a leitura do manifesto, sob aplausos de militantes da campanha. Ao lado dele estavam, entre outros, os hoje ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e José Eduardo Cardozo (Justiça). Também participava da cena o ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos, recentemente falecido.

Apoiamos Dilma para prosseguirmos juntos na construção de um país capaz de um crescimento econômico que signifique desenvolvimento para todos, que preserve os bens naturais. Um país socialmente justo que continue acelerando a inclusão social e que consolide, soberano, sua nova posição no cenário internacional. Um país que priorize a educação, a cultura, a sustentabilidade e a erradicação da miséria. Um país que preserve sua dignidade reconquistada. O governo que queremos é o governo que preservou as instituições democráticas e jamais transigiu com o autoritarismo. Um governo que não tentou, casuisticamente, alterar a Constituição para buscar um novo mandato“, disse Fachin, que agora alega não ter ligações políticas. Deve ser para disputar a Piada do Ano.

AULAS DE CONTORCIONISMO

Acossado pelos parlamentares, Fachin deu aulas de contorcionismo político para se livrar dos ataques. Todos sabem que ele é advogado do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, que invade áreas produtivas como se fossem terras devolutas. Mesmo assim, desta vez Fachin defendeu a nobre tese de que propriedades rurais produtivas não podem ser desapropriadas. Caramba! Mudou o MST ou mudou Fachin?

Em seguida, para não desagradar nem oposição nem situação, o equilibrista Fachin não se mostrou a favor ou contra a redução da maioridade penal, limitando-se a dizer que é preciso aprofundar o debate…

Da mesma forma, quando interpelado sobre a importantíssima questão do financiamento de empresários (especialmente empreiteiros) às campanhas eleitorais e aos partidos, Fachin não disse nada, apenas declarou que, em sua opinião, o Supremo não deve ter posição sobre esse assunto, vejam a que ponto vai sua desfaçatez, pois é justamente o STF que está decidindo isso, em votação interrompida pelo ministro Gilmar Mendes, que sentou em cima do processo.

TAMBÉM NÃO SABIA DE NADA

O pior ainda estava por vir. Na parte final da sabatina, que só terminou às 22h28m, o advogado se esborrachou de vez. Indagado sobre a elaboração do site “Movimento Fachin Sim”, criado semana passada para responder críticas sobre o exercício da advocacia privada ao mesmo tempo em que era procurador do estado no Paraná, Fachin informou que contou com um profissional da área de comunicação na montagem do portal.

Esse profissional me auxiliou e, em alguns momentos, tomou algumas providências para prestar alguns esclarecimentos. Não tive conhecimento da contratação desse site. Confesso que não tenho a informação de quanto foi pago, mas não tenho nenhum problema em, assim que obtê-la, divulgar a vossa excelência”, disse o advogado ao senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), autor do questionamento.

A este respeito, o comentarista Antônio Fallavena fez a seguinte observação aqui na Tribuna da Internet: “Será que estou ficando burro? Se as declarações acima são verídicas/fidedignas, alguém pode explicar como é possível receber ajuda de um profissional e desconhecer a origem e custos do site! O profissional também “prestou alguns esclarecimentos”? Que diabo é isto? Os senadores não se deram conta? Quem pagou o site? Quem pagou o profissional? Nem entrou e já está cheio de “não sei”. Terá aprendido com alguém?”

É, Fallavena, realmente o Dr. Fachin não tem condições de ser nomeado para o Supremo. Mostrou ser uma espécie de “Duas Caras”, do filme do Batman. Diz uma coisa e faz outra. Mas na sabatina teve 20 votos a favor e apenas 7 contra. Já podemos vê-lo sentado no plenário da mais alta corte de justiça, ao lado de Lewandowski, Toffoli e toda aquela quadrilha dos versos de Drummond.

22 thoughts on “Fachin é uma espécie de “Duas Caras” do filme do Batman

  1. Haja contorcionismo verbal e ideológico para o senhor Fachin desdizer tudo o que afirmou em seus diversos textos e vídeos tornados públicos. Foi patético. Em um deles fez campanha para Dilma Rousseff diante de uma grande plateia.
    Desde os escritos sobre família até os discursos simpáticos aos quadrilheiros do MST, passando sempre ao largo dos muitos crimes cometidos por este bando de delinquentes apoiados pelo atual governo, as ideias tortas do indicado ao cargo de ministro do STF representam mais um passo do petismo no sentido de manietar o país. Mesmo com toda a insatisfação popular da presidente da República, desaprovada avassaladoramente, o que vemos no momento é a tentativa de aprofundar a cooptação do poder Judiciário. É desolador assistir o Brasil mergulhado numa crise econômica que se agrava, numa crise moral sem precedentes e um governo que não se cansa de afrontar à nação.

