Governo culpa PP, PR e PRB pela resistência à aprovação da reforma de Previdência

Resultado de imagem para paulo guedes

No desespero, Paulo oferece de 6 a 8 bilhões aos governos estaduais

Vera Magalhães
Estadão

A escalada de decisões controversas tomadas nesta semana pela dupla Dias Toffoli e  Alexandre de Moraes tirou o foco do governo numa semana de más notícias na economia, como a projeção negativa do PIB do primeiro trimestre, o anúncio de que não haverá aumento real do salário mínimo e o impasse provocado pela intervenção no preço do diesel. De quebra, a censura determinada pelo Supremo Tribunal Federal à imprensa deu a Jair Bolsonaro a chance de, corretamente, se colocar como defensor da liberdade de expressão. Mas a reforma da Previdência ficou completamente fora de foco.

O governo já mapeou aquele que seria o “núcleo duro” que atrapalha a tramitação da reforma da Previdência fora da oposição, na Câmara dos Deputados.

TRINCA DE PAUS – Embora seja creditada genericamente ao “Centrão”, a resistência ao projeto estaria concentrada na trinca PP, PR e PRB. Os demais seriam satélites, com queixas mais pontuais e fáceis de equacionar. Esses três são os partidos que gostariam, segundo os negociadores da reforma, de forçar Jair Bolsonaro a definir uma “regra do jogo” para a sua participação no governo – algo que não se dará “na marra”, alertam os mesmos articuladores.

“Os outros partidos entendem que o momento de discutir as divergências é na Comissão Especial”, diferenciou para a Coluna um dos responsáveis pela interlocução. O trabalho de impedir o caminho da PEC, observam integrantes do governo, é facilitado pelo “desastre” dos líderes do governo e do PSL que, a despeito das patentes de major e delegado, não têm autoridade alguma sobre as bancadas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Excelentes informações de Vera de Almeida. O fato concreto é que a reforma da Previdência está emperrada e o governo simplesmente não tem base aliada. Na avaliação do líder do PSL, delegado Waldir, apenas cerca de 100 deputados já fecharam com o governo. No desespero, o ministro da Economia, Paulo Guedes, está oferecendo dinheiro (verbas do leilão do pré-sal) para os governadores que pressionarem suas bancadas a votar a favor da reforma. É a volta da política do toma lá, dá cá, em toda a sua plenitude. Enquanto não destruir esse governo, Guedes parece que não sossega. (C.N.)

 

9 thoughts on “Governo culpa PP, PR e PRB pela resistência à aprovação da reforma de Previdência

  1. Enquanto isso a resistência vai ganhando heróis inusitados …

    Menina Yasmin se recusa a cumprimentar Jair e viraliza

    Jair foi fazer social com as crianças na semana da Páscoa e ficou ‘no vácuo’

    http://bit.ly/2IxGWb0

    Em 1979, Rachel Coelho Menezes de Souza também deixou o general João Figueiredo no vácuo.

  2. Calma, Senhor Guedes! O Congresso é uma liça e funil de turbulências, onde se entrelaçam as mais diversas e adversas vertentes de interesse. Se convencê-lo ou transpô-lo fosse tão fácil, seria o que, então: um hímen complacente?

  3. -O PT é maravilhoso!
    -Somente o PT sabe administrar os recursos púbicos!

    (30/10/2013)
    GOVERNO BRASILEIRO APOIA DITADOR EXTREMISTA E PERDOA DÍVIDA
    “Omar al-Bashir, 69, está a 24 anos no governo do Sudão. Ele foi condenado por genocídio pelo Tribunal Penal Internacional, das Nações Unidas. É o ditador de um país cuja superfície é pobre, mas cujo subsolo tem promissoras reservas de petróleo.
    Bashir era aliado político de Lula e o Sudão tinha uma dívida de R$ 98 milhões (US$ 43,5 milhões) com o Brasil.
    Causa estranheza que esse valor tenha sido perdoado pelo governo Dilma em agosto. No momento, ainda se discute em Brasília a possibilidade de que o BNDES financie empreendimentos de empresas nacionais no valor de um bilhão de reais em um punhado de países africanos, incluindo o Sudão.”
    Fonte: gospelprime e epocanegocios

    -Agora, imagine onde foi parar o dinheiro “investido”?

    (20/04/2019)
    “INVESTIGADORES ENCONTRAM MILHÕES DE DÓLARES EM DINHEIRO NA CASA DE EX-PRESIDENTE DO SUDÃO
    Investigadores militares encontraram enormes quantias de dinheiro, tanto em moeda estrangeira quanto em libras sudanesas, depois de revistarem a casa do ex-presidente Omar Bashir, preso pelas forças armadas do país em abril de 2019.
    Os investigadores apreenderam € 6 milhões, US$ 351 mil e 5 bilhões de libras sudanesas (US$ 105 milhões). O dinheiro encontrado foi depositado no Banco Central do país e será usado como prova para as acusações de corrupção contra o ex-presidente.”
    Fonte: https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2019042013724682-investigacao-dolares-sudao/

  4. O povo aos poucos e agora um pouco mais rápido, já está descobrindo o que tem na reforma da previdência e já está p… da vida.

    Isto é um recado para os Srs. parlamentares para não tirarem o pão da boca dos que trabalham e dos que trabalharam 35, 40 anos, para no fim da vida levarem um calote…Vocês terão o troco em 2022, podem esperar.

    Se a reforma da previdência fosse boa não teria toma lá da cá, simples.

  5. A perda de poder pela esquerdinha, ela que destruiu o país , deixou seus adeptos ensandecidos e com uma única missão: sabotar um governo de apenas tres meses, antes que ele dê bons resultados, deixando os malandros e bandidos dessa mesma esquerdinha numa situação ainda pior do que já estão.

    Não existe lógica nisto que esses críticos fazem, pelo exíguo tempo do atual governo.
    O mínimo de tempo para se fazer uma avaliação sensata seria de 1 ano. Mas isto quando se trata de gente decente.

    Sou a favor a nova previdência. Ela não tem nada que prejudica os mais pobres.

  6. Responder você é perda de tempo, já se tornou café com leite. larga a bengalinha ( O PT ), senão não se sustenta em pé.

    Tome tento rapaz, só porque sou contra essa reforma sou esquerda??? acorda!

    Eu e todos os brasileiros não queremos levar calote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *