Fachin vai na onda da defesa e proíbe que a Polícia Federal interrogue Temer

Resultado de imagem para antonio claudio mariz de oliveira

Mariz transforma Temer em “perseguido político”

Deu na Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin disse nesta quarta-feira (dia 24) que a única diligência autorizada no inquérito sobre o presidente Michel Temer foi a perícia no áudio entregue pelo empresário Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República. Na prática, a decisão impede a Polícia Federal de tomar imediatamente o depoimento do presidente até que o ministro decida sobre a oitiva.

A decisão do ministro foi motivada por uma petição protocolada pela defesa de Temer, comandada pelo advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira. Neste requerimento, a defesa do presidente informou ao Supremo que uma escrivã da PF entrou em contato com a banca de advogados nesta manhã para saber quando o presidente poderia depor.

Os advogados pediram ainda que, se o presidente for interrogado, o ato deverá ser presidido pelo ministro. “Pede-se vênia, ainda, para reiterar que, se o presidente da República for ouvido, deverá sê-lo em ato presidido por Vossa Excelência ou responder por escrito quesitos adredemente [previamente] elaborados”, argumentam os advogados.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como se perde tempo e como se criam factóides (fatos irreais) neste país… Por isso, a matéria necessita de tradução simultânea. O advogado de Temer alegou que uma escrivã ligou para ele, mas não declinou o nome da serventuária. O contato supostamente feito pela escrivã é conversa fiada da defesa de Temer, para posicioná-lo como vitima de perseguição política, repetindo a estratégia de Lula, só falta recorrer à OEA e à ONU. Todos sabem que presidente da República tem prerrogativa de responder por escrito ao interrogatório. Não é preciso nenhuma escrivã marcar nada. E o procedimento é muito simples – basta o Ministério Público redigir as perguntas e encaminhar. Nenhum presidente está blindado e livre de prestar depoimento. E o interrogatório é parte indispensável de qualquer investigação. O resto é estratégia da defesa, que gosta de fazer pirotecnia judicial.  (C.N.)

6 thoughts on “Fachin vai na onda da defesa e proíbe que a Polícia Federal interrogue Temer

  1. Caramba! As assombrações do Temer.
    Tem certeza que esse da foto e o Mariz?!?
    Ta mais pra personagem de massinha dos estudios Aardman Animations: “Wallace and Gromit”, “A Fuga das Galinhas”!!

    A fantasia impera no planalto

  2. O Temer tem que sair. Cada novo dia que ele permanece como presidente o País derrete mais.

    E a Claudia Cruz ?!

    Por que Moro ainda não prendeu ela ?!?!

    Cadeia pra mulher do Cunha já !!!!

  3. Essa da escrivã telefonando para o Presidente da República,nem a velhinha de Taubate acredita.Eu posso garantir que isso JAMAIS ocorreu!

  4. Já tinhamos o Zanin a desonrar a sua categoria profissional e agora surge esse Mariz com seus truquezinhos baixos. Saudade de profissionais como Sobral Pinto, que souberam honrar sua profissão.

  5. A dupla Fachin/Janot ou foi ingênua ou bandida quando precipitaram as coisas e permitiram a divulgação das gravações sem que elas tivessem sido periciadas pela PF. Qual o objetivo? Queimar o Temer ou permitir a fuga dos bandidos da JBF? Agora, só o TSE para cassar o Temer, porque a outra via está bloqueada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *