Francisco Bendl se despede do blog da Tribuna da Imprensa, cansado de suportar os petralhas

Francisco Bendl

Humildemente me dou por vencido pelo pessoal da discórdia. Fui derrotado pela maledicência, pela falsidade, pela pantomima de alguns em transformarem este espaço democrático em palco às suas representações de péssimo gosto, a seus desejos de fomentarem o ódio, de falsos democratas, e pela mentira em lutarem pela liberdade de expressão!

Humildemente me recolho ao meu lugar, constatando, lamentavelmente, que a maior dificuldade que temos na condição de povo não é o governo e sua corrupção, mas reside entre nós mesmos, na inconsequência, no insidioso, no covarde, bajulador e medroso em tomar posição.

O esforço do incansável Carlos Newton em propiciar um Blog à disposição para bons debates, interessantes temas, excelentes assuntos à discussão é conspurcado e violentado por meia dúzia de comentaristas que visam defender um partido político e seus membros, em detrimento do povo e do País.

Não vou me prestar ao teatro que querem fazer dos problemas brasileiros que deveriam também afligi-los, e sair a todo momento rebatendo provocações, conclusões maldosas, intrigas de pessoas que demonstram ter sérios e graves desvios de caráter, de incivilidade, de não conseguirem aceitar e conviver com idéias, pensamentos e conceitos que lhes desagradam.

Não tenho mais idade e nem disposição para ler impropérios, mentiras deslavadas, ofensas gratuitas, declarações absurdas. Assacadilhas, infâmias, deboches, pronunciados através da soberba, presunção e arrogãncia, me afastam de compartilhar deste espetáculo dantesco e deprimente!

Nada contra aos filiados do PT e seus partidários, óbvio, mas rejeito a proteção intransigente dos que lesaram a credibilidade, dos que violentaram a esperança de um partido diferente, dos que fizeram este povo voltar a acreditar e foi enganado covardemente.

Participei deste Blog, único no Brasil, com sinceridade, posição definida quanto aos políticos, partidos, situação brasileira, problemas brasileiros. Agi sempre com coerência e fui elogiado inúmeras vezes pelos comentários feitos, justamente porque responsáveis, sensatos, isentos de qualquer partidarismo político.

Saio do Blog entristecido pela derrota pessoal, mas a minha dor é maior por perceber que boa parte da população que se diz letrada e informada está à disposição da divisão entre os brasileiros, de separá-los, em rotulá-los mediante critérios condenáveis, cujo interesse é divulgar seus sentimentos amargos, descontentamentos, enaltecimento à incoerência, acusações descabidas, e um ambiente constrangedor.

Gente que nunca se importou em trocar idéias, mas atacar o pensamento contrário, de não debater o tema proposto. Gente que vai afastando do seu caminho de degradação pessoas que são patriotas, que amam este País, que venceram na vida enfrentando as dificuldades que a vida impôs, razão pela qual a luta pela honestidade, decência, moral, ética, honra e dignidade!

Aos bravos brasileiros que tive a honra de conviver e conhecer neste espaço democrático, Schossland, Bortolotto, Fuchs, Christian Cardoso, Darcy, Mauro Júlio Vieira, Almério Nunes, Vite/Jean-Marc/Edarwin, Siomara Ponga, Roberto Nascimento, Prentice Franco, Aquino, Isac Mariano, Vianna, Afonso Mello, Antônio Ranauro Soares, Antônio Fallavena, Iaco Silva, David, Francisco Vieira, Werneck, All, Cao Zone, José Carlos de Oliveira, Wilson Batista Júnior, Bordignon, Paulo Barão, Juquinha, Theo Fernandes, Lourenço Lima, Horácio Melo, Lourdes Horácio, Batista Filho, Walter Martins, Paulo Solon, e tantos outros que esqueço seus nomes – peço-lhes perdão, humildemente -, o meu desejo de que sejam muito felizes junto às suas respectivas famílias.

Meu agradecimento especial a Carlos Newton, um cavalheiro, que deve ter o nosso reconhecimento pelo trabalho à mediação deste Blog incomparável.

Ao nosso Hélio, um dos últimos baluartes que o Brasil tem como exemplo de isenção e de independência, cultura e informação, honestidade e propósito, deixo a minha admiração e aplauso, haja vista eu ter compartilhado com este notável homem de comunicação o mesmo espaço democrático, absolutamente livre às idéias, pensamentos e conceitos.

Meu coração dói ao deixá-los depois de tantos comentários, e de conhecer tantas pessoas lúcidas, que me trouxeram alegria e de me ajudarem substancialmente para que os meus dias tivessem um sentido mais amplo, de cidadão, de alguém que usava este Blog como último reduto a resistir as investidas cada vez maiores da insensatez e incoerência.
Muito obrigado.

Um forte abraço a todos, indistintamente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Realmente, quase todos os chamados petralhas são insuportáveis, porque não usam argumentos válidos ao tentar defender a corrupção do governo Lula Rousseff  (seus “malfeitos”, no dizer amaciado da suposta presidente). Para os petralhas, tudo se limita a uma comparação com o governo FHC, e não é o caso.

É preciso ter paciência infinda para suportar esses petralhas. São como os blogueiros a soldo, pagos pelo BB, pela Petrobras e pela Caixa, com o único objetivo de sustentar o governo. Aprendi a não levá-los a sério, é melhor deixá-los expostos ao ridículo.

Para todos nós, é uma pena que Bendl deixe de fazer comentários. Confesso que, às vezes, também tenho vontade de chutar o balde e ir cuidar da minha vida, fico deprimido, mas depois me recupero e sigo em frente, como recomenda o Pedro do Coutto. Espero que Bendl faça como o Helio Fernandes e volte logo a escrever, pois esta é a sua missão a desempenhar. E o Bendl o faz com raro brilhantismo. (C. N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *