Fracassos da Venezuela e da Argentina devem servir como exemplo aos eleitores brasileiros

Charge do Aliedo (Arquivo Google)

Luís Ernesto Lacombe
Gazeta do Povo

Eles conhecem profundamente os principais problemas do país e do mundo. E, claro, têm a solução para todos eles. A verdade lhes pertence, ainda que construída em sonhos, em projetos delirantes, que não têm como dar certo. Há uma coleção de fracassos, resultados visíveis que são péssimos, há fatos que não podem ser ignorados…

As fórmulas dos “sabedores de todas as coisas” não se sustentam, são falhas, mofadas, têm sido testadas há mais de um século. Resumidamente, o que conseguiram foi cuspir no capital privado, nos geradores de riqueza e manter os pobres na pobreza, dependentes da mão “salvadora e protetora” do Estado.

É tão difícil assim olhar para a China, Coreia do Norte, para Cuba, Venezuela, Argentina e entender que não há caminho para povo algum num Estado inchado, espaçoso, gordo? Um Estado que se pretende pai, e basicamente impõe castigos. Um Estado tutor, controlador, sufocante. E parece tão simples olhar o que deu certo no mundo.

RECEITA ACERTADA – Os países que se desenvolveram apostaram na liberdade econômica, promoveram um bom ambiente de negócios, descartaram a burocracia, o peso estatal, pulverizaram o Estado gastador, suposto fomentador de crescimento e desenvolvimento, e seguiram premissas do liberalismo, com respeito a princípios morais. Esses países, sim, deram certo. São eles que ocupam os primeiros lugares na lista de nações com maior índice de desenvolvimento humano.

No entanto, há pré-candidatos à Presidência da República indicando para o país os caminhos desastrosos que Venezuela e Argentina estão percorrendo

Esse índice de desenvolvimento humano nem existia quando a Argentina figurava entre os países mais ricos do mundo, lá no início do século passado. O que Alberto Fernández conseguiu, desde sua posse em 2019, foi exatamente aquilo que pessoas com senso crítico e olhar para o mundo real tinham previsto… A inflação está fora de controle, é uma das maiores do mundo, as taxas de juros batem recordes, a pobreza só cresce. A crise argentina avança e já é comparada à da Venezuela.

JÁ ERA ESPERADO – Não tinha como ser diferente. Um Estado intervencionista será sempre um desastre. Aumentam os gastos, aumentam os investimentos, as dívidas, sem resolver um problema sequer, muito pelo contrário, agravando o quadro. Mais subsídios, mais programas sociais, mais gasto público, menos desenvolvimento, menos progresso.

Aqui no Brasil, há pré-candidatos à Presidência da República indicando para o país os caminhos desastrosos que Venezuela e Argentina estão percorrendo. Esses políticos têm uma visão social predominante, que é falsa, equivocada. Não é possível que continuemos a ignorar a realidade, desprezando todas as evidências que derrubam os planos fajutos daqueles que se atribuem uma superioridade moral.

Thomas Sowell já perguntou: “Por que acreditar em uma visão particular cujas evidências contrárias são ignoradas, suprimidas ou desacreditadas?”; “Por que alguém busca não pela realidade, mas por uma visão?” O que Argentina e Venezuela dizem em voz alta aos brasileiros é: não venham por aqui, ou terão apenas fracasso político, econômico, social e moral.

13 thoughts on “Fracassos da Venezuela e da Argentina devem servir como exemplo aos eleitores brasileiros

    • Lula da Silva tem muitos defeitos. Todos sabem disso. Mas se a intenção é fazer propaganda do Boçalnato, reitero para TODOS os brasileiros que Lula é UM TRILHÃO de vezes MELHOR que o marginal que, no momento, preside esse país !!! Quem quiser mesmo o bem do Brasil vota em CIRO GOMES !!!

  1. No caso do Brasil o eleitor vai optar pelo desenvolvimento econômico e social que já vivemos após a entrada do PT em 2003 e que terminou com o golpe de 2016.
    Não tivemos mais apagão. Hidroelétricas construídas. Duplicação de rodovias. Copa do Mundo.

  2. Quando a pessoa ao escrever um texto, desconhece a historia, fica colocando coisas que passam longe da verdade.

    Dizer que os países se desenvolveram, simplesmente porque apostaram na liberdade econômica é um erro grotesco de análise. Há um livro que explica bem como os países hoje desenvolvidos, agiram no passado. O livro se chama “23 coisas que não nos contaram sobre o capitalismo”.

    • Está ficando cansativo e nauseante ler qualquer coisa.

      Tudo esta absolutamente contaminado pela ideologia fanatica e cega

      Obvio que os exemplos da Argentina e Venezuela nao servem a ninguem, mas por favor qual é o exemplo de pais do terceiro mundo (como o Brasil) que tem governo semi ou totalmente totalitarios( como quer o mito e seu gado) que podemos usar como exemplo??

      A Russia ?

      Pais enorme, com riquezas naturais infindaveis e que esta pei……. toda para ganhar uma guerra (preparada durante anos por ela) contra seu vizinho anteriormente pacifico e quase em exercito (na comparacao)?

      a Hungria ??

      Escorada e amparada pela Uniao Europeia??

      Chile ??

      Sempre foi o modelo invejado e seu povo deu uma guinada para a esquerda com um jovem desconhecido, depois de decadas de libelarismo modelar?

      Por que sera???

      A Argentina??

      Que buscou fugir das amarras retrogadas da esquerda mas caiu no canto da sereia de ser governada pelo maior empresario do pais e afundou tanto , que os argentinos preferiram o quase suicidio de seu futuro votando pelo retorno da Cristina??

      Se O Brasil voltar a LUla ( Deus me livre) a culpa sera de quem??

      De Lula, do Stf, do ano lunar, do BBB, da torcida do Ibis, dos que se vacinaram, dos que nao morreram livrando o Brasil de um peso morto e inutil, do Moro que “traiu ” a causa suprema, etc…etc.???

      Ou culpa da incompetencia e golpismo continuado de quem nao governou ou administrou o pais um dia sequer desde que eleito??

      Agora alem de tudo, ainda seremos nós ,
      os pagadores e cupados tradicionias, os responsaveis pelo absoluto desgoverno do mito e (toc.toc.toc) a volta do “cara”.

      Vá escrever esta baboseira rasa e sectaria no curral

  3. O socialismo, por sí só, foi um retumbante fracasso … ressuscitado na América Latina, ganhou a companhia e o financiamento do narcotráfico. Cuba e Venezuela transformaram-se em narco-estados, a Argentina e o Chile estão no mesmo caminho. No Brasil, o povo deu um basta, elegendo um PR detestado por maconheiros e cheiradores e odiado pelos miguxos dos ‘traficas’; apesar disto, ainda não nos livramos dos advogados das causas dos traficantes infiltrados na suprema corte. Notórios marginais como o Xandão do PCC, Barrão Barrose e o Freschin do MST, junto aos seus cúmplices no STF, libertaram o “capo de tutti capi”, Lula da Silva, para PROCLAMÁ-LO presidente com a urna inauditável. Os partidos da esquerda brasileira, sob a liderança do PT (Partido dos Traficantes), durante décadas foram financiados pela grana suja do narcoterrorismo sul-americano. Na hora do voto, não se esqueçam da revelação feita pelo chefe do PCC: “mano, nóis tinha u’as cunversas cabulosas cum PT”.

    PT, PSOL, PSB, PDT e outras desgraças são drogas injetadas direto na veia dos nossos filhos e netos.

    • Democrata e republicano foi o äcordo de governabilidade” que enregou Moro de bandeja a Lavajato de sobremesa e a liberacao da famiglia rachadina e outros quetais.

      Depois foi uma festa só

      Agora a culpa é só do Fachin

      Kkkkkkkkkk só rindo mesmo

      Qal é a utlima do papagaio?????

  4. Lacombe deveria citar quais são esses países que se desenvolveram adotando o liberalismo econômico. Sem essa informação, lamento, mas esse texto está incompleto.

  5. Na Venezuela tem o dedo dos EUA que promovem bloqueio das contas do Governo do Presidente Maduro em favor do aspirante a golpista que não é eleito Presidente da República e cujo mandato de parlamentar do qual chegou a presidência da mesa da Casa Legislativa de onde resolveu que seria presidente interino…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.