“Ficou claro que o discurso da `nova poltica perdeu a fora”, afirma cientista poltico

Nicolau avalia uma reduo do impacto das redes sociais

Mai Menezes
O Globo

Especialista nos meandros da poltica e autor do livro O Brasil virou direita, publicado este ano, o cientista poltico Jairo Nicolau interpreta o resultado das urnas como um retorno ao que classifica como velha ordem, em uma eleio em que o espectro da nova poltica, que dominou 2018, se dispersou. Em entrevista ao O Globo, ele avalia o cenrio ps-primeiro turno e o impacto desta eleio em 2022.

Na sua avaliao, o presidente Jair Bolsonaro demonstrou peso na transferncia de voto?
O presidente Jair Bolsonaro no tem projeto de organizar um campo poltico, um partido, todo jogo dele muito solitrio. Nesses dois anos, ele perdeu lideranas que o apoiaram. No conseguiu agregar nada coletivamente. Ele agiu, na eleio, no estilo que manteve no governo: dando apoios pessoais e ocasionais em lives. No mirou um campo poltico. Apoiou candidatos diferentes entre si. No transferiu votos para ningum. E quem se elegeu com o poder de transferncia que ele tinha em 2018 foi embora. No Rio, na reta final, ele no mximo deu quatro pontos ao (Marcelo) Crivella para chegar ao segundo turno um candidato que tem a mquina da igreja (Universal) e da prpria gesto.

O que as urnas marcaram neste 2020?
Ficou claro que o discurso da nova poltica perdeu a fora. As redes sociais perderam a fora, muitos candidatos que subiram com o Bolsonaro em 2018 no foram bem. O prprio Crivella tem 1/5 dos votos que teve em 2016. Vejo uma chance remotssima de se reeleger.

O discurso da nova poltica ento no prosperou?
Houve de fato um insucesso. A maior renovao de 2018 foi a renovao dos votos do PSL. (Em 2016) Houve uma frustrao, que levou o Rio a defenestrar o candidato do ex-prefeito Eduardo Paes (o deputado federal Pedro Paulo). O (governador afastado do Rio) Wilson Witzel deu no que deu. Me parece que houve um reencontro com a poltica. Um entendimento de que ela deve ser feita por intermdio de lideranas. (Guilherme) Boulos (candidato do PSOL em So Paulo) liderana poltica importante. Lideranas do DEM ressurgiram.

Que recado as urnas trouxeram?
A impresso que estamos voltando a uma velha ordem. Depois de 2016 e 2018, retomamos os trilhos de 2014. Os que venceram foram os partidos maiores, mais tradicionais. o DEM, o PSOL (que no to jovem). O mundo era assim. At que veio a hecatombe de 2016, com os resultados de Rio, So Paulo e Minas reforando um discurso antipoltica. Sem querer reforar o clich, tenho a sensao de que voltamos ao velho normal.

Como explicar a diferena de performance da esquerda no Rio e em So Paulo? A diviso parece ter ficado explcita no Rio.
No Rio, a gente sabe desde sempre que a esquerda sai dividida. Novamente, cada um lanou um candidato. No h garantia de que, sem a Benedita da Silva (candidata do PT, deputada federal), a Martha (Rocha, deputada estadual) teria flego para chegar ao segundo turno. Mas essa conta tinha que ter sido feita antes. preciso lembrar que a esquerda, desde 1992, s concorreu duas vezes no segundo turno no Rio. O fato que saram maiores do que entraram.

Qual a repercusso deste resultado em 2022?
Sabemos que os vereadores sero cabos eleitorais. Mas o resultado de uma eleio municipal nem sempre espelha o de uma eleio geral. O fato que, em 2018, havia uma expectativa de que Bolsonaro teria condies muito propcias para expandir seu poder, e um partido que concorreria com solidez. No entanto, Bolsonaro no tem nada para comemorar. No tem partido. E seus nomes terem ido mal nas urnas um mal sinal. Seriam os ativistas de 2022. Ficou clara a derrota de um campo que se dispersou nesta eleio.

A esquerda ganhou espao. Mas como ficou o Lulismo?
O que aconteceu em So Paulo, com (Guilherme) Boulos foi um fenmeno eleitoral. Ele conseguiu entrar na periferia, foi criativo. Transcende a esquerda. Com um apoio explcito de Lula, talvez carregasse a rejeio ao PT. Ainda no sabemos como se dar essa influncia no Nordeste (at o fim da noite, os dados ainda no indicavam o efeito da presena de Lula nas campanhas regionais).

A pandemia de Covid-19 de fato repercutiu na absteno?
Tudo indica que esta vai ser a eleio que ter a maior taxa de absteno do pas. Algumas cidades como So Paulo ultrapassaram os 30%. Muito provavelmente a pandemia pautou isso. A absteno j vinha subindo. Agora, certamente ser muito mais alta. O aumento da rejeio poltica no aumentou. O que ficou claro que bairros onde majoritariamente moram idosos, como Copacabana, o medo do contgio falou mais alto.

Isso significa que o interesse pela eleio diminuiu?
No. O medo da pandemia surgiu, mas o interessante que o nmero de votos em branco ou nulo diminuiu. Na maioria, quem saiu, tinha candidato.

6 thoughts on ““Ficou claro que o discurso da `nova poltica perdeu a fora”, afirma cientista poltico

  1. 1) Licena…

    2) Na cidade de Pesqueira – PE, elegeram um ndio para Prefeito. Ele se apresenta de calo, sem camisa e um penacho na cabea… nada contra…

    3) No, no foi eleito por um partido de esquerda, mas sim pela direita, o DEM.

    4) Resta saber se vai tomar posse e trabalhar/despachar assim.

  2. Ainda sobre o fiasco dos ungidos pelo dedo podre do Jumento que ocupa a presidncia. Repararam que o PT tambm naufragou nos municpios?

    Escrevi h um tempo atrs que o bolsonarismo uma lombriga que nasceu e se desenvolveu no intestino grosso do Lula, e se alimenta dos excrementos e outros dejetos de um cadver poltico que a militncia bolsonarista procura, a todo custo manter bem vivo. Se o cadver esfriar a lombriga tem duas alternativas: ou morre com o hospedeiro ou o abandona para procurar comida fora dele. Neste ltimo caso, com poucas chances de sucesso, pois sempre viveu como um parasita….

    Por isso, muito sintomtico ver o fiasco destas duas pocilgas nas mesma eleio: uma alimenta a outra….

    por isso que os jumentinhos bolsonaristas, de quando em quando, entoam o mantra “Ainnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn, mas e o Lula?????????”……

    pra no deixar o cadver poltico (do qual se alimentam….) do Lula esfriar …… A sobrevivncia do bolsonarismo est ligada sobrevivncia do petismo…. Que existncia mais miservel, hein, quadrpedes?

    • “Enquanto batamos cabea para fazer o bsico e tentar nos organizar, a esquerda se renovou, assimilou as lies de 2018 e soube usar a internet e a nova realidade poltica a seu favor. Ou fazemos a devida auto-crtica, ou nossos erros cobraro um preo ainda maior no futuro.”

      Este tweet do Filipe G. Martins tem o valor de um Q.E.D do que eu escrevi…..

      Reparem na falcia: “a esquerda se renovou…” Algum sabe dizer onde est essa renovao da esquerda?

      Surgiu novo nome da esquerda?

      Elegeram quantos vereadores e prefeitos?

      Qualquer analista de boteco sabe que o grande vitorioso destas eleies foram os candidatos de centro.

      Mas o Robespirralho precisa emplacar a narrativa: “A esquerda est viva!” “A esquerda no morreu!!!” “A esquerda ainda nos ameaa!!!!”….

      O importante continuar brandindo um espantalho (e manter vivo o cadver poltico….) pra manter a militncia vagabunda acesa e lombriga viva no intestino grosso do hospedeiro….

  3. Essa viso de direita e de esquerda j no to bem assimilada pelo combalido eleitor brasileiro.
    Vota-se mais com emoo e dio no corao que por compreenso de que vale ou no votar.
    A maioria dos candidatos apresenta um carter imoral, e at mesmo a falta deste, com rarssimas excees so sbrios e poucos discursam com bases realistas e sabem que dificilmente sero entendidos se disserem a verdade.
    Os que se dizem de esquerda esto sempre prometendo tudo aquilo que no so e menos ainda podero fazer, seja por no haver recursos, seja pela exequibilidade de suas promessa, recheadas de mentiras e coisas vs.
    Os que se dizem direita, que atualmente so poucos ou quase nada, parecem tender mais para prticas extremistas, e tambm quando chegam ao poder agem da mesma forma dos extremistas de esquerda, ou seja, do de roubar como fez o PT e os seus partidos aliados.
    E dessa forma, segue o pas sem um rumo definido, com os governantes e os governados pensando em si mesmo, os mais humildes sofrem vafa vez mais com a corrupo e a roubalheira desenfreada de canalhas como todos os ultimos eleitos pelo voto popular.
    No tenhamos raiva deles e nem o desejemos mal porque o que deles s lhes pertence aqui na terra. Algo melhor no lhes ser dado porque j receberam as suas recompensas.

  4. Eu no diria que o discurso da “nova poltica” perdeu a fora, senhor articulista, eu diria que ele foi enxovalhado, estuprado mesmo, por aqueles que o usaram para alcanar o Nirvana do poder e da prosperidade pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.