  2. Caro Sr. Newton, mais um a estuprar e vilipendiar a Srª Justiça, estão fazendo ela de “puta rampeira”, como acreditar em uma “Suprema Corte de JUIZES ILIBADOS e SABER”, COM ESSES ELEMENTOS INDICADOS PELO PT, que exemplo, está corte dá para o “juizado das instâncias inferiores”, o “jornal O DIA/RJ” vem publicando está semana, a podridão que reina nos tribunais.
    O DIA SEGUINTE, VIROU ROTINA DE PIORAR O QUE JÁ É PÉSSIMO!!
    A IMORALIDADE É O LEMA DO PT, PMDB E PENDURICALHOS, ATÉ QUANDO??
    RUI BARBOSA, COMO DEFENSOR DA SRª JUSTIÇA, PELA TUA PRECE “DEUS”, CREIO QUE ESTÁS NO MUNDO DA LUZ, ROGUE À DEUS POR NÓS, POVO BRASILEIRO, ESTUPRADO E VILIPENDIADO PELOS CANALHAS QUE DESGOVERNAM NOSSO AMADO E QUERIDO BRASIL.
    A JUSTIÇA DOS HOMENS NO BRASIL ESTÁ PODRE, MAS….EXISTE UMA JUSTIÇA, QUE A FAZ, SEM OLHAR A QUEM, CUJO CÓDIGO CÓSMICO, NOS FOI MOSTRADO A 2 ANOS ATRÁS: “A CADA UM SEGUNDO SUAS OBRAS E PAGARÁS ATÉ O ÚLTIMO CEITIL”, ESSES FILHOS DAS TREVAS COLHERÃO A “DOR DE CADA LÁGRIMA DERRAMADA”, ACREDITEM OU NÃO.
    PS. ASSISTI ONTEM NA TV, MAIS UMA PROPAGANDA MENTIROSA DO GOVERNO, QUEM VAI PAGAR O “PATO” É O TRABALHADOR COM SUOR E LÁGRIMAS, MAIS DE 20 Ministérios inúteis, agências reguladoras que só aumentam tarifas, 120 mil cargos de confiança politiqueiro, etc. ao ver, me taxaria de idiota, se acreditasse na imoralidade!! a roubalheira vai continuar?? VAI, com certeza, o desgoverno DOS 3 PODRES PODERES é AMORAL.

  3. “Já podemos vê-lo sentado no plenário da mais alta corte de justiça, ao lado de Lewandowski, Toffoli e toda aquela quadrilha dos versos de Drummond.”

    Isso prova que só mesmo a “expulsória” aos 60 anos poderia limpar o STF do estorvo que atrasa o Brasil. A PEC da Bengala não fará nada mais do que preservar o que não presta, por mais tempo!

  4. Se ele tem duas caras , usou a pior. Aquela tipica dos canalhas defensores dos quadrilheiros oficiais.Que sao tao imundos que constumam se esconder na escuridao do anonimato. Tal como as bacterias nao suportam a luz solar.

  5. Brasil não será mais Brasil depois do PT, conseguiram destruir tudo que foi feito, até o STF está desmoralizado, na sabatina o candidato contou um monte de miséria, pareceu artista ou jogador de futebol.

  6. Depois que nomearam o Toffoli que foi reprovado em dois concursos e tem duas condenacoes , esperar o que dessas abjetas figuras que tomaram a Republica de assalto ?

  7. Tempos petistas, meus caros. Tristes tempos petistas, o obscurantismo do populismo impera, a derrocada da decência impera, a podridão se espalha feito um cancro. Restará pedra sobre pedra?!

  8. O nobre Dr. advogado . morou no Sul do Páis, se tivesse morado nesta Terra Devastada pelas Sáuvas-Corruptas-Franco-Tucanas e pegasse o Metrô ás 18:00 na Estação Sé para fazer baldeação com certeza seu texto daria umas trocentos páginas de revolta e indignação com o ser humano passar por isso…..

  9. Ontem, falei aqui, que a sabatina era um teatro. Que o Facim ia levar. Que nunca o sabatinado perdeu. Que de deveria haver concurso público para ocupar esta cargo. Que o sabatinado, sempre leva e fica comprometido com quem o indicou! Somente 7 disseram não! Pode este senadores nos representar? Vejam a opinião das redes sociais!

  10. A sabatina do paranaense Luiz Edson Fachin durou 12 horas na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a mais polêmica indicação que repercutiu como nunca especialmente nas redes sociais. Aprovado por 20 X 7 na CCJ, se passar no plenário o jurista assumirá a vaga deixada pelo ex-ministro Joaquim Barbosa, aposentado no ano passado. Uma eventual derrota do governo pode abrir crise entre os poderes, a meu ver indesejável pela qualificação do candidato e sua importância para o Supremo Tribunal Federal, haja vista que conta com apoio dos três senadores do Paraná – Alvaro Dias (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB).

    Aliás, a presidente Dilma Rousseff acerta também em reconduzir Rodrigo Janot como procurador http://br29.com.br/dilma-mostra-quem-manda-janot-fica-na-pgr/ contrariando pressões das cúpulas do Congresso Nacional, que defendiam sua substituição desde que denunciou o deputado Eduardo Cunha e o senador Renan Calheiros no escândalo da Petrobras. Está na Constituição: os poderes da República devem ser independentes e harmônicos entre si. E a harmonia não pode ser confundida com cumplicidade entre mandatários.

  11. A solução para os problemas brasileiros passa pelo fim da terceira instância. Pelo fim dos tribunais (inúteis ou muiiiiiiittttttooo úteis) de Brasília. Assim teremos uma Justiça mais rápida, mais barata e mais justa….

  12. Em qualquer país do mundo o indicado para a suprema corte, possui alguma afinidade com o executivo. Aqui nunca foi diferente e, nen será.
    O sinhor Gilmar Mendes foi adivogado de fhc, foi adivogado do psdb, não obsevei quando da sua indicação, nenhuma idignação. Com a palavra os perdedores inconformados. Vão chorar na cama que é lugar quente.

    • Luis Antonio, quando eu votei no Lula em 1998 e 2002, tinha esperança que todas essas coisas acabassem, afinal, José Dirceu dizia, “este governo não rouba e não deixa roubar”…

  13. Carlos Newton esclareceu pontos importantes, mostrando incoerências e até inverdades apresentadas pelo Sr. Fachin.
    Fico então a pensar: quais membros da “sabatina” teriam ganho algo para aprovar o indicado ao cargo honradamente ocupado por Joaquim Barbosa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *