Governo e PT armam um tsunami para retardar o julgamento do mensalão

Roberto Nascimento

O tsunami para levar o caso para a prescrição é avassalador, inclusive serve à quase totalidade da classe política, que em maior ou menor grau se utilizaram dos financiamentos de campanha.

Vejam o caso Cachoeira, que em certo sentido é emblemático. O homem tinha rede de relacionamentos em 23 Estados e a empreiteira que lhe dá sustentação recebeu mais de 1 bilhão de reais em obras públicas, algumas delas sem licitação.

Onde estão vocês, que não veem, meus amigos do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público Federal?

Dá até para fazer um poeminha, mas os verdadeiros poetas e músicos preocupados com o destino do país já se foram e os que estão vivos a cada dia vão perdendo a esperança.

Depois não adianta culpar os Estados Unidos e os países europeus pela nossa desgraça, pois os países colonialistas fazem o papel deles. Nós é que deveríamos estar cuidando das crianças, do nosso futuro.

Entretanto, o dinheiro roubado da sociedade vai para paraísos fiscais exatamente da Europa e dos EUA. Nunca brasileiros compraram tantas inutilidades em Miami, com o dólar baratinho, baratinho, que a elite e a classe média não são de ferro.

Obama, muito inteligente, é claro deu ordens para liberar o visto dos brasileiros no menor tempo possível. O “cara” enxerga longe.

Os espanhóis, ao contrário humilham e expulsam os brasileiros, que chegam a Madri e de lá são deportados com uma mão na frente e outra atrás. Isso explica o mal que eles fizeram na época da colonização da América Latina.

Voltando ao processo do mensalão, tudo indica que ficará para 2013, com todos os reflexos decorrentes do longo tempo de tramitação, que levam a prescrição dos supostos crimes praticados.

Um agravante a ser considerado é a aposentadoria dos ministros Cezar Peluso e Carlos Ayres de Brito no segundo semestre. Com certeza os novos indicados pedirão vistas do volumoso processo, e então a pauta ficará indefinida.

Ah, se os pobres pudessem contar com os luminares da advocacia! As prisões estariam completamente vazias. Mas isso não passa de um sonho de uma noite de verão, para quem comete crimes comuns.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *