General estava certo. A tradição do Exército é de tratamento moderado contra quem desafia o poder.

Joaquim Inacio Santos Gomes

A tradição de Exercito Brasileiro, quebrada somente durante a ditadura de 64, foi de tratamento moderado com os que desafiavam o poder, quando brasileiros. Caxias, seu Patrono, foi interpelado por que não usava contra os revolucionarios do Rio Grande do sul o mesmo rigor com que enfrentou os paraguaios. Respondeu: “São revoltosos, mas são nossos irmãos”.

A posição do General procurando dialogar com os grevistas; conquistando a sua confiança; desanuviando o clima de tensão que chegou a um ponto da população acreditar num confronto sangrento e ganhando um bolo de aniversario foi tomada em conformidade com a tradição do Exercito Brasileiro; agir com competencia sem o uso boçal da violencia.

No meu entendimento ele foi responsavel pelo não radicalização da greve juntamente com o Cardeal da Bahia. Fui defensor de presos politicos durante a ditadura de 64. O que me preocupa não é o acertado comportamento do General. O que me preocupa é quem determinou o deslocamento de quase 3 mil soldados do exercito, oriundos de 3 Estados da Federação, inclusive a tropa de elite dos paraquedistas, para colocá-los em confronto com o policiais que ocuparam a Assembleia Legislativa. Onde estavam os 20 mil soldados da Policia Militar que “não estariam em greve”, como afirmava o seu comandandante geral?

Depois de 64, o Exercito retornou aos quarteis para o exercicios de suas arduas atividades constitucionais. Tarefas que são muitas e, a exemplo da vigilância das fronteiras, exige enorme sacrifício pessoal dos militares.

O que me preocupa, pelo contrario, não é a posição do General que, reafirmo, foi inteligente. O que me preocupa é quem está procurando, mais uma vez, desviar o Exercito de suas funções contitucionais, para contrapô-lo ao povo fardado ou não? Mesmo numa situação por todos condenadas, como a ocupação da Assembleia Legislativa da Bahia. Especialmente quando o comando geral da Policia militar da Bahia dizia que 20 mil homens não tinham aderido à greve e, asssim, esta esmagadora maioria poderia garantir a tranquiliade da cidade e se encarregar da desocupação dos que, equivocadamente, ocuparam a a sede do Poder Legislativo do Estado.

Diz o ditado poular: jaboti não sobe em arvores. Se você enontrou algum no topo da arvore, ali foi colocado por alguém.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *