Gilmar deixou o trabalho sujo para sua tropa e só fez alegações políticas

Ministro Gilmar Mendes

Na hora da verdade, Gilmar saiu pela tangente

Deu em O Globo

O ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), votou contra a condenação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer, desempatando o julgamento. Por 4 a 3, os ministros livraram o presidente da cassação do mandato e mantiveram os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff. Ao sustentar o voto, Gilmar Mendes chamou atenção para a questão da soberania popular, ou seja, para o resultado das urnas, como se Michel Temer recebido algum voto. “O objeto é sensível e não se compara a qualquer outro, porque tem como pano de fundo a soberania popular” — disse o ministro.

Repetidas vezes, ele voltou a defender que a cassação de um presidente deve ser algo excepcional. “Não se substitui um presidente a toda hora, mesmo que se queira “— afirmou.

INSTITUIÇÕES – Gilmar Mendes pediu “cuidado” com as instituições e afirmou que o TSE não é um “instrumento” para resolver a crise política. “Temos que ter muito cuidado com as instituições. Estamos agora nos avizinhando dos 30 anos da Constituição. Não devemos brincar de aprendizes de feiticeiro. Não tentem usar o tribunal para resolver crise política. O tribunal não é instrumento. Resolvam seus problemas”.

Gilmar Mendes defendeu uma mudança no regime político brasileiro, do presidencialista para o semipresidencialista, fortalecendo o Parlamento. Ele destacou que, mesmo hoje, presidente que não tem apoio do Congresso cai.

O ministro não citou nomes, mas foi o caso dos dois mandatários que sofreram impeachment depois da redemocratização: Fernando Collor em 1992, e Dilma Rousseff em 2016.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Em tradução simultânea, pode-se dizer que Gilmar Mendes deixou o trabalho sujo para seus mosqueteiros, que tiveram de apresentar três diferentes versões jurídicas para justificar o que realmente era injustificável. Nunes Maia, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira partiram para o sacrifício, apresentando teses bisonhas, patéticas e sem o menor fundamento doutrinário, que depõem contra a formação profissional deles. Gilmar foi mais esperto e saiu pela tangente. Não tentou derrubar teses jurídicas que não inabaláveis. Apenas usou vários argumentos para alegar que, politicamente, não se deve afastar um presidente logo depois do impeachment de sua antecessora. Mesmo que seja um criminoso vulgar como Michel Temer. Apenas isso. (C.N.)

 

16 thoughts on “Gilmar deixou o trabalho sujo para sua tropa e só fez alegações políticas

  1. Infelizmente, por respeito ao site, e por temer ser processado, não posso expressar o que penso sobre o TSE, seu presidente e etc.

    Como previsto, o placar se confirmou.

    Peço licença, para agora vomitar.

    Brasil, um país submerso no esgoto!

  2. Olá, eu recebi o convite pelo facebook e curti! E resolvi comentar!

    Boa noite de sexta-feira, 09/06/2017. eu estava na página inicial curtindo, e a maioria era sobre o julgamento. sinceramente não me interessa mais o resultado! E sim como VOCÊ vai julgar! Não interessa se TODOS os juízes julgarem INOCENTES ou CULPADOS! Pois não são eles que pagam minhas e as suas contas! Fomos NÓS, votando à favor ou contra que aceitamos esta condição! Bastava não comparecer e NÃO votar que NADA disso teria acontecido! Pois entendam uma simples coisa: MESMO que um “SANTO” entrasse agora como GOVERNANTE, este não poderia mudar os EFEITOS de ontem (do passado), pois já foram firmados contratos de compra e venda de serviços e produtos e etc… Não adiantaria o Santo querer mudar se os Capetas não AUTORIZAREM e APROVAREM. Chega de demagogia e hipocrisia e BURRICE! O fato é simples:
    Houve uma denuncia;
    Houve a apuração dos fatos;
    Houve a delação e
    Houve as provas!
    Então fomos enganados, ludibriados, furtados e roubados. Mas já foi!
    Acabou!

  3. Ridícula a atuação do ministro Gilmar, após seu voto querendo explicar o inexplicável, politizando, ao Deus dará, os seus motivos para ignorar a cambada de provas minuciosamente expostas pelo estafado relator Herman Benjamin..
    .
    Na minha modesta opinião, não convenceu…

    Ao bancar juiz dos juízes, papel que adora interpretar, acabou levando uma justa lambada da ministra Rose Weber.

    Muito certamente será capa da VEJA.. e.brindado com muitos e merecidos adjetivos.
    Ele fez por merecer…

    No mais, ficamos todos no aguardo da abalizada opinião do jurista Dr. Béja sobre o julgamento, e o showzinho particular do presidente do STE para justificar o seu voto eminentemente político.

  4. A decisão apenas confirmou a tradição do Brasil pela impunidade dos ladrões do dinheiro público.

    Nenhuma novidade, afinal, a corrupção sempre existiu na “patria amada”, apenas se transformou na mais poderosa INSTITUIÇÃO do país com a mudança da capital para Brasília.

    Volto a afirmar que Juscelino apenas pensou que estava construindo uma capital.

    Na realidade. estava construindo uma enorme latrina como túmulo do Brasil

  5. Ficou parecendo final de Campeonato com empate de 3 x 3 e toda torcida ansiosa, mas nao sabiam que o juiz que decidiria a sessao digo partida estava comprado e marcou um penalty no final da prorrogacao. o final do Campeonato todos sabem.

  6. Quem terá coragem para prender Lula ou torná-lo inelegível, depois do julgamento do TSE, acho muito difícil, o poder judiciário e principalmente o TSE de Gilmar Mendes, não tem moral para mais nada, acho que tiveram a oportunidade de moralizar o país, o final foi decepcionante, Brasil 3 Chapa Dilma / Temer 4.

  7. logo hoje que o filho do ministro TSE cabeca branca foi ao tribunal levar as fotos “reveladas” dos netinhos para o vovozinho que usou o fato para justificar o seu voto conforme combinado anteriormente./

  8. Do Antagonista: Antes de iniciar seu voto, Napoleão Maia diz que seu filho foi ao TSE entregar-lhe fotos da neta de 3 anos. Não estava devidamente trajado, por isso foi barrado pelos seguranças.

    Só rindo. No dia importante, decisivo para o Tribunal eleitoral o filho vai entregar as fotos da netinha.

  9. Não acredito ainda em derrota. Eles estão dando rasteira neles mesmos. Gilmar inteligente de nada, só por que fala alguns idiomas. Meu filho fala mais. Cuidado a todos, não sou vidente, mas nunca mais se repetirá Satiagraha.
    Vamos aguardar.

  10. O que vimos no julgamento ocorrido no TSE ontem, deixou bem claro que a crise não está só nos meios políticos, mas até no Supremo. Sim, porque três integrante do TSE, são também do STF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *