Furnas implanta equidade de gênero e raça

Pedro do Coutto

Furnas, na administração Flávio Decat, promoveu o Primeiro Forum de Ética e Igualdade no seu universo de atuação, que abrange quinze usinas hidrelétricas, duas termelétricas, 54 subestações e cerca de vinte mil quilômetros de linhas de transmissão. No seu auditório foram realizadas palestras de dirigentes de vários órgãos federais, como Marco Aurélio Aguiar Barreto, do Banco do Brasil, Ricardo Garcia França, da Ouvidoria Geral da União, Marcelo Paluma Ambrózio, coordenador da Controladoria Geral da União no RJ, e da ministra Luiza Helena de Barros, chefe da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. A diretora de Planejamento de FURNAS, Olga Simbalista, mediou os debates. O Fórum foi encerrado pelo presidente de Furnas, Flávio Decat.

Furnas foi praticamente pioneira na criação do Grupo Gênero e também na incorporação dos diversos temas que o assunto abrange. A empresa, por isso mesmo, foi agraciada com três edições do Selo Pró-Equidade do Gênero e Raça, distinção destinada às empresas e instituições que mais contribuem para eliminar todas as formas de discriminação no acesso funcional, remuneração, oportunidade de ascensão e permanência no emprego.

Importante a prática de tal política conjunta, uma vez que tanto o gênero quanto a raça, ou etnia, integram a população e assim a verdade nacional. Furnas implantou uma Comissão de Ética que atua como elo com a Comissão de Ética Pública da Presidência da República. É uma comissão aberta a todos. Ao desenvolver seus trabalhos, vai igualmente expandindo e consolidando conceitos, ao mesmo tempo atenuando de forma independente e mediadora na busca da solução de conflitos administrativos, antecipando soluções e assim evitando o deslocamento de ações para a Justiça, já por si sobrecarregada em todo o país, nas suas diversas instâncias.

O Grupo Gênero de Furnas é composto por representantes de todas as diretorias, assegurando assim boas práticas de governança corporativa – assinala inclusive o documento que a empresa lançou na abertura do Fórum. Um dos efeitos está na sintonia estabelecida e atuação conjunta e equilibrada. O sistema contribui essencialmente para a eficiência interna e também externas.

Existe uma Ouvidoria responsável por gerenciar um sistema de Informação ao Cidadão, recebendo as solicitações e garantindo o cumprimento da legislação em vigor. Em janeiro deste ano, a Comissão elegeu um secretário executivo com dedicação exclusiva para atender às diversas demandas que surjam. O objetivo, contudo, é o de antecipar-se aos fatos e com isso exatamente evitar o surgimento de tais demandas. A meta é ganhar tempo e resolver os problemas na origem.

A administração do engenheiro Flávio Decat implantou em Furnas um método de atuação mais dinâmico e transparente. Quanto mais transparência melhor e maior dinamismo. As informações são veiculadas com maior rapidez, as medidas de direito e de fato também. Furnas atinge assim, na sua juventude de 55 anos, maturidade compatível com a que assinala os grandes e modernos empreendimentos que se desenvolvem no planeta. Para isso, a empresa editou um documento no qual traça os compromissos que assumiu para consigo mesma, para com o governo Dilma Rousseff, para com o país e o futuro.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *