Falsa empresa sediada num salão de beleza fraudou R$ 73 milhões do governo

Investigadores do TCU descobriram que a Linkcon Internacional, empresa com contratos milionários no governo, está registrada no endereço de um salão de beleza na pequena Jupi (PE) Foto: Reprodução

A empresa fraudulenta está sediada nesta casa na cidade de Jupí

Patrik Camporez
O Globo

Um pequeno salão de beleza na cidade de Jupi (PE) entrou na mira do Tribunal de Contas da União (TCU) pela sua aparente capacidade de fornecer programas de computador de última geração ao governo federal. Uma força-tarefa do TCU, montada para vasculhar contratos suspeitos na área de Tecnologia da Informação (TI), descobriu que o endereço do pequeno negócio, em Jupí, também era citado em contratos milionários do governo associados à empresa Linkcon Internacional.

Registrada no mesmo imóvel do salão, a Linkcon faturou, nos últimos quatro anos, cerca de R$ 73 milhões em contratos com os ministérios do Turismo, da Saúde, da Integração Nacional e da Defesa, além de repartições menores do governo.

TUDO FALSO – Investigando a papelada apresentada pela Linkcon para ganhar os contratos em Brasília, os técnicos do TCU encontraram um roteiro conhecido de irregularidades. Documentos falsificados, atestados de capacidade técnica adulterados e pagamentos sem qualquer comprovação de prestação de serviço foram constatados pelos investigadores.

A Linkcon venceu um pregão da Companhia Docas do Rio de Janeiro, em 2016, e desde então já fechou mais de R$ 50 milhões em contratos na Esplanada, sem licitação, valendo-se apenas do mecanismo de adesão à ata de preços. O método é conhecido dos investigadores do TCU por ser recorrentemente utilizado para burlar licitações e favorecer falcatruas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É inacreditável que aconteça esse tipo de fraude. Em suas licitações, os ministérios não podem aceitar a inscrição de empresas desconhecidas, sem investigar sua origem, uma investigação que ficou bem fácil depois que inventaram a internet. O fato, como a gente costuma dizer aqui na TI, apenas confirma que este país virou uma esculhambação. (C.N.)

 

6 thoughts on “Falsa empresa sediada num salão de beleza fraudou R$ 73 milhões do governo

  1. O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, a B3, fechou em alta nesta sexta-feira, acima dos 99 mil pontos, com investidores ainda de olho na tramitação da reforma da Previdência. A sessão é marcada também pelo otimismo externo com avanço de negociações entre EUA e China, além de resultados corporativos.

    Só pra alertar os que ainda acreditam na mídia “because”. Boa noite!

    • -Se você quiser investir em ações, guarde o dinheiro e espere mais algum tempo até os especuladores, dolosamente, caírem na realidade. Ou melhor, para você não cair no “chama” deles, pois quando menos você esperar, eles embolsarao o lucro e cairão fora!

      -Afinal, o que teria mudado na economia do país entre 2017 e 2019?

  2. Essa Cidade de Jupi, ex-distrito de Garanhuns (quem é de Garanhuns?????), fica escondida no Agreste Pernambucano. Paupérrima e sem atrativos econômicos e sociais, uma mina para incautos se aproveitarem e mandarem a mão no dinheiro público. Essa excrescência jurídica de “carona” nas Leis de Licitações, nunca foi fiscalizada como se deve no Brasil todo. Basta pedir um Processo de carona licitatória e chegar junto a outros Fornecedores que provarão o quanto são hipersuperfaturadas Materiais e Serviços para que esse crime se perpetue no Serviço Público. E essa turma do PT não fez nada não é “senhores do STF” ?????

Deixe uma resposta para E DEIXA A TOGA VOAR !!! Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *