Governo do PT é melhor do que o do PSDB, mas ambos seguiram erradamente o Consenso de Washington

Flávio José Bortolotto

A meu ver, tanto o PSDB-Base Aliada, como o PT-Base Aliada, não governaram de forma correta o Brasil, pois ambos mantiveram nossa economia em duplo déficit (déficit fiscal de cerca de 3,5% do PIB, o governo federal gastando sempre mais do que arrecada, e principalmente déficit do Balanço de Pagamentos Internacional, hoje na ordem de aproximadamente US$ 90 bilhões/ano, permitindo assim que a cada ano saiam mais riquezas do entram no Brasil, internacionalizando cada vez mais nossa economia.

Dentro desse quadro, que não é bom para nossa economia, o PT-Base Aliada governou melhor, porque melhorou um pouco o padrão de vida médio nacional, via diminuição do desemprego, aumento real do salário mínimo, hoje em R$ 724,00; salário médio nacional, que hoje atinge R$ 2 mil, tudo isso com US$ dolar = R$ 2,2, e Inflação dentro do teto máximo da meta = 6,5% ao ano.

Fez reservas nos tempos bons de cerca de US$ 430 bilhões, tendo ainda hoje US$ 370 bilhões. Mas o Brasil tem potencial humano e material para fazer muito mais.

CONSENSO DE WASHINGTON

Ambas as administrações seguiram a mesma diretriz geral do Consenso de Washington (Disciplina Fiscal; Redução de Gastos Públicos; Privatização de Estatais; Incentivo ao Investimento Estrangeiro Direto e Indireto; Juros de Mercados; Câmbio de Mercados e Abertura Comercial).

Só que o PT-Base Aliada foi mais esperto e foi mais nacionalista dentro das circunstâncias, mais keynesiano, protegeu mais nosso mercado interno e manejou melhor nosso Tripé Estabilizador (Meta de Inflação – Superávit Primário – Câmbio Flutuante , e metendo pé até na tábua do motor do crédito.

Exemplo: governo FHC leiloava pedágio de estrada pelo preço máximo; governo Lula/Dilma, pela tarifa mínima. É diferente. Mas melhor ainda seria não ter pedágio nas estradas, como antigamente.

FAZENDO EM CASA

No estratégico setor Petróleo/Gás, o governo FHC ia reduzindo a participação do governo até ficar quase tudo na mão das multinacionais. Não estaria errado se ficasse quase tudo em mãos privadas nacionais, mas como isso é impossível por falta de capital, então cairia nas mãos de multinacionais do petróleo, o que é muito pior do que ficar nas mãos de uma estatal-mista como a Petrobras S/A. Todas as plataformas, navios, equipamento submarino etc. seriam feitos no exterior, hoje provavelmente China/Coreia do Sul/Japão/Noruega/EUA/Reino Unido…

Com o governo Lula/Dilma se determinou fazer tudo no brasil e com mínimo de 65% de conteúdo nacional, mesmo a um Custo Inicial mais caro, para reforçar a indústria nacional. É uma solução muito melhor.

Resumindo: governo FHC, nota 4; governo Lula/Dilma, Nota 6. E para quem eu daria Nota 10? Para um governo que planejasse em 8 Anos, zerar nosso duplo déficit, acabando assim com a internacionalização de nossa economia.

27 thoughts on “Governo do PT é melhor do que o do PSDB, mas ambos seguiram erradamente o Consenso de Washington

  1. “Parabéns ao PSOL/SP, pela indicação de Gilberto Maringoni (GM) como pré-candidato a Governador de SP. Talento, consistência, simpatia, paciência e tolerância não lhe faltam. Parabéns ao Vladimir pelo seu desprendimento em ceder o espaço ao GM. Esperamos que o Randolfe tenha a mesma grandeza de espírito do Vladimir e faça o mesmo em relação ao HMM, para que possamos trabalhar, via PSOL, o Projeto Novo e Alternativo de Política, Nação, Estados e Municípios, de cabo a rabo, o Fato Novo de Verdade, como o povo brasileiro quer, porque evoluir é preciso, em contraponto ao velho continuismo da mesmice que aí está. CHEGA DOS MESMOS. O NOVO SÃO PAULO DE VERDADE É POSSÍVEL. E O NOVO BRASIL TAMBÉM.”

    • Prezado Sr. MÁRIO, seria muito bom se o HMM, além da bandeira da RENOVAÇÃO, apresentasse seu Programa de Governo. Quais são suas ideias para melhorar a Vida do Povo?

      Aproveitando o espaço, queria a meu ver, mostrar onde que os Governos PSDB-BASE ALIADA e PT-BASE ALIADA falharam, se bem que o PT-BASE ALIADA falhou menos, no seguir o CONSENSO DE WASHINGTON. O Consenso de Washington tem coisas boas, como a Disciplina Fiscal, Redução de gastos Públicos, que sempre valem, mas em Privatização de Estatais temos que ter muito cuidado, pois quando a Privatização é feita para o Capital Nacional com Matriz no Brasil, é positivo, foi o caso da VALE DO RIO DOCE, mas quando a privatização é feita para o Capital Internacional então é altamente negativo e é melhor deixar Estatal, (dos males o menor), que foi o caso das TELES que foram privatizadas para o Capital Italiano, Espanhol, Português, etc, e isso DESNACIONALIZA nossa Economia. Lembrar que só Empresa com Matriz no Brasil gera Tecnologia Nacional, não exporta Lucro, etc, reaplicando tudo aqui dentro e dá melhoria de Padrão de Vida ao Povo. Ambos falharam também no controle dos Fluxos de Capital de curto Prazo, que o Consenso de Washington recomenda abertura total e que devemos controlar com rigor. Também na abertura do Mercado Interno, nosso maior Patrimônio, devemos abrir com muito cuidado, sempre exigindo RECIPROCIDADE, o que não foi feito.

  2. Caro Bortolotto,
    Quem melhorou as condições de vida do povo brasileiro foi o Plano Real o qual propiciou a estabilidade econômica e o crescimento. O que veio depois foi a consequência da estabilidade ou seja o crescimento. Neste aspecto, o PT foi muito pior que o PSDB porque não usou a estabilidade e o crescimento gerando anteriormente para um crescimento sustentável. O que tivemos no Brasil foi uma grande bolha decorrente de um período de bonanças no exterior e que terminou. O que temos agora? Um país andando de marcha-ré, com um crescimento econômico menor que o populacional. Um país de 22% de desempregados (sim 22% = 17% que não trabalha, no estuda e não procura emprego + 5% oficiais). E isto, que meio emprego e subemprego contam para o número empregados. Temos uma taxa de violência altíssima que é decorrência direta da pobreza. Ou ninguêm ainda se deu conta que a violência é decorrência da falta de emprego e do sub-emprego? Saúde, nem seria necessário falar. O que tem sido comentado aqui na Tribuna já é o suficiente. Aliás saúde pública é algo que não existe no Brasil. O que temos é um “atndimento” chamado de porta-de-cemitério pois não previne e nem remedia. Educação, cada vez mais formamos analfabetos funcionais e logo estaremos formando os médicos funcionais (alguns já vieram de Cuba), engenheiros funcionais e professores funcionais. Infra-estrutura então nem se fala. Nos quae doze anos de PT não existe uma obra realmente pronta mas todas elas já tiveram mais de 10 inaugurações. Simples exemplo: o prolongamento da BR101 entre Florianópolis e o Osório. Quando o PT assumiu em 2003 a obra já estava licitada, mas o partidão precisava abocanhar a comissão e a licitação foi cancelada. Passaram os 12 anos a obra está inacabada e o que foi feito é uma rodovia com um traçado de pelo menos cinquenta anos atrás. Aliás, 50 anos atrás já se faziam rodovias de muito melhor qualidade no mundo todo. E, para finalizar: O roubo de dinheiro público durante o governo petista não tem equivalente em toda a história do Brasil.

    • Prezado Sr. PAULO_2, muito bom o seu Comentário. Concordo que a base da melhoria futura dos Brasileiros, principalmente dos mais Pobres e dos mais Ricos, foi o Plano Real, desencadeado pelo Presid. ITAMAR FRANCO cuja ESTABILIDADE MONETÁRIA permitiu Planejamento/Crédito. Discordo de que o PSDB-BASE ALIADA, que teve 8 anos dessa Estabilidade, tenha feito bom Governo, pois que nesse tempo quebrou o País três vezes (FMI), Recessão quase permanente com Desemprego 30% ( 17% Nem-Nem + 13%), bem pior dos que os atuais 22% ( 17% Nem-Nem + 5%).
      A meu ver, PT-BASE ALIADA contando com o grande Vice-Presidente Sr. JOSÉ ALENCAR que foi chave naquele Governo, que o Presid. LULA ouvia muito, governou melhor. Veja os números, Cresc. PIB octavonato Presid. FHC 2,5%aa, octavonato Presid. LULA-JOSÉ ALENCAR 4,5%aa. Hoje, cresc. PIB +- 2,2%aa, ainda acima do cresc. População que anda em +- 1,5%aa. Veja, eu sou LIBERAL-DEMOCRATA NACIONALISTA, antigo LACERDISTA e procuro analisar com os dados, como um Analista neutro. Isso é o que eu vejo.

  3. Sr. Bortolotto, o PT pagou nestes anos 1,5 trilhão de reais de juros da dívida pública, dinheiro para se construir um país mesmo com superfaturamento, que é a sua marca registrada. O PT é assim: esmola para os pobre e o PIB para os banqueiros.

    • Prezado Sr. PEDRO, é verdade, devido a nossa alta Dívida Pública Bruta, +- 62% do PIB, que é o que gera Juros, pois os Juros incidem sobre a Dívida Pública Bruta, o PT-BASE ALIADA pagou nesses 12 anos R$ 1,5 Trilhões de Juros. Mas veja que ele já recebeu do antigo Governo uma Dívida Pública Bruta de +- 62% do PIB, isto é, ele não aumentou o Endividamento Público EM RELAÇÃO AO PIB. Mas ambos Governaram MAL, pois o certo é ir reduzindo a Dívida Pública Bruta, as Taxas de Juros, e ir aumentando a nossa Soberania Econômica, o que ambos não fizeram/fazem.

  4. O que nos leva à conclusão que, apesar de tudo, Flavio vai votar em Dilma porque o governo do PT “determinou fazer tudo no Brasil e com mínimo de 65% de conteúdo nacional”, e isso basta. Que se danem Saúde, Educação, Transportes, Energia, Segurança, Cultura…

    • Prezado Sr. RICARDO FROES, realmente para a melhoria rápida do Padrão de Vida do Povo, é necessário INDUSTRIALIZAÇÃO com base na Empresa Nacional com Matriz no Brasil. Por isso a Política de ANCORAGEM da Indústria de Petróleo/Gás NACIONAL, pela Petrobras SA, determinada pelo Gov. LULA/DILMA é tão importante.
      Eu votarei em quem eu daria Nota 10. Caso a OPOSIÇÃO não apresente um Programa Nota 10, o que até agora não apresentou, pelo contrário, nem garantiram um Salário Mínimo de R$ 1.000 para 01 Jan 2015, o que daria 50% do Salário Médio de R$ 2.000 atuais, só por comparação, na França hoje o Salário Mínimo é 56% do Salário Médio, então fazer o que? É difícil. Não anima.

  5. De fato o ministro Palocci, embora corruptíssimo, foi o melhor ministro da economia nesse período, mas ele não foi o governo do PT. O governo foi Lula e dagora Dilma que pegaram os recursos do povo brsileiro e os doaram a países como os africanos, Bolívia, paraguai, Equador e Cuba (a maior parte por ela ser uma ditadura comunista)
    Onde está a ferrovia Norte-sul, a transposição do São francisco, só para citar essas duas obras entre outras que o PT enganou a população com a promessa delas?
    E a Petrobrás que agora é uma das empresas que mais devem no planeta ?
    E a inflação que está aí e o esse desgoverno do PT nega?
    Isto para não falar do Plano real e da lei de responsabilidade Fiscal que foram contra e praticamente destruiram com o desgoveno corrupto do PT.

    Enfim, não confundir trabalho de Pallocci com o desgoverno do PT, que é de responsabilidade da presidente , que todos sabem, mergulhou o país de volta à inflação, quebrou a Petrobrás, jogou dinheiro do povo no lixo, com a copa, em vez de empregar na educação, segurança e saúde.

    • Prezado Sr. MAURO JÚLIO VIEIRA, a meu ver o Ministro PALOCCI da Fazenda (Economia) até 2006, e da Casa Civil da Presidenta DILMA até ser substituído pela Sra. GLEISI HOFFMANN , era muito Monetarista para o meu gosto. Desenvolveu pouco nossa INDÚSTRIA, que é essencial para aumento do Padrão de Vida.
      O Governo PT-BASE ALIADA cometeu muitos erros Econômicos, e é bom que se apontem como o senhor faz, mas o senhor exagerou na dose. Pior são as OPOSICÔES, que até agora não apresentaram nada de construtivo, a não ser tocar o velho realejo da Corrupção, que todos estão careca de saber, que é o CUSTO DE FAZER POLÍTICA NO BRASIL E QUE TODOS FAZEM IGUAL, MAIS OU MENOS. Porque ninguém fala em MELHORAR O SISTEMA POLÍTICO? Com esse Sistema Político que aí está, NÃO TEM COMO FUNCIONAR sem muita Corrupção.

  6. Sr. Bortolotto,
    Há muitos anos atrás fiz um juramento a mim mesmo que nunca mais votaria no PSDB. Desde o caso Lula-Maluf, como gota d’água, estendi esse juramento ao PT. Sei que uma andorinha só não faz verão e, pelo que consigo enxergar dos times de fora (pseudo-oposições), acredito que vou ter que anular meu voto nas próximas eleições, pois não estou propenso ao voto útil, mesmo ciente de que o neutro fortalece o mais forte. Falo isto para lhe dar parabéns pelo seu artigo que, a meu ver, buscou tratar do assunto com a maior isenção possível. Acho que os comentários tendeciosos subsequentes atestam sua isenção (embora não tenha sido este o objetivo deles).
    Diz-se que a história só pode ser conhecida 50 anos depois dos fatos, mas mesmo assim gosto de ver, em tempo real e sem ser economista ou sociólogo, qual é a realidade (embora redundante, tenho que dizer: a verdadeira). Algum material que descreva e esclareça os últimos 29 anos em termos políticos e econômicos, sem ser tendencioso ou afetado pela mídia submissa e traidora, sempre é bem-vindo.

    • Prezado Sr. CLÁUDIO SEGALA, penso exatamente igual ao senhor. Também espero uma OPOSIÇÃO que tenha um Programa Político, que valorize o TRABALHO, o MÉRITO, QUE DÊ IGUALDADE DE OPORTUNIDADES PARA TODOS, e que deixe claro que sua preocupação maior será a CRIANÇA BRASILEIRA, principalmente as mais Pobres, dando a elas NUTRIÇÃO – INSTRUÇÃO – ESPORTES, basicamente CIEPs em 2 Turnos, depois Escolas Técnicas e Universidades Públicas para TODOS que quiserem.
      Cuidando bem de nossas CRIANÇAS, a meu ver todo o resto será bem encaminhado. Mas como as correias saem do Couro, para termos bastante Couro, o Regime Econômico tem que ser o: Capitalismo de Mercados BEM REGULADO, baseado na Empresa Nacional com Matriz no Brasil, que na prática se mostrou o mais produtivo de todos.

  7. Administrar a economia é de responsabilidade do ministério da economia.

    Administrar os bens do país é de responsabilidade da presidência da república.

    É bom não confundir uma coisa com outra.

  8. Que pobreza, Sr. Flavio…Não daria para comparar com o governo de Juscelino, com o Governo Medici, com o Governo de Getúlio?? Precisamos pensar grande….. Se ficarmos pensando tudo em termos de PSDB e PT, demoraremos 500 anos para alcançar a Austrália e os EUA, em termos de Renda per capita………

  9. Depois de muito estudar nesta vida, uma das poucas coisas que consegui aprender é que existe um período de oportunidades, que é sazonal. Quando a janela se abre, deve-se aproveitar e lançar ideias que verdadeiramente estruturam o futuro do país. O maior erro do governo Lula foi não aproveitar os bons ventos da economia mundial logo no primeiro ano de governo, fluxo fácil de recursos que possibilitaram o extraordinário crescimento de reservas internacionais, e a grande esperança de mudanças na gestão deste país confirmadas pelas urnas, para estruturar (e resgatar definitivamente) a educação básica da criança e adolescente brasileiros. Imaginem que país seria hoje o Brasil, doze anos depois. As primeiras colheitas de brasileiros bem formados já estariam sendo feitas. Imaginem daqui a mais dez anos, que potência seria este país. Mas, lamentavelmente, a promessa de mudanças do governo PT cedeu ao caminho enganoso do populismo e da perpetuação do poder pelo poder e não por uma causa fundamental. Factoides ficaram mais importantes que fatos e estagnamos ou regredimos até em saúde básica. Isto é muito mais grave para o país do que todas as mazelas que nos cercam no dia a dia. Creio que a depressão europeia e americana chegaram ao fim e portanto uma nova janela se abrirá para 2016. Espero que o novo presidente seja mais lúcido e humilde para que trace a trajetória definitiva para o futuro e coloque tanto o Brasil material, que é corpo de nação, como o povo brasileiro que é a alma desta nação, em condições de conquistar o futuro sem o clientelismo estatal. Para tanto, somente a educação como degrau sólido. Dê ao povo educação básica de boa qualidade e o futuro será algo a não ser temido.

    • Prezado Sr. de PINHO, belíssimo o seu Comentário. Também aprendi que a coisa funciona em ciclos, e temos que aproveitar quando o cavalo passa encilhado, porque é mais fácil montar. O PT-BASE ALIADA não aproveitou integralmente a oportunidade do ciclo de 2002 – 2008. Mas o POVO está tomando mais consciência Política, os protestos contra a Copa Mundo FIFA são um exemplo, de modo que também espero que na próxima Janela de oportunidade nosso Governo aproveite integralmente.

  10. Caro Bortolotto,
    Tens batido permanentemente na mesma tecla, que muito me agrada e que julgo correta, sobre a necessidade de futuro que nossas crianças precisam ter e, em decorrência, o Brasil.
    Não existe outra solução nem alternativa, que não sejam pesados investimentos e honestidade de propósitos na Educação!
    Lamentavelmente não temos visto esta intenção nos últimos governos que administraram esta Nação, motivo pelo qual o aumento do analfabetismo(!) em pleno século XXI, e as dificuldades que enfrentamos na qualidade da mão de obra por falta de ensino técnico, que são razões para que o Brasil não se desenvolva e tampouco o seu povo.
    Na verdade causa muita estranheza que, o PT, que se arvora um partido popular e de esquerda, esteja se caracterizando como o pior que tivemos na área educacional – comprovado pelo aumento do analfabetismo, repito.
    Vamos e venhamos, abandonar por completo o projeto de Brizola e Darcy Ribeiro quando construíram os CIEPS, que receberiam crianças em idade escolar em turno integral, com café, lanche, almoço, café da tarde, aprendizado, esporte e lazer, em um ambiente agradável e dotado dos aparelhos e materiais necessários que uma escola deve ter, certamente a intenção não é para proporcionar aos nossos filhos a certeza de um mundo melhor, mas de condená-los assim como aos seus pais, que sejam manipulados por governos sórdidos e traidores da Pátria, cujas ideologias retrógradas e utópicas nos levarão à falência ou a divisão do Brasil.
    A quem interessa um povo inculto e incauto, iletrado e analfabeto?
    A governos que mentem e enganam, que apenas servem um benefício à população, que é ter o que comer, pelo menos, mas não lhe alcança a chance de crescimento, de independência desta esmola, de estudos e de trabalho dignos.
    Desta forma, o nosso destino será daqui a vinte/trinta anos, continuarmos a comentar sobre a economia estagnada, que somos ainda emergentes, que dependemos do capital estrangeiro, enquanto que aumentam os índices de analfabetismo e nossas crianças foram absorvidas pelas drogas, pelas más companhias, pelos péssimos exemplos de nossas autoridades, vencidas pelas circunstâncias que os governos criaram para que jamais progredissem porque já adultas servirão facilmente às manipulações como seus pais foram vítimas!
    Perfeito, Bortolotto, o teu artigo.
    Um abraço.

    • Prezado Sr. FRANCISCO BENDL, belíssimo também o seu Comentário. Como o senhor, penso que o alicerce de tudo está na Formação/Educação das CRIANÇAS. Apesar das nossas deficiências, para não desanimar, lembremos que no passado a coisa já foi bem pior. Como sempre digo, os Judeus tem 5.774 anos de Alfabetizados, os Ingleses/Americanos +- 500 anos, os Europeus +- 400 anos, e nós só +- 50 anos. Mas chegaremos lá, já foi pior. Muito Obrigado.

  11. Prezado Sr. DELMIRO GOUVEIA, o motivo dessa comparação “pobre ” ( PSDB – PT ) e suas Bases Aliadas, concordo contigo, é que esse artigo na verdade é um Comentário versando sobre esse Assunto.
    Mas o senhor tocou num ponto interessante: Comparar os Governos VARGAS – JK – Governos Autoritários Revolução 64, e eu acrescentaria a Visão de Governo de CARLOS LACERDA ( UDN-GB) que infelizmente não teve oportunidade de por em prática, a não ser a nível Estadual no Estado da Guanabara, antigo Rio de Janeiro-Distrito Federal.

    Governo VARGAS (21 anos na Presidência):
    Buscou dar as bases da SOBERANIA ECONÔMICA DO BRASIL, criando ESTATALMENTE nossa Siderurgia ( Aço), nossa Eletrificação ( Eletrobras),, nosso Petróleo/Gás PETROBRAS SA, a modernização/mecanização da Agricultura com as Companhias Estatais de Adubos Químicos N P K ( Nitrogênio, Fósforo, Potássio), etc. INDUSTRIALMENTE tinha a visão de ESTATALMENTE produzir todos os INSUMOS DE BASE ( Indústria de Base ) e depois Regionalmente se criarem Fábricas de Caminhões/Automóveis/Tratores, etc. que poderiam ser Privadas e até Multi-Nacionais.
    Mas a Base, o controle estratégico sempre ficando com o Governo Federal. Criou o BNDE para financiar nosso DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL.
    Procurou sempre desenvolver o máximo possível nossa Marinha Mercante e as Estradas de Ferro.
    VARGAS não gostava de Investimento Estrangeiro Direto, tratando sempre as Multi-Nacionais com rédea curta, vide Lei de Remessa de Lucros, etc. Preferia fazer um Empréstimo e aplicar o Dinheiro como melhor entendesse.
    Foi o primeiro a compreender a importância da Amazônia e querer integrar todo o Território Nacional.
    Foi o maior ESTADISTA Brasileiro, apesar de a meu ver não “dar muita bola para os Mercados, interferia muito nos Mercados, e ser excessivamente ESTATISTA”.

    Governo JK. ( 5 anos na Presidência).
    Dinâmico e querendo o BEM ao Povo, não tinha paciência e meteu o pé no acelerador com tudo.
    O Modelo de VARGAS, era sólido e demandava tempo. JK tinha pressa e abriu, escancarou as portas para as Multi-nacionais ( Investimento Esterno Direto ) e a curto prazo acelerou a coisa, mas a longo prazo as Multi-Nacionais começam a exercer um efeito de Arrasto na Economia que não é bom.
    Mas a JK perdoamos tudo, tudo, porque mesmo “as caneladas” queria, e desenvolveu muito o Brasil.

    Governos Autoritários Revolução de 64 ( 21 anos na Presidência Rotativa).
    Seguiram um misto de Governo VARGAS e JK, dando porém rédeas frouxas as Multi-Nacionais Estrangeiras.
    Buscaram com afinco aumentar nossa Soberania Econômica, tendo com o Presidente GEISEL feito até os poços na Serra do Cachimbo para testar aquela Arma que poucas Nações tem, e que nos dariam plena SOBERANIA. Não chegaram lá, mas chegaram perto. Fizeram excelente trabalho de Infra-Estrutura Geral.

    Visão Econômica de CARLOS LACERDA.
    A mesma de VARGAS, criar nossa SOBERANIA ECONÔMICA, mas respeitando os Mercados, e via prioritáriamente à EMPRESA NACIONAL PRIVADA COM MATRIZ NO BRASIL. Seria tanto NACIONALISTA como VARGAS, mas daria preferência para a Empresa Privada Nacional, já que a ESTATAL tende, e sofre mais cedo ou mais tarde, o deletério efeito da Política Partidária em sua Administração. Manteria as Multi-Nacionais Estrangeiras com rédea curtíssima.
    Infelizmente a meu juízo, não teve a sorte de colocar em prática suas ideias. Foi traído pela Revolução Civil-Militar de 64, que tanto ajudou a fazer.

    Perdoem-me por ter simplificado tanto as coisas, com isso, deixando muita coisa importante de lado, mas não resisti porque o assunto é fascinante.

    • Prezado Sr. LUIZ FERNANDO FREIRE JUNIOR, a meu ver não precisa intervenção Divina, para uma OPOSIÇÃO apresentar um Programa Mínimo como dito acima, e mesmo um Salário Mínimo de R$ 1.000 a partir de 01 Jan 2015, valor que em poder de compra, aplicado os Deflatores, era o que vigorou na maior parte dos Governos Autoritários de 64, dos tempos do ministro DELFIM NETTO. No pico, com valor de compra de hoje, o Salário Mínimo de 1958, com JK, chegou a atingir R$ 1.700, e a economia do Brasil não naufragou.
      Mas se não puderem apresentar um Programa Político Nota 10, apresentem um pelo menos Nota 8.

      • Retifico, o Valor de pico do Salário Mínimo de JK, 1958, não incluía 13º Salário, nem 14º Salário para os que ganham até 2 SM. A partir da Revolução de 64, os Valores de Salário Mínimo já incluem essas Conquistas que foram dadas pelos Governos Autoritários, entre outras. Muito Obrigado.

  12. É muito difícil, saber quem foi o pior governo: PSDB ou PT, e uma
    discussão sem fim. Essas reservas foram feitas pelo governo do PT,
    comprando dólar a quase R$3,00 aumentando ainda mais a dívida
    interna, que paga juros maiores do que o governo recebe das reservas.

  13. Prezado Sr. NÉLIO JACOB, É verdade que parte dessas Reservas foram compradas com o US$ Dollar à +- R$ 3, e que rendem Juros menores do que a SELIC, mas a aplicação é em US$ Dollares. Se o US$ Dollar der uma flutuada para cima, já se recupera boa parte da diferença. E o Câmbio é FLUTUANTE. Eu ainda acho vantajoso carregar uma Dívida Interna em Reais, mesmo a Juro mais alto, do que em US$ Dollares, a Juro mais baixo. Se houver uma emergência, o Banco Central pode emitir Crédito, que resultará em alguma Inflação, que diminuirá o valor da Dívida Pública, e não dependemos de ninguém. Se devo em US$ Dollares, e não tendo US$ Dollares numa crise Cambial, estou frito, tenho que recorrer ao FMI ( Redução da Despesa Pública e Subsídio, Abertura de Mercado para os EUA, aumento de Impostos, Desvalorização do Real…..) = Recessão/Depressão por um bom tempo, tudo significando DESEMPREGO com tudo o que vem atrás.
    As Reservas são um LASTRO, a Juros baixos são um peso a carregar, mas na hora da tempestade asseguram o sobrevivência do BARCO.

  14. Meu amigo Bortolotto, não se engane: a única diferença que existiu nos governos das duas siglas partidárias a que o Sr. ser refere, foi o fato de que, no governo do Lula e da Dilma, nós já dispúnhamos de um colchão de reservas internacionais. O suficiente para o Brasil se libertar do FMI. Isto é, esses dois últimos governos tiveram a oportunidade de ter um controle monetário muito maior que o seu antecessor, pois, o Brasil pôde controlar o câmbio e saldar as transações comerciais sem a necessidade dos empréstimos do FMI.

    Veja as semelhanças dos dois governos. Inclusive, foi FHC que iniciou a política de valorização do salário mínimo. Aliás, valorizou mais do que a presidente atual.

    Foi FHC que iniciou o Fome Zero, depois chamado de Bolsa Família por Lula.

    FHC promoveu a privatização, enquanto Lula e Dilma estão concedendo toda a logística do país. Ou seja, os dois partidos atuam na linha do Consenso de Washington, como o senhor bem descreveu.

    Em suma, não há diferenças nos dois partidos, que aliás, são de esquerda. Lula e FHC estão alinhados com o pensamento da esquerda.

    A diferença é que Lula fundou uma organização junto com Fidel e querem cubanizar toda a América Latina. Coisa que o PSDB, ainda, não se alinhou.

    Temos que dar uma oportunidade de outros partidos governarem o Brasil que, hoje, tem reservas de sobra e estabilidade monetária para conduzir as reformas que o PT se nega a fazer!

    Isso, é o mais importante pensamento do tempo em que estamos vivendo.

    Parabéns pelo belo e excelente artigo e grande abraço!

  15. Prezado Sr. WAGNER PIRES, concordo plenamente com seu, como sempre, brilhante Comentário. Ambos seguiram o Consenso de Washington que tem coisas boas e coisas ruins, para NÓS BRASILEIROS. Apenas que por Justiça tenho que destacar que o PT-Base Aliada trabalhou sempre com menos DESEMPREGO. Por isso agora, o PSDB está “pagando o Preço”. Mas ambos falharam redondamente em não reduzir/zerar nosso Duplo Deficit, o Fiscal e o do Balanço de Pagamentos Internacional. Abrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *