Flvio e Carluxo sero as principais pontes de Eduardo Paes com o presidente Bolsonaro

Paes foi elogiado por Flvio e disse que Carlos um vereador muito correto

Italo Nogueira
Folha

Eleito prefeito do Rio com uma estratgia de evitar crticas a Jair Bolsonaro (sem partido), Eduardo Paes (DEM) tem nos filhos do presidente a principal ponte para tentar estreitar as relaes com o governo federal. O senador Flvio Bolsonaro (Republicanos) j fez elogios pblicos ao prefeito eleito. J Paes afirmou que teve relao amistosa com o vereador reeleito Carlos Bolsonaro (Republicanos).

A me de ambos, Rogria Bolsonaro, foi empregada na Prefeitura ao longo de quase todos os seus dois mandatos anteriores. Paes fez o primeiro sinal ao governo federal ao afirmar que pretende trabalhar em parceria no combate pandemia do coronavrus. Alinhou-se ao discurso do presidente se declarando contra o lockdown numa eventual segunda onda, embora tenha afirmado que respeitar a Cincia.

ANTIGA RELAO – A relao entre o prefeito eleito e os Bolsonaro data de 26 de janeiro de 2009, quando Rogria foi nomeada para um cargo comissionado na Secretaria de Casa Civil. Ela permaneceu no cargo at agosto de 2016, quando deixou o posto porque o filho Flvio concorria sucesso de Paes.

Em 2018, na disputa com Wilson Witzel (PSC) pelo governo do estado, Paes buscou destacar que mantinha boas relaes com Bolsonaro. Elas ficaram evidentes quando Flvio, mesmo apoiando o adversrio do candidato do DEM, fez declarao pblica elogiando Paes.

A pessoa da mais alta competncia, do mais alto gabarito. Acho que ningum pode falar da vontade dele de trabalhar. Todos ns vamos sua vontade e a sua alegria, principalmente, de estar na Prefeitura, disse o senador em 2018, num evento promovido por igrejas evanglicas.

“MUITO CORRETO” – Na mo contrria, Paes tambm j teceu elogios pblicos ao vereador Carlos Bolsonaro, a quem j chamou de vereador muito correto e elegante. Mesmo tendo recebido crticas do filho do presidente por decretos voltados a transexuais e travestis, bem como pela formao do Conselho dos Direitos da Mulher.

Em entrevista youtuber Antnia Fontenelle, o prefeito eleito afirmou que recebeu o filho 02 do presidente em seu gabinete em 2016 s vsperas da posse de Marcelo Crivella (Republicanos), seu sucessor. O Crivella j tinha ganho a eleio, aquela hora que o cafezinho j est frio, o Carlos teve um gesto de muita gentileza comigo. Ele pediu uma audincia, coisa que fez muito pouco quando fui prefeito. Me agradeceu, disse que fui um bom prefeito, fez l a crtica do que ele achava que estava errado, mas foi me cumprimentar. Gesto de muita gentileza e educao, disse Paes.

“Carlos sempre foi um vereador muito correto. Votou a maior parte das questes com o meu governo. As pessoas falam de um estilo beligerante dele. No conhecia esse lado dele, afirmou o prefeito na entrevista a Fontenelle, em junho.

“BOM GESTOR” – As relaes amistosas ficaram expostas com o elogio de Bolsonaro a Paes no primeiro turno, a quem o presidente chamou de bom gestor mesmo declarando apoio a Crivella. O prefeito eleito se esforou para no contrariar a famlia presidencial durante a eleio. Evitou nacionalizar a disputa e afirmou que sua candidatura no tinha padrinhos.

No discurso da vitria, porm, apareceu ao lado do presidente da Cmara, Rodrigo Maia (DEM), a quem classificou como um aliado essencial para a conquista. Disse tambm que o resultado das urnas mostrou uma derrota de radicalismos.

EXTREMOS – “Essa uma vitria dos que acreditam na boa poltica. Passamos os ltimos anos de certa maneira radicalizando a poltica brasileira, contestando aqueles que exercem a atividade poltica. Os resultados desse radicalismo, desse quadro de extremos, de muito dio e diviso no fez bem aos cariocas e brasileiros”, afirmou.

Bolsonaristas no gostaram do tom, semelhante ao do discurso do prefeito eleito de So Paulo, Bruno Covas (PSDB), aliado do governador Joo Doria (PSDB), arquirrival do presidente. Aps o discurso de Paes, Maia, que tambm acumula rusgas com Bolsonaro, buscou amainar o tom aparente da fala. uma vitria da poltica. O Bolsonaro sempre fez poltica. No tem nenhuma relao com eleio nacional, disse o presidente da Cmara.

5 thoughts on “Flvio e Carluxo sero as principais pontes de Eduardo Paes com o presidente Bolsonaro

  1. A essas alturas, Sua, Nossa e Vossa Santidade, Edir Morcego, j jurou de ps juntos: “Nunca mais hei de orar na cabea de Bolsonaro; eu quero que os gafanhotos roiam-no at os ossos. Ele se recusou a despejar uma gota do seu prestgio universal sbre o meu sobrinho, Crivella”

  2. Esse nanico poltico morreu quando a menina Gunther ofendeu; quando nos chamou de maricas, quando desprezou o ataque devastador de exportadores de madeira e a queima da amaznia; quando minimizou a periculosidade da covid, quando o saco do Trump de modo submisso puxou.
    Chega, bolsonaro para mim palavro, sinnimo de rachadinha, um pesadelo que precisa ter fim.

  3. Na verdade admiro a postura de politicos como Eduardo Paes. Est sempre procurando construir pontes ao o invs de dinamit-las como vive fazendo o Presidente Bolsonaro. Se entendia bem com o Lula, agora procura se entender com o Bolsonaro. Nada contra, s acho um trabalho praticamente intil. Mas vale pela iniciativa.

  4. Mas no precisava fazer pacto com o demnio! O que o Eduardo Paes demonstrou que faz de tudo para vencer. No d, o homem tem que ter valores morais inegociveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.