Gleisi Hoffmann recebeu R$ 1 milhão desviado da Petrobras

E agora, o que vou dizer aos eleitores?

Fausto Macedo e Ricardo Brandt
Estadão 

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou na delação premiada ao Ministério Público Federal que, em 2010, o esquema de corrupção na estatal repassou R$ 1 milhão para a campanha ao Senado da petista Gleisi Hoffmann (PR). Em 2011, no início do governo da presidente Dilma Rousseff, ela se licenciou do mandato para assumir o cargo de ministra-chefe da Casa Civil – posto que ocupou até fevereiro deste ano.

O ex-diretor da Petrobras disse que recebeu pedido para “ajudar na candidatura” de Gleisi. A solicitação, afirmou o ex-diretor da Petrobrás, foi feita pelo doleiro Alberto Youssef.

Costa e Youssef são alvo da Operação Lava Jato, deflagrada em março pela Polícia Federal para combater o que considera uma organização criminosa que se instalou na Petrobrás para promover corrupção e lavagem de dinheiro.

O ex-diretor da estatal lembrou ainda que, em 2010, o marido de Gleisi, Paulo Bernardo, ocupava o cargo de ministro de Planejamento, Orçamento e Gestão do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Neste ano, a petista concorreu ao governo do Paraná e terminou a disputa na terceira colocação, com 14,9% dos votos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

14 thoughts on “Gleisi Hoffmann recebeu R$ 1 milhão desviado da Petrobras

  1. Será que o Gaievski recebeu uma parte para pagar os advogados? …(…)…………..Barril de pólvora – Eduardo Gaievski, ex-assessor da ministra Gleisi Hoffmann na Casa Civil e preso por estupro de vulnerável, está furioso e disposto a dar o troco. Preso em Foz do Iguaçu e levado para Curitiba, o pedófilo sente-se abandonado e traído pela ministra e pelo PT. Queixa-se que, desde o primeiro momento, o partido e os companheiros o atiraram às feras, sem que dissesse alguma uma palavra a seu favor ou tivesse colocado em dúvida as acusações. O PT não providenciou advogados para defendê-lo, da mesma não usou influência para ajudá-lo e sequer deu meios para que concluísse seu plano de fuga. Encarcerado há duas semanas, Gaievski alterna momentos de depressão e fúria. “Estou sendo tratado como um leproso e vou chutar o balde”, teria avisado.
    A lista de ressentimentos de Eduardo Gaievski é grande, mas ele vem se concentrando em alguns nomes. Nutre enorme revolta em relação à ministra Gleisi Hoffmann, que se dizia sua grande amiga e foi buscá-lo em Realeza, no interior do Paraná, para que coordenasse sua campanha ao governo do Estado a partir de um posto-chave na Casa Civil. Contundo, a ministra agora finge que mal o conhecia, emitindo nota oficial sobre o ex-assessor em que destacou sua preocupação em manter distância segura do escândalo. “Gaievski foi contratado para acompanhar programas do governo federal desenvolvidos em parceria com a prefeitura e a decisão de admiti-lo considerou a gestão dele em Realeza”, afirma a nota assinada por Gleisi.
    Gaievski está furioso com o marido de Gleisi, o ministro Paulo Bernardo da Silva (Comunicações), que o recrutou para o PT. Foi Paulo Bernardo também quem o convocou para disputar a prefeitura de Realeza em 2004. Já prefeito da cidade, Eduardo Gaievski entregou o título de cidadão honorário ao ministro, em 2007. Mas o titular das Comunicações agora não o conhece mais.
    O pedófilo também não perdoa o presidente do PT do Paraná, deputado Enio Verri, que, segundo diz, vivia a bajulá-lo, tentando conseguir benesses para sua base política. Quando teve a prisão decretada, Verri determinou a suspensão sumária de sua filiação ao PT, passando desta forma uma espécie de atestado de culpa. A frase de Verri “o caso Gaievski não vai manchar a candidatura de Gleisi” enfureceu ainda mais o ex-assessor.
    Quem também ocupa um lugar de destaque na lista negra de Eduardo Gaievski é a deputada estadual Luciana Rafagnin, do PT paranaense. Luciana havia proposto uma dobradinha com Gaievski em 2014. Ela disputaria uma vaga para deputada federal e ele para estadual. Quando o caso explodiu, Luciana não disse uma só palavra em sua defesa.

    • Esse Gaiato, aliás, Gaievski não chutará balde coisa nenhuma. Anotem, por favor.

      Se, realmente, fosse tomar atitude já o teria feito.

      Vai, isto sim, curtir sua cadeia CALADO. Anotem.

      Como diz a sabedoria popular: CACHORRO que late, não morde.

  2. A dona Gleisi Hoffmann também tem que esclarecer sua conivência ou incompetência na escolha do perfil de quem a assessora:

    1-Assessor mais próximo da dona Gleisi, favorito para coordenar a campanha, era Eduardo Gaievski, agora preso pela acusação de pedofilia, e

    2- Coordenador da campanha da dona Gleisi, no lugar de Gaievski, era o deputado André Vargas – aquele do jatinho do doleiro.

    Detalhes:
    Veja Online

    Política & Cia
    Ricardo Setti

    “Um ex-assessor é suspeito de pedofilia. Outra, de roubalheira. E a ex-ministra Gleisi tinha escolhido André Vargas — agora na mira da Polícia Federal — para chefiar sua campanha ao governo do Paraná. Ela não acerta uma?”

    Detalhes;
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/esta-duro-de-a-candidata-gleisi-hoffmann-acertar-uma/

    “Isto é uma vergonha”

  3. Nossa mãe pátria! Teus filhos se juntaram para assaltar teus cofres?

    Gente, quanto mais mexer mais irá feder. Vamos nos preparando para o que virá a partir de 01 de janeiro de 2015.

    Se Aécio for eleito e mandar abrias as “caixas vermelhas”, a ratazana abandonará o navio. Onde puxar o fio da meada de um virá outro atrás e assim sucessivamente.

    Ah se tivessem feito as CPIs que prometiam contra os tucanos! Muita conversa e pouco ação. No final, pelo que deixaram de fazer, parece que a maioria das acusações contra os governos anteriores – os dos neoliberais, eram falsas.

    Assim, a turma da estrela da esperança deverá se preparar para assistir o sol nascer quadrado.

  4. Correm nas redes sociais comentários preocupados com relação a apuração dos votos no próximo domingo. Motivo: Tibisay Lucena, protagonista de ‘discutíveis’ processos eleitorais na VENEZUELA chavista, estaria no Brasil supostamente tratando-se de um câncer.

    (Consultem: http://twitter.whotalking.com/topic/Tibisay+Lucena)

    Até o momento permanece no campo das especulações digitais, ainda sem provas. De todo jeito, tratando-se das alianças internacionais que o PT possui e o autoritarismo bolivariano vizinho, é bom que se esteja atento.

  5. Hoje a Dilma vai levar chumbo grosso…
    ( Blog do Camarotti).

    Aécio recebe relatório detalhado sobre delações de ex-diretor da Petrobras e doleiro
    Quando esteve em Curitiba, na semana passada, o tucano Aécio Neves recebeu do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) um relatório detalhado com o conteúdo das delações premiadas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef.

    Segundo relatos, haveria no relatório um tópico específico em que integrantes da cúpula petista são citados no esquema de desvio de recursos da estatal.

    Aécio decidiu guardar esse relatório como uma munição reserva para o terceiro debate entre os presidenciáveis, que acontece hoje à noite. E vai usá-lo caso haja golpe abaixo da cintura preparado pela campanha da petista Dilma Rousseff, candidata à reeleição.

  6. O povo paranaense não é bobo. A senadora ficou em terceiro lugar. Ainda dizem por aí, que o povo não sabe votar, como o jogador famoso camisa 10.
    Só pode ser incompetência política captar tanto dinheiro e ainda perder. É por essas e por outras, que o sistema representativo não serve ao cidadão brasileiro. Quem financia mais manda no governante. O povo não influi em nada ou pouquíssima coisa. As grandes corporações (empreiteiras e bancos) dão as cartas nos diferentes governos.
    Infelizmente, por enquanto nada irá mudar, quem sabe um dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *