Fachin pedirá à Polícia Federal que faça perícia na gravação de Temer

Resultado de imagem para gravação de temer charges

Charge do Thiago (Jornal do Commercio)

Carolina Brígido
O Globo

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), deverá enviar à Polícia Federal um pedido de perícia nos áudios que registraram o diálogo entre o presidente Michel Temer e o dono da JBS, Joesley Batista. A solicitação seria feita na tarde deste sábado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, logo depois do pronunciamento oficial de Temer questionando a idoneidade do material. No discurso, Temer afirmou que pediria ao STF a suspensão do inquérito aberto contra ele para investigar corrupção ativa, organização criminosa e obstrução da Justiça.

Fachin foi aconselhado por ao menos três ministros do tribunal a agir com cautela diante do inquérito, diante da gravidade dos fatos. Dois desses ministros acreditam que seria preferível a interrupção do inquérito neste momento, enquanto não se comprova a lisura dos áudios.

DEPENDE DE FACHIN – O pedido anunciado por Temer para paralisar o inquérito também chegou neste sábado ao STF. Fachin não teria decidido ainda como proceder em relação ao pedido. O relator poderá decidir sozinho, ou levar ao plenário do tribunal.

Ministros ouvidos pelo Globo consideram que seria mais prudente por parte do relator levar a questão ao plenário, por se tratar de tema delicado para o país.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O pedido de Temer é só para ganhar tempo e continuar alegando inocência, argumentando que Joesley Batista é um criminoso e não merece crédito. O resultado da perícia, mesmo se indicar que houve cortes, não enfraquecerá as acusações a Temer. Como se sabe, não houve interrupção de áudio nas partes mais importantes da gravação, que incriminam Temer por omissão, prevaricação e cumplicidade. E é isso que interessa. O resto é embromação dos advogados de defesa. (C.N.)

5 thoughts on “Fachin pedirá à Polícia Federal que faça perícia na gravação de Temer

    • https://br.sputniknews.com/brasil/201705208440056-stf-plenario-temer-inquerito-jbs/

      O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu neste sábado que a análise da petição de defesa do Michel Temer, que solicita a suspensão do inquérito contra o presidente, será realizada no plenário do Supremo.

      Rodrigo Janot, procurador-geral da República (PGR)
      LULA MARQUES/ FOTOS PÚBLICAS
      Janot pede continuidade da investigação contra Temer
      O julgamento da Corte está marcado para a quarta-feira, dia 24 de março.
      Na mesma decisão, Fachin decidiu enviar para perícia da Polícia Federal (PF) o áudio, no qual o dono da empresa JBS, Joesley Batista, gravou uma conversa com o presidente Michel Temer. A perícia foi solicitada pela defesa de Temer.

  1. Interessante…
    É preciso analisar amplamente a situação para além dos chamados “cortes” na gravação.
    Perguntas que não querem calar:
    1) Por que Temer, um presidente da república receberia um empresário envolvido em investigações sobre desvio de dinheiro público de modo “clandestino” altas horas da noite?
    2) Por que em nenhum momento da gravação Temer adverte Joasley acerca de seus atos arbitrários referentes à confissão da compra de políticos, ministros e promotores?
    3) Por que Joasley iria se deslocar até o Palácio para contar “vantagens e lorotas” a um presidente da república – sendo bem recebido – se não tivesse alguma intenção vantajosa para ambos ?

    Estas e outras perguntas não foram respondidas em dois pronunciamentos do presidente Temer.
    Temer sabe que não há outra alternativa que não seja a renúncia, para o bem do país, de sua família e dele mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *