Flores e borboletas no jardim da casa do poeta carioca Evanir Fonseca

Resultado de imagem para borboleta na flor

“Cores e perfumes que extasiavam borboletas”

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O advogado, administrador de empresas e poeta carioca Evanir José Ribeiro da Fonseca (1955-2017), no poema “Jardim do Éden”, recorda a sua infância no jardim existente em frente à casa que morava.

JARDIM DO ÉDEN
Evanir Fonseca

Na frente de minha casa tinha um jardim,
as flores nele cultivadas eram tão variadas
que pareciam travar uma grande batalha,
entre cores e perfumes que extasiavam as borboletas
que voavam, numa ida e volta frenéticas,
como se escolhessem as mais saborosas ou sedosas.

Na frente de minha casa tinha um jardim,
que eu, um garoto desbravador, perdia-me
por entre os galhos espinhosos das roseiras
e folhas imensas de tinhorão e murtas
que floriam lilases, brancas e mescladas
como se fossem várias em uma só enxertadas.

No jardim da minha casa tinha caminhos feitos de cimento,
que nos garantiam acesso a todas as plantas,
inclusive a uma “dama da noite”, peculiar no florir
pois abria no anoitecer e fechava-se no amanhecer,
seu perfume, imperativo, exalava tomando toda atmosfera
que, ao entorno dela, pareciam inexistir rosas
que como envergonhadas, encantadas e inanimadas,
descansavam, ou dormiam, talvez enfeitiçadas diante
da sobrevida que passava a imperar
no encantado “jardim da minha casa”!

3 thoughts on “Flores e borboletas no jardim da casa do poeta carioca Evanir Fonseca

  1. “No mistério do Sem-Fim,
    equilibra-se um planeta.
    E, no planeta, um jardim,
    e, no jardim, um canteiro:
    no canteiro, urna violeta,
    e, sobre ela, o dia inteiro,
    entre o planeta e o Sem-Fim,
    a asa de urna borboleta.”
    Cecilia Meireles

    Um jardim é a alma de um Lar. Então plante o seu. Acredito ser um sonho de todos.
    O poeta Evanir Fonseca plantou o seu Jardim do Eden que passou a imperar na casa dele.
    Certamente não faltou a Rosa, divina e graciosa, por Deus esculturada /formada da alma da mais linda flor! A Rosa de Pinxinguinha, imortalizada na voz de Orlando Silva.

    Rubem Alves dizia que “me fosse dado dizer uma última palavra, uma única palavra, Jardim seria a palavra que eu diria”
    Hoje, as pessoas moram em apartamentos, então façam seu jardim no para- peito de uma janela.

  2. Varanda é uma dependência da casa, onde a gente lê, assiste o por do sol, canta, ouve os pássaros e faz poesia, como deve ser a do poeta Antonio. Rocha.Lar feliz é com varanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *