Fichas-sujas: são 5 mil ou muito mais?

Alberto Mozer:
“Jornalista, vi nos jornais que existem 5 mil candidatos que foram tornados inelegíveis pelo fato de terem participado de irregularidades. São tantos assim. E o Tribunal de Contas pode determinar inelegibilidades?”

Comentário de Helio Fernandes:
Olha, Alberto, acredito que 5 mil devem representar 20 por cento dos que ficarão inelegíveis por causa da ficha-suja. Nem sei bem qual é o total. Mas você, que acompanha a vida pública brasileira, não deve ficar surpreendido.

Quanto à legitimidade do TCU tornar cidadãos inelegíveis, não pode, é lógico. Mas tem provas para apontar esse número (ou mais) ao TSE, que julgará todos i-m-e-d-i-a-t-a-m-e-n-t-e, como a manda a lei agora aprovada.

***

PS – Além do mais, Alberto, a opinião pública nacional está entusiasmada com a nova legislação, pelo seu aspecto ético e moral, e não pelo constitucional. Na interpretação rígida da Constituição, a lei condenando os fichas-sujas, não poderia ser aprovada.

PS1 – Mas quantas vezes esses ladrões públicos infringiram a Constituição, desperdiçando o dinheiro do cidadão-contribuinte-eleitor? Assim, fica tudo resolvido.

PS3 – A lei eliminando da política esses desonestos, teve como ponto de partida um movimento com 1 MILHÃO E 600 MIL ASSINATURAS. Não é o suficiente?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